O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Comente aqui assuntos diversificados, que não se enquadrem em nenhuma dos outras Categorias com Áreas já criadas nesse Espaço e no Fórum de uma maneira Geral.
Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 21 Jul 2019, 22:32

'Cats': a (bizarra) tecnologia que transforma os humanos em gatos
Sistema de pele digital garante a estranha aparência felina dos atores no filme
21/07/2019 - 12H02/ ATUALIZADO 12H10 / POR REDAÇÃO GALILEU

A Universal Studios divulgou o primeiro trailer deCats, filme baseado no espetáculo homônimo que fez muito sucesso na Broadway – e que é uma adaptação musical de poemas de T. S. Eliot sobre gatos. A produção, esperada por muitos fãs da história, gerou polêmica na internet por causa do visual realista e estranho dos personagens.

O longa possui efeitos especiais bizarramente exagerados, nos quais as pessoas viram humanos-felinos (ou seriam felinos-humanos?). Segundo a revista Slate, trata-se de uma tecnologia de pele digital que mistura imagens de computação gráfica (GCI) e cenografia para transformar as estrelas em versões mais peludas de si mesmas.

Além disso, os projetistas criaram cenários supersificados para fazer os atores parecerem do tamanho de gatos, em vez de encolhê-los na pós-produção. Ou seja, os ambientes estão em proporções muito grandes. Cenas dos bastidores, divulgadas em um vídeo pela própria Universal, mostram os gigantescos cenários.

O elenco de Cats conta com nomes artísticos de peso: Taylor Swift, Jennifer Hudson, Rebel Wilson, James Corden, Jason Derulo, Idris Elba, Ray Winstone, Ian McKellen e Judi Dench. A direção é de Tom Hopper e as coreografias de Andy Blankenbuehler.

O filme está com previsão de lançamento nos cinemas dos Estados Unidos em 20 de dezembro deste ano.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 21 Jul 2019, 23:55

Maior aeronave militar feita no Brasil entra em fase final de testes
Desenvolvido pela Embraer Defesa e Segurança, o KC-390 poderá atuar em diversos cenários e em pistas não preparadas

Redação Folha Vitória
20 de Julho de 2019 às 13:36
Atualizado 20/07/2019 13:36:31

A Força Aérea Brasileira (FAB) está em fase final de testes do KC-390, a maior aeronave militar já desenvolvida e produzida no Brasil. Robusta, a aeronave lembra o clássico C-130 Hércules, avião militar de transporte de tropas e cargas. Mas o KC-390 foi desenvolvido para atender demandas acima das já cumpridas pelo Hércules.

Desenvolvido pela Embraer Defesa e Segurança, o KC-390 poderá atuar em diversos cenários e em pistas não preparadas. Após o término da fase de testes, ele poderá cumprir missões de transporte de cargas e tropa, lançamento de paraquedistas, reabastecimento em voo, apoio a missões humanitárias, combate a incêndios florestais, busca e salvamento e evacuação aeromédica. Sua velocidade máxima é de 870 km/h.

Sua capacidade de transporte é um capítulo à parte. São 18,5 metros de comprimento, 3,45 metros de largura e 2,95 metros de altura reservados ao transporte de até 23 toneladas de cargas. O KC-390 pode receber blindados, peças de artilharia, equipamentos de grandes dimensões, armamentos e até outras aeronaves.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Montmor
Promessa
Promessa
Mensagens: 164
Registrado em: 23 Mai 2017, 14:39
Localização: Rio de Janeiro

Re: O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Montmor » 22 Jul 2019, 00:09


Avatar do usuário
GilsonVGPR
Júnior
Júnior
Mensagens: 2633
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:13
Localização: Campos dos Goyta City - RJ

Re: O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por GilsonVGPR » 22 Jul 2019, 11:57

𝒞. 𝑅. 𝒱𝒜𝒮𝒞𝒪 𝒟𝒜 𝒢𝒜𝑀𝒜 -> 𝒞𝒪𝒩𝒬𝒰𝐼𝒮𝒯𝒪𝒰: 𝒮𝒰𝐿-𝒜𝑀𝐸𝑅𝐼𝒞𝒜𝒩𝒪 𝒟𝐸 𝒞𝐿𝒰𝐵𝐸𝒮 𝒞𝒜𝑀𝒫𝐸𝒪̃𝐸𝒮 𝒟𝐸 𝟣𝟫𝟦𝟪 (𝒫𝑅𝐸𝒞𝒰𝑅𝒮𝒪𝑅 𝒟𝒜 𝒯𝒜Ç𝒜 𝐿𝐼𝐵𝐸𝑅𝒯𝒜𝒟𝒪𝑅𝐸𝒮 𝒟𝒜 𝒜𝑀𝐸́𝑅𝐼𝒞𝒜 𝐸 𝒟𝒜 𝒰𝐸𝐹𝒜 𝒞𝐻𝒜𝑀𝒫𝐼𝒪𝒩𝒮 𝐿𝐸𝒜𝒢𝒰𝐸). | 𝒯𝒪𝑅𝒩𝐸𝐼𝒪 𝐼𝒩𝒯𝐸𝑅𝒩𝒜𝒞𝐼𝒪𝒩𝒜𝐿 𝒟𝐸 𝒫𝒜𝑅𝐼𝒮 𝒟𝐸 𝟣𝟫𝟧𝟩 (𝒫𝑅𝐸𝒞𝒰𝑅𝒮𝒪𝑅 𝒟𝒜 𝒞𝒪𝒫𝒜 𝐼𝒩𝒯𝐸𝑅𝒞𝒪𝒩𝒯𝐼𝒩𝐸𝒩𝒯𝒜𝐿 / 𝒯𝒪𝑅𝒩𝐸𝐼𝒪 𝑀𝒰𝒩𝒟𝐼𝒜𝐿 𝒟𝐸 𝒞𝐿𝒰𝐵𝐸𝒮). 𝒞𝒪𝒩𝐹𝐼𝑅𝒜 𝒜𝒬𝒰𝐼.

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 22 Jul 2019, 12:21

Cientistas brasileiros estudam se humanos podem regenerar membros como salamandras
Evanildo da Silveira
De São Paulo para a BBC News Brasil
16 julho 2019

Uma pesquisa liderada por cientistas brasileiros poderá fazer com que os seres humanos, assim como as salamandras, tenham a capacidade de regenerar membros perdidos e até a medula espinhal danificada. Não é para já, mas o caminho está aberto. Eles estudaram o programa genético que dá a esses anfíbios e a algumas espécies de peixe essa incrível característica, que faz renascer pernas e nadadeiras, quando amputadas, e descobriram um grupo de genes que dá início a esse processo.

O trabalho foi coordenado pelo biólogo Igor Schneider e seu grupo de pesquisa do Laboratório de Evolução e Desenvolvimento (LED), da Universidade Federal do Pará (UFPA), e contou ainda com a participação de cientistas do Instituto Tecnológico Vale, do Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), do Museu de História Natural de Berlin, da Alemanha, da James Madison University da Michigan State University, ambas dos Estados Unidos. "Começamos o estudo em 2015, quando iniciamos o sequenciamento dos genes que salamandras e peixes ativam durante a regeneração, e concluímos este ano", conta o pesquisador brasileiro.

Igor diz que seu grupo na UFPA tem como eixo central de pesquisa entender a origem dos vertebrados terrestres, também conhecidos como tetrápodes (animais com quatro patas ou membros), que compreendem os anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Particularmente, ele estuda quais as características que esses organismos herdaram de seus ancestrais peixes. Sabia-se que entre os integrantes desse grupo de seres, apenas anfíbios, como as salamandras, são capazes de regenerar suas patas.

Sua mulher e colega de profissão, Patrícia Schneider, que também participou da pesquisa, lembra que a origem evolutiva da regeneração de membros em salamandras permaneceu por muito tempo um mistério. "O que se perguntava era se elas teriam adquirido esta capacidade recentemente ou, em vez disso, a herdado dos seus ancestrais, os primeiros tetrápodes", explica.

O objetivo do grupo, portanto, era desvendar este mistério. E conseguiu. "Mostramos que a origem da regeneração de membros pode ser mais antiga ainda, tendo surgido no ancestral de todos os peixes, antes da origem dos tetrápodes", diz Patrícia. Para chegar a essa conclusão, primeiro os pesquisadores buscaram identificar quais grupos desses animais que vivem hoje possuem capacidade de recriar nadadeiras peitorais, que são equivalentes aos braços ou patas dianteiras de tetrápodes.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 22 Jul 2019, 16:08

Estudantes do DF criam 'micro-ondas ao contrário' capaz de gelar bebidas em até um minuto
Alunas de escola pública do Gama foram premiadas em feira nacional e selecionadas para Mostra Latino-Americana, no Peru. 'Projeto tem potencial de mercado', diz professora.
Por Brenda Ortiz, G1 DF

22/07/2019 05h15 Atualizado há 3 horas

Três adolescentes do Distrito Federal, alunas de uma escola pública da região do Gama, começaram a desenvolver um produto capaz de refrigerar uma bebida em até 1 minuto. A invenção foi chamada de "micro-ondas ao contrário", ou ColdStorm.

Adrielle Dantas, Gabrielly Vilaça e Raffaella Gomes estudam no Centro de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional (CEMI). Elas iniciaram o projeto em 2017.

No ano seguinte, participaram do Circuito de Ciências das Escolas Públicas do Distrito Federal e da exposição de ciências da escola. Elas acabaram classificadas para levar o "micro-ondas ao contrário" para a Exposição de Ciências, Engenharia, Tecnologia e Educação (EXPOCETI), em Pernambuco.

Durante a EXPOCETI, que aconteceu entre 24 e 30 de junho, o projeto desenvolvido pelas meninas brasilienses recebeu várias premiações. Elas ganharam o primeiro lugar na área de engenharia e receberam certificado de destaque da Faculdade Imaculada Conceição de Recife e da World International Fairs Association (WIFA).

Além disso, Adrielle, Gabrielly e Raffaella voltaram para casa com uma carta de credenciamento para participar da Muestra Cientifica Latino-americana (MCL), em Trujillo, no Peru. O encontro vai ocorrer entre os dias 9 e 15 de setembro.

Para participar da mostra no Peru, o trio precisa finalizar o ColdStorm. No entanto, uma das desenvolvedoras do projeto, Gabrielly Vilaça, disse que o grupo ainda não tem dinheiro para o protótipo e para arcar com os custos da viagem.

"Após a EXPOCETI, surgiram várias ideias para melhoria baseadas em sugestões de avaliadores", diz a estudante. Para pôr em prática as recomendações, elas criaram uma vaquinha online.

"Estamos focadas em duas coisas: reconstrução e melhoria do protótipo e arrecadação de fundos para pagar a viagem ao Peru."

Para a professora do CEMI, Maria Zilma Conceição de Araújo, que acompanha a criação do "micro-ondas ao contrário", a invenção das estudantes tem futuro.

"Comercialmente falando, acredito que o ColdStorm tem potencial de mercado. Principalmente por conta da economia energética que é a proposta final do projeto."

De acordo com Maria Zilma, as estudantes têm combinação perfeita de perfis. "As meninas são curiosas, estudiosas e estão cientes dos desafios que tem que enfrentar", afirma.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Avatar do usuário
Zdenek
Júnior
Júnior
Mensagens: 2461
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:16
Localização: Rio de Janeiro

Re: O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Zdenek » 22 Jul 2019, 19:10

"Eu quero ser lembrado como alguém cuja vida foi útil à humanidade" - Thomas Sankara

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 23 Jul 2019, 16:06

Anvisa altera critérios de classificação de risco de agrotóxico em nova regulação
Reuters - terça-feira, 23 de julho de 2019

SÃO PAULO (Reuters) - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira um novo marco regulatório para agrotóxicos, medida que, entre outras mudanças, traz o risco de morte como único critério para classificar a toxicidade de um produto.
Sob a nova regulação, o nível de toxicidade dos produtos agrotóxicos será classificado pelo risco de morte que representa aquele produto.
Da forma como é feito atualmente, são considerados estudos sobre outras reações que não a morte, como irritações dérmicas e oculares, na classificação toxicológica.
As mudanças previstas sob o novo marco regulatório seguem o Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS, na sigla em inglês), já implementado por diversos países.
"No GHS, os resultados dos estudos toxicológicos de irritação dérmica e ocular e de sensibilização dérmica e inalatória não serão utilizados para fins de classificação toxicológica e sim utilizados para estabelecer a comunicação do perigo dos produtos", afirmou a Anvisa em apresentação técnica publicada no seu site.
"A proposta é seguir esse sistema de classificação harmonizado globalmente e estabelecer critérios científicos para comparar a toxicidade (ação tóxica) entre os produtos com base na mortalidade", afirmou a Anvisa em comunicado publicado em seu site.
Desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro, o Brasil já concedeu 262 registros de agrotóxicos, cerca de 30 registros a mais do que no igual período de 2018. Se continuar neste mesmo ritmo, o país superará os 450 registros concedidos em 2018.
"A Anvisa modernizou seus processos, como a gente já modernizou em outras áreas. Acho que a área de agrotóxicos é talvez a última área dessa modernização nas áreas de concessão de registros", disse.
O diretor de autorização e registros sanitários da Anvisa, Renato Porto, disse nesta terça-feira a jornalistas que o objetivo da Anvisa é fazer com que o país "tenha uma avaliação de risco concatenada, harmonizada com vários países do mundo".
Além disso, o Brasil poderá reaproveitar informações já colhidas por outras autoridades em suas avaliações para complementar sua análise própria.
A iniciativa de propor tal adequação partiu do entendimento de que as diretrizes usadas na avaliação toxicológica dos agrotóxicos estão desatualizadas frente ao conhecimento atual, às questões relacionadas ao bem-estar animal e às melhores práticas regulatórias adotadas no mundo.
Além das mudanças nos critérios de classificação de toxicidade, o novo marco regulatório também prevê alterações nas rotulagens, adequando a comunicação dos riscos a padrões adotados internacionalmente.
“A rotulagem é o que publiciza a avaliação do risco dos produtos. Por isso, a sociedade precisa conhecer o rótulo”, disse. Na avaliação de Porto, assim será possível comunicar melhor os perigos ao agricultor, que é um público vulnerável às substâncias por trabalhar e manipular os produtos. A partir da publicação no Diário Oficial da União, as empresas terão um ano para a adequação das normas de rotulagem.
(Por Laís Martins)
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 24 Jul 2019, 18:47

Cientista descobrem como usar qualquer plástico para produzir eletricidade

Como você deve saber, não são absolutamente todos os tipos de plástico que podem ser reciclados, o que significa que, mesmo que uma parte possa ser processada e reutilizada, existe uma parcela que não – e que tem ainda mais chances de não ter um descarte adequado e parar na natureza.

Evidentemente, há tempos os cientistas tentavam encontrar soluções para esse problema e, recentemente, uma equipe da Universidade de Chester, na Inglaterra, anunciou ter desenvolvido uma alternativa.

De acordo com Alfredo Carpineti, do site IFLScience!, os pesquisadores encontraram uma forma de usar todo tipo de plástico – reciclável ou não – para produzir eletricidade, técnica esta que, além de reduzir o volume de resíduos, pode potencialmente levar a uma menor exploração de recursos naturais. E não é só isso!

Saída interessante
Segundo Afredo, o processo – batizado de “W2T”, sigla de Waste2Tricity – envolve uma baixa criação de resíduos sólidos ou líquidos e não gera liberação de gases na atmosfera e, sendo assim, comparado às tecnologias tradicionais de incineração, o novo sistema produz muito menos emissões. Como funciona o método?

O W2T consiste em usar uma câmara de conversão térmica para vaporizar o plástico. Com isso, é possível obter hidrogênio a partir de um gás que os cientistas chamaram se Syngas e que seria como o gás natural, só que sintético. Esse material, por sua vez, pode ser usado para a produção de eletricidade e ser usado como combustível, e todo o sistema vem sendo testado e aprimorado na universidade para que, em breve, seja criada uma planta de processamento de plástico em larga escala.

O primeiro desses estabelecimentos deve ser construído na Inglaterra, mas, se tudo correr bem e o método provar ser eficiente mesmo, o objetivo é o de criar plantas em todo o mundo. A estimativa é a de que cada tonelada de resíduos plásticos possa valer cerca de US$ 50 – pouco menos de R$ 190 –, o que pode servir de incentivo (financeiro) para que a indústria e a população não descartem esse material nos oceanos ou de forma inadequada.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

zcpinheiro
Júnior
Júnior
Mensagens: 1077
Registrado em: 22 Fev 2016, 13:05
Localização: Rio de Janeiro

Re: O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por zcpinheiro » 24 Jul 2019, 21:41

Cemitério Casimiro de Abreu 16h

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 25 Jul 2019, 21:10

Cientistas criam primeiro ‘líquido magnético’, que pode revolucionar a medicina
Redação
BBC News Mundo
22 julho 2019

A ciência nunca tinha criado um material que fosse ao mesmo tempo líquido e com propriedades magnéticas.

Agora, um grupo de cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley (mais conhecido como Berkeley Lab), nos EUA, conseguiu combinar as duas coisas em um material - e as possíveis aplicações são inúmeras.

A equipe, liderada pelos cientistas Tom Russell e Xubo Liu, usou uma impressora 3D modificada para criar a substância.

A pesquisa "abre a porta para uma nova área na ciência da matéria branda magnética", disse Russell, que é professor de ciência de polímeros e engenheiro da Universidade de Amherst, em Massachussets, nos EUA.

Em termos concretos, a substância pode provocar uma verdadeira revolução em campos como a medicina e a robótica.

As gotas líquidas magnéticas podem ser guiadas por meio de ímãs externos - o que permitiria "guiar", do lado de fora, medicamentos dentro do corpo humano. Este procedimento permitiria combater melhor doenças específicas - como o câncer, por exemplo.

No campo da robótica, o novo material permitiria a criação de máquinas mais ágeis.

"Esperamos que a partir desta descoberta as pessoas encontrem ainda mais aplicações. Já que, dentro da ciência, nunca se pensou que isto fosse possível", disse Russell.

Precedentes
Na década de 1960, a agência espacial dos EUA, a Nasa, começou a empregar substâncias chamadas de "ferrofluidos" - líquidos que reagiam ao estímulo de forças magnéticas.

Hoje, os ferrofluidos são usados para amortecer impactos em alguns tipos de autofalantes e os discos rígidos de computadores.

O problema é que eles são incapazes de manter o seu magnetismo quando os imãs que os estimulam são removidos.

E esta é a principal vantagem da nova criação dos americanos do Berkeley Lab, ligado ao Departamento de Energia do governo dos EUA.

Como a nova substância foi obtida?
Para criar o magnetismo, os cientistas do Berkeley Lab primeiro produziram algumas gotas de uma solução de ferrofluido que também continha nanopartículas de óxido de ferro.

Depois, usaram técnicas atômicas avançadas e uma bobina magnética, fizeram com que as nanopartículas de óxido de ferro assumissem o formato de "pequenas conchas maciças". Uma vez que o estímulo magnético era retirado, estas "conchinhas" continuavam gravitando umas em torno das outras de forma uníssona. Ou seja, as gotículas de ferrofluido tinham se tornado magnéticas de forma permanente.

Os cientistas também comprovaram que estas "gotas" mantinham suas propriedades atrativas mesmo depois de serem divididas até o tamanho de um "pelo humano".

Outras propriedades dessas gotas incluem a mutação de suas formas para se adaptar a qualquer ambiente e a possibilidade de "ativar e desativar o modo magnético".

Uma vez que as fundações foram lançadas, a pesquisa continuará com a impressão 3D de fluidos magnéticos mais complexos, como células ou robôs em miniatura que podem se mover com fluidez para transportar medicamentos para células doentes dentro do corpo humano.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Avatar do usuário
Eternamente VASCO
Promessa
Promessa
Mensagens: 119
Registrado em: 11 Jul 2019, 12:01

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Eternamente VASCO » 26 Jul 2019, 09:04

NOVO TESTE PARA BOVINOS PODE AJUDAR A CONTROLAR A TUBERCULOSE EM HUMANOS

A tuberculose é uma doença bacteriana que geralmente afeta os pulmões – apesar de poder atingir outras partes do corpo também – e, embora exista uma vacina para prevenir a infecção (a BCG), ela oferece um índice de proteção entre 50% e 80%. Tanto que a tuberculose ainda está entre as doenças infecciosas mais perigosas e disseminadas do planeta e, segundo as estimativas, 3 pessoas morrem a cada minuto por conta desse mal.

Em humanos, a tuberculose geralmente é causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, mas, também pode ocorrer de outros organismos da mesma família provocarem a doença. Um deles é comum em bovinos e, de acordo com Kristy Hamilton, do site IFLScience!, levantamentos apontaram que, de todos os casos de tuberculose registrados no mundo, 10% são causados pelo contágio dessa bactéria encontrada no gado, muitas vezes por conta do consumo de leite não pasteurizado.

Controle problemático
Nos animais, a tuberculose também causa diversos problemas de saúde e impacta a produtividade, o que não é nada interessante para os criadores de gado. Esse tipo de infecção é mais prevalente em países pouco desenvolvidos, obviamente, onde o acesso às vacinas é bastante mais restrito. Mas, mesmo em locais onde o acesso existe, como os medicamentos são produzidos a partir de versões inativas da bactéria, caso sejam realizados testes, os resultados acabam detectando a presença dos patógenos no organismo dos animais, ainda que eles jamais tenham contraído a doença – e mesmo depois de um longo período após a vacinação.

Acontece que um dos métodos mais comuns para se combater a tuberculose em bovinos consiste em realizar exames e, caso o resultado seja positivo, sacrificar o animal contaminado. Então, muitas vezes não se aplica a vacina para evitar a morte de vaquinhas que não estão, de fato, doentes e, com isso, o controle da tuberculose não só acaba sendo prejudicado, como existe pouco interesse por parte das autoridades e dos criadores em promover a vacinação dos rebanhos – o que, por sua vez, tem impacto negativo no controle da doença em humanos. No entanto, esse quadro pode mudar graças a um novo tipo de teste.

Alternativa
Segundo Kristy, pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia estão trabalhando em um método capaz de diferenciar animais contagiados com tuberculose dos que foram vacinados. Se trata de um novo teste que consiste em uma variedade de substâncias que reagem apenas quando entram em contato com a bactéria que causa a doença – e não com os anticorpos que ficam presentes no organismo após a vacina –, provocando uma reação imunológica dos animais doentes.

O bacana é que, ao evitar que animais imunizados e saudáveis sejam sacrificados, o teste poderá motivar os governos a lançar campanhas de vacinação e os criadores de animais a aderir às iniciativas, o que, consequentemente, trará impactos positivos no controle da doença em humanos. Ademais, o método pode ser especialmente vantajoso em países onde o abate de bovinos não é realizado por questões religiosas ou culturais, como é o caso da Índia, por exemplo, nação cujos números de tuberculose são bastante expressivos.
Por amor incondicional ao VASCO, eu sou SÓCIO TORCEDOR!!!

Avatar do usuário
Digaonascimento
Júnior
Júnior
Mensagens: 1384
Registrado em: 31 Dez 2015, 07:29

Re: O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Digaonascimento » 28 Jul 2019, 13:48

alexandre.vasco escreveu:
12 Jun 2019, 08:16
Rvarzim escreveu:
11 Jun 2019, 22:16
Imagem
Tu me lembra um forista que foi banido

Rsilva

:pens:
Acertou, Mizeravi.

Avatar do usuário
Mega Vasco
Promessa
Promessa
Mensagens: 241
Registrado em: 27 Jul 2019, 16:42

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Mega Vasco » 01 Ago 2019, 18:53

Digaonascimento escreveu:
28 Jul 2019, 13:48
alexandre.vasco escreveu:
12 Jun 2019, 08:16
Rvarzim escreveu:
11 Jun 2019, 22:16
Imagem
Tu me lembra um forista que foi banido

Rsilva

:pens:
Acertou, Mizeravi.

:ed2: :ed2: :ed2: Este Rsilva tem muito bom gosto.

Que tal uma foto copiada da capa do jornal DEZ MINUTOS??? O resultado é este CTRL+V

Imagem

< https://www.vercapas.com.br/capa/dez-minutos.html >
ORGULHO DE SER VASCÃO

Avatar do usuário
Mega Vasco
Promessa
Promessa
Mensagens: 241
Registrado em: 27 Jul 2019, 16:42

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Mega Vasco » 09 Ago 2019, 22:44

Abraço é a única coisa do mundo que quanto mais apertado ele for, mais alívio ele dá.
ORGULHO DE SER VASCÃO

Avatar do usuário
Mega Vasco
Promessa
Promessa
Mensagens: 241
Registrado em: 27 Jul 2019, 16:42

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Mega Vasco » 13 Ago 2019, 18:41

ORGULHO DE SER VASCÃO

Avatar do usuário
Mega Vasco
Promessa
Promessa
Mensagens: 241
Registrado em: 27 Jul 2019, 16:42

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Mega Vasco » 14 Ago 2019, 14:18

A tarefa de viver é dura, mas fascinante.
ORGULHO DE SER VASCÃO

Avatar do usuário
Mega Vasco
Promessa
Promessa
Mensagens: 241
Registrado em: 27 Jul 2019, 16:42

O QUE TEM NO SEU CTRL+V?

Mensagem por Mega Vasco » 17 Ago 2019, 15:29

CIENTISTAS TESTAM NOVO REMÉDIO PARA ADIAR O ENVELHECIMENTO Em estudos com animais, uma substância chamada rapamicina elevou a expectativa de vida em até 38%. Agora, os especialistas vão começar a realizar os testes com pessoas. Expectativa é que possa adiar o surgimento de muitas doenças.

https://cdn.vercapas.com.br/covers/a-tr ... 19-6ff.jpg
ORGULHO DE SER VASCÃO

Responder

Voltar para “Outros Assuntos”