NOTÍCIAS BIZARRAS!!!

Comente aqui assuntos diversificados, que não se enquadrem em nenhuma dos outras Categorias com Áreas já criadas nesse Espaço e no Fórum de uma maneira Geral.
Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Lula será comentarista da Copa da Rússia na TV

Mensagem por Rsilva » 15 Jun 2018, 17:17

Imagem

Sim, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua preso. Já são dois meses na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, Paraná. Mas nada parece afastá-lo da candidatura à presidência pelo PT, e também do futebol.

Uma de suas exigências atendidas no cárcere foi uma televisão, para acompanhar os jogos do seu time do coração, o Corinthians. Vai usá-la para ver os jogos da Copa da Rússia. Precisa estar inteirado da competição, já que…
O ‘Papo com Zé Trajano’ tem um novo comentarista, um comentarista exclusivo: Luiz Inácio Lula da Silva.
, anunciou o jornalista José Trajano nas redes sociais. O programa “Papo com Zé Trajano” é exibido na TVT, mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região.

Lula não vai poder aparecer em vídeo por motivos óbvios, mas escreverá seus comentários em cartas, que serão exibidas na tela e lidas por um locutor durante o programa. A estreia é na próxima segunda-feira, 18, dia seguinte à estreia do Brasil contra a Suíça na Copa da Rússia, informa a Folha de S. Paulo.

https://www1.folha.uol.com.br/poder/201 ... gn=twfolha

https://www.google.com.br/search?q=%E2% ... =635&dpr=1

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Um quarto da população vive com menos de R$ 387 por mês

Mensagem por Rsilva » 16 Jun 2018, 01:42

Imagem

No Brasil, 25,4% da população vivia em situação de pobreza em 2016, de acordo com o critério adotado pelo Banco Mundial, que considera pobre quem ganha menos do que US$ 5,5 por dia nos países em desenvolvimento. Esse valor equivale a uma renda domiciliar per capita de R$ 387 por mês, ao considerar a conversão pela paridade de poder de compra.

https://nacoesunidas.org/numero-de-pobr ... o-mundial/

A situação é mais grave entre os 7,4 milhões de moradores de domicílios onde vivem mulheres pretas ou pardas sem cônjuge com filhos até 14 anos. Desses, 64,0% estavam abaixo dessa faixa de renda. As informações foram divulgadas hoje pelo IBGE na Síntese de Indicadores Sociais (SIS 2017), que faz uma análise estrutural dos resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC).

https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/pnadct/tabelas

https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/a ... -2017.html

Imagem

https://biblioteca.ibge.gov.br/visualiz ... 101459.pdf

https://www.ibge.gov.br/estatisticas-no ... ?=&t=sobre

Além do parâmetro definido pelo Banco Mundial, o estudo mostra outras formas de mensuração da pobreza, uma vez que o Brasil não adota uma linha oficial. De acordo com o pesquisador do IBGE, Leonardo Athias, há uma série de aspectos que motivam a criação de linhas de pobreza, como para a implementação e o acompanhamento de políticas públicas:
Não existe uma medida oficial no país. O que há são critérios adotados para objetivos diferentes, como programas de transferência de renda. O Brasil Sem Miséria, por exemplo, adota a linha de até R$ 85 mensais per capita (pobreza extrema) e R$ 170 mensais per capita (pobreza).
Imagem

O conceito de pobreza pode ter ainda uma definição que supera aspectos monetários. A SIS 2017 apresentou uma análise de pobreza multidimensional, que mede o acesso da população a bens e a serviços que estão relacionados aos direitos sociais. Do total da população, 64,9% tinham restrição de acesso a pelo menos um dos direitos analisados – à educação, à proteção social, à moradia adequada, aos serviços de saneamento básico e à internet. Novamente, os moradores de domicílios compostos por mulheres pretas ou pardas sem cônjuge com filhos até 14 anos são o grupo mais vulnerável (81,3%).

Imagem

http://neic.iesp.uerj.br/capitalistdevelopment.pdf

Leonardo ressalta a importância de abordar a temática da pobreza sob um viés mais amplo:
O crescimento econômico pode trazer mais renda para as famílias, porém ele pode não ser acompanhado de acesso a direitos. O Centro-Oeste é um exemplo de região onde esse fenômeno ocorre, uma vez que o impulso econômico do agronegócio nem sempre é acompanhado de uma boa infraestrutura de serviços públicos.
https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/a ... r-mes.html

https://economia.estadao.com.br/noticia ... 0002121064

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Após quatro meses de intervenção militar, tiroteios aumentam 36% no Rio

Mensagem por Rsilva » 16 Jun 2018, 21:40

Imagem
“Passados 120 dias da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro, megaoperações policiais e militares se sucedem, cada vez maiores, com resultados pouco expressivos”, diz o Observatório da Intervenção; o número de tiroteios passou de 2355 nos quatro meses pré-intervenção para 3210 nos últimos quatro meses.

O Observatório da Intervenção fez um balanço dos quatro meses de intervenção militar no Rio de Janeiro, a partir dos números do Fogo Cruzado, laboratório de dados sobre violência. Com um decreto publicado no dia 16 de fevereiro deste ano, do governo de Michel Temer, o general do Exército Walter Souza Braga Netto, do Comando Militar do Leste, assumiu a segurança pública do Rio.

Imagem

http://fogocruzado.org.br/balanco-4-mes ... tervencao/

Passados 120 dias da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro, megaoperações policiais e militares se sucedem, cada vez maiores, com resultados pouco expressivos, diz o balanço. De fevereiro a maio, houve 444 mortes por policiais e 39 agentes morreram. O número de tiroteios teve um aumento expressivo, passando de 2355 nos quatro meses pré-intervenção para 3210 nos últimos quatro meses.

Imagem
http://observatoriodaintervencao.com.br ... erv_bx.pdf

O decreto que autorizou a União a intervir no Rio de Janeiro vai até o dia 31 de dezembro deste ano. No entanto, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, sugeriu nesta sexta (15) que a intervenção seja prorrogada por mais um ano, até o fim de 2019.

“Para melhorar a segurança pública, precisamos de medidas estruturantes, de integração das forças e de combate à corrupção. A intervenção prometeu tudo isso. Mas só está entregando operações, tiroteios e mais mortos em confrontos, inclusive policiais. Até quando?”, questiona o Observatório.

http://observatoriodaintervencao.com.br/
https://www.ucamcesec.com.br/projeto/ob ... tervencao/

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2018 ... -do-rio-2/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Bancos fecham 1,3 mil agências no Brasil, demitem e lucram R$ 77 bilhões em 2017

Mensagem por Rsilva » 17 Jun 2018, 17:42

Imagem

Ao mesmo tempo em que contribuem para o aumento do desemprego, os bancos promovem a apropriação por parte de pequeno grupo de acionistas de um dinheiro que não vai para investimentos produtivos

Desde 2014, a economia brasileira enfrenta recessão, com sérios impactos sobre o mercado de trabalho: elevação do desemprego, crescimento da informalidade e redução dos salários. Para piorar, a lei da terceirização, aprovada em março, e a reforma trabalhista, em vigor desde novembro, permitiram a precarização do trabalho. Na outra ponta, as altas taxas de juros, mesmo em queda, em nenhum momento estimularam o crédito e o investimento produtivo. Neste cenário, os lucros dos cinco maiores bancos do Brasil, mais uma vez, bateram recordes em 2017. Itaú Unibanco, Bradesco, Caixa Econômica, Banco do Brasil e Santander somaram lucro de R$ 77,4 bilhões, 33,5% a mais do que em 2016.

Esses resultados se devem, entre outros fatores, à elevação das receitas com tarifas e serviços e, especialmente, à queda nas despesas de captação, que acompanharam o movimento de redução da taxa básica de juros (Selic). Também caíram as despesas com impostos (IR e CSLL), em parte devido à entrada de créditos tributários, mas também em função de resultados inferiores em termos operacionais e da intermediação financeira, conforme pode ser observado no estudo Desempenho dos Bancos, divulgado pelo DIEESE em maio e disponível no site da entidade.

https://www.dieese.org.br/desempenhodos ... s2017.html

Nada a se comemorar, uma vez que, mesmo com todos os ganhos, os bancos fecharam muitos postos de trabalho e implantaram tecnologia intensiva em capital, abrindo mão de boa parte do trabalho humano. Em 2017, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Caixa, juntos, fecharam 1.315 agências bancárias. Com relação ao emprego no setor, desde 2012, cai continuamente o número de trabalhadores. Entre dezembro de 2016 e dezembro de 2017, o total de empregados nas cinco maiores instituições financeiras passou de 432.644 para 418.564 pessoas. Isso significou, que, em média, 1.000 trabalhadores foram demitidos por mês, anualmente.

https://oglobo.globo.com/economia/banco ... 7-22384596

Isso sem falar na rotatividade dos empregos no setor, usada para baratear o custo do trabalho, com empregados sendo admitidos por salários inferiores aos dos demitidos.

E para quem vai esse lucro todos dos bancos? Quem ganha com esse resultado? Com certeza, não é a maioria da sociedade brasileira. Além de jogar para a mão dos clientes a realização de serviços antes feitos pelos trabalhadores do setor, cobrar tarifas e enxugar custos, os bancos fazem com que uma parcela pequena de acionistas se aproprie de um dinheiro que não se materializa em investimentos produtivos, empregos e desenvolvimento.

https://economia.estadao.com.br/noticia ... 0002353132

Apesar do expressivo aumento nos lucros, os cinco maiores bancos do país fizeram o desserviço de aumentar a taxa de desemprego mensal, contribuindo para redução da massa salarial.


Clemente Ganz Lúcio - Sociólogo, diretor técnico do DIEESE, membro do CDES – Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. É colunista do Brasil Debate

http://brasildebate.com.br/quem-ganha-c ... os-bancos/




Bancos fecham 2.226 postos de trabalho no primeiro trimestre de 2018

Imagem

Os bancos fecharam 2.226 postos de trabalho no Brasil, entre janeiro e março de 2018, de acordo com análise feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). São Paulo registrou 59,2% das admissões e 49,7% do total de desligamentos, apresentando o maior saldo negativo no emprego bancário no período analisado, com 495 postos fechados no mês. Depois de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná foram os estados que mais fecharam postos, com 411 e 294 postos fechados respectivamente.

As 3.148 mulheres admitidas nos bancos entre janeiro e março de 2018 receberam, em média, R$ 3.445,32. Esse valor corresponde a 74,4% da remuneração média auferida pelos 3.325 homens contratados no período. Constata-se a diferença de remuneração entre homens e mulheres também nos desligamentos. As 4.239 mulheres desligadas dos bancos recebiam, em média, R$ 5.718,18, o que representou 76,6% da remuneração média dos 4.460 homens desligados dos bancos no período.


http://www.fenae.org.br/portal/pr-paran ... e-2018.htm

http://admin.contrafcut.com.br/system/u ... 202018.pdf

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Mais de 600 brasileiros são monitorados por suspeita de terrorismo

Mensagem por Rsilva » 19 Jun 2018, 01:46

Imagem
Os suspeitos estão sendo vigiados em redes sociais, como o Facebook, e em grupos de WhatsApp, entre outras maneiras

Um relatório reservado da Polícia Federal (PF) mostra que pelo menos 602 brasileiros estão sendo monitorados por suspeita de envolvimento com grupos terroristas internacionais, revela O Globo. De acordo com o jornal, o documento foi enviado para o Ministério da Justiça no final do ano passado, quando a PF ainda estava vinculada à pasta – hoje está subordinada ao Ministério da Segurança Pública.

https://oglobo.globo.com/brasil/pf-apur ... s-22789591

No texto, a polícia levanta a suspeita de que alguns grupos estariam se envolvendo em crimes comuns, como roubo de carros, numa tentativa de angariar fundos para financiar ações de extremistas no exterior.

Os suspeitos estão sendo vigiados em redes sociais, como o Facebook, e em grupos de WhatsApp, entre outras maneiras. Conforme a reportagem, em casos mais específicos, a PF intensifica a vigilância e parte para medidas mais invasivas, como escuta telefônica e até mesmo infiltração de agentes secretos entre os investigados, como aconteceu na Operação Hashtag, durante a Olimpíada de 2016.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Opera%C3% ... 3o_Hashtag

Como não há como precisar o momento em que a pessoa pode partir da teoria para a prática, os investigadores se apegam a todos os detalhes no monitoramento, como contatos com pessoas envolvidas com grupos terroristas ou viagens a áreas de conflitos de fundo religioso.

Segundo O Globo, a Divisão Antiterrorismo da Polícia Federal tem ainda um banco de dados com os nomes de 110 mil pessoas supostamente ligadas ou simpáticas a grupos terroristas. O banco de dados também é abastecido com informações dos serviços de inteligência dos Estados Unidos, de Israel e de outros países que colaboram ativamente nas ações de prevenção ao terrorismo.

http://congressoemfoco.uol.com.br/notic ... errorismo/



Um fiasco olímpico

Imagem

Deflagrada 15 dias antes da Olimpíada, Operação Hashtag foi marcada por suspeitas de infiltrações, denúncia anônima e espetáculo; ação levou à primeira condenação por terrorismo no Brasil – e a um linchamento.

https://apublica.org/2017/05/um-fiasco-olimpico/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Deputado preso poderá cumprir pena em hotel, mas não pode ir à piscina

Mensagem por Rsilva » 19 Jun 2018, 14:56

Imagem
Decisão envolve João Rodrigues (PSD-SC), condenado a pena de cinco anos e três meses de prisão, no semiaberto.

Essa é daquelas gambiarras jurídicas que servem apenas para consertar outra gambiarra jurídica. A gambiarra inicial é a permissão para que o deputado federal João Rodrigues, de Santa Catarina, possa cumprir sua pena de cinco anos e três meses de reclusão em um hotel de Brasília, já que está em regime semiaberto e, por isso, pode trabalhar na Câmara dos Deputados, ajudando a definir os rumos do nosso país.

Imagem
Mesmo preso, sem comparecer à Câmara, Rodrigues continuou a receber salário e os demais benefícios atrelados ao mandato. Como faltou às sessões no período, sua remuneração caiu de R$ 33,7 mil para cerca de R$ 9 mil. De volta à Câmara, ele recuperará a integralidade de seus vencimentos.

http://congressoemfoco.uol.com.br/notic ... na-camara/

João Rodrigues estava em uma comissão que preparava nosso novo Código de Processo Penal. Ele foi condenado em segunda instância em 2009 por fraude e dispensa de licitação quando era prefeito de Pinhalzinho, Santa Catarina.

https://g1.globo.com/politica/noticia/d ... enal.ghtml

https://g1.globo.com/politica/noticia/p ... gues.ghtml

Agora, como ele tem permissão para morar em um “aparthotel”, e não em um “estabelecimento prisional compatível com o regime semiaberto”, precisaram criar uma segunda gambiarra: definir as restrições de sua estadia, informa o Jota. Segundo despacho da juíza da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, Leila Cury, sobre a liminar do ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, o deputado só pode sair do quarto para comer ou “usufruir dos serviços essenciais à sua sobrevivência”.

https://www.jota.info/justica/deputado- ... a-18062018

O que isso significa? Precisaram detalhar. Ele não pode frequentar “piscina, churrasqueira, sauna e academia” do hotel, para “garantia de tratamento isonômico em relação aos demais sentenciados”. Será que os outros presos podem escolher o mesmo tratamento? Olha… Acho que não, hein? O que você acha?



Deputado preso é conhecido por vídeo pornô, ofensas e bate-bocas. Confira vídeos

Imagem
Após ter sido flagrado vendo um vídeo pornográfico através do celular, durante um debate na Câmara dos Deputados, João Rodrigues (PSD-SC), apresentador do “Balanço Geral Santa Catarina”, ameaçou processar o SBT.

http://congressoemfoco.uol.com.br/notic ... ja-videos/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

1.532 detentos foram assassinados dentro dos presídios brasileiros em 2017

Mensagem por Rsilva » 20 Jun 2018, 12:23

Imagem

Os presídios brasileiros permitiram o assassinato de 1.532 detentos somente no ano de 2017. Do total de 1.456 unidades prisionais, morreram presidiários em 455 delas. O sistema mostra, ainda, que em 81 estabelecimentos houve registro interno de maus-tratos a presos praticados por servidores e em 436 presídios foi registrada lesão corporal a preso praticada por funcionários.

Inchada pela desigualdade social, racismo e falta de oportunidades legais, a taxa de ocupação dos presídios brasileiros é de 175,82%, considerado o total de 1.456 estabelecimentos penais no País. Na região Norte, por exemplo, os presídios recebem quase três vezes mais do que podem suportar.

Esses dados fazem parte do projeto “Sistema Prisional em números”, que disponibiliza as informações compiladas pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a partir de visitas realizadas a unidades carcerárias pelos membros do MP, em atenção à Resolução CNMP nº 56/2010.

http://www.cnmp.mp.br/portal/relatorios ... em-numeros

O levantamento também traz informações sobre os serviços prestados aos presos. Na região Nordeste, por exemplo, mais da metade (58,75%) dos estabelecimentos não dispõe de assistência médica. Por sua vez, em relação à assistência educacional, 44,64% das unidades brasileiras não a oferecem aos internos. Segundo a Lei de Execução Penal (LEP), a assistência à saúde e educacional, além da jurídica, social e religiosa, é direito dos presidiários e dever do Estado.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/l7210.htm

Outras informações que podem ser colhidas no sistema são as referentes à mulher no cárcere. São, por exemplo, 399 presas gestantes no país, o que representa 1,18% do total.



Presídios brasileiros, uma antologia de violência sem trégua

Imagem
"O Estado não cuida do preso, não zela pela saúde dele, coloca mais presos dentro da unidade, ele perde o controle. Perdendo o controle, quem manda é um comando paralelo".

"Não há scanners corporais, funcionários treinados, tem corrupção, tolerância de permitir a entrada de celulares, bebida alcoólica, drogas. E aí tem essas imagens feitas pelo próprios presos para que o Brasil veja".


https://noticias.uol.com.br/ultimas-not ... tregua.htm



Imagem
https://especiais.g1.globo.com/monitor- ... prisional/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

59 cones de sinalização são furtados durante a Corrida Contra a Corrupção

Mensagem por Rsilva » 21 Jun 2018, 11:34

Imagem

No último dia 17 de junho, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal organizou a segunda edição da Corrida Contra a Corrupção nas ruas de Fortaleza, capital do Ceará. Os 2 mil participantes percorreram o trajeto entre a Praça das Flores e o Jardim Japonês.

O que poderia acontecer de errado?

Durante a competição temática, 59 cones de sinalização – os que protegem os corredores dos veículos e marcam a direção certa – foram furtados, informa o Diário do Nordeste. O Detran disponibilizou 700 cones, adesivados e timbrados, para a realização do evento.

http://diariodonordeste.verdesmares.com ... -1.1957132
É um absurdo. Quando essa sinalização é furtada, pode ocasionar vários prejuízos, tanto para o condutor quanto para o pedestre. Tira a segurança das pessoas. É uma vergonha.
, disse Fernando Elpídio, um dos organizadores. Ele garante que uma investigação será feita para identificar os responsáveis, usando inclusive o auxílio de câmeras de segurança do trajeto.

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

A gaiola de Trump

Mensagem por Rsilva » 21 Jun 2018, 12:15

Imagem

Sem palavras para essa imagem...



“Desonesto e covarde”: NYT critica Trump por separação de pais e filhos

Imagem
A atitude do presidente americano, Donald Trump, de tentar culpar os Democratas pela política “tolerância zero” para imigrantes na fronteira dos Estados Unidos com o México, e que resultou na separação forçada de famílias e o aprisionamento de menores de idade, é “desonesta e covarde”.

A dura crítica foi feita pelo consagrado jornal The New York Times, que dedicou um editorial ao tema intitulado “Quando foi que aprisionar crianças se tornou a arte da negociação? ”. “Ver o presidente tentar culpar os democratas pela prática desumana da sua administração de arrancar crianças de seus pais evoca nada mais que um marido abusivo culpando sua esposa pelos espancamentos”, comparou o jornal.


https://exame.abril.com.br/mundo/desone ... -e-filhos/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Quem fiscaliza os tribunais de contas?

Mensagem por Rsilva » 22 Jun 2018, 12:09

Imagem
Abarrotados de denúncias de corrupção, TCEs são compostos de membros políticos nomeados pelos governadores e seus aliados.
  • 80% dos conselheiros exerceram cargos no legislativo ou executivo e 23% respondem a processos;
  • Conselheiros ganham foro privilegiado, cargo vitalício e salário-base de R$ 30 mil;
  • No último ano, pelo menos 13 conselheiros foram afastados por suspeitas de corrupção.

As minhas contas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.
Essa frase está na ponta da língua dos políticos investigados na Operação Lava Jato por fraudar licitações e superfaturar obras. E o argumento não é falso. Os ex-governadores Aécio Neves (PSDB), de Minas Gerais, Sérgio Cabral (MDB), do Rio de Janeiro, e Beto Richa (PSDB), do Paraná – investigados por suspeita de terem favorecido empresas em licitações –, tiveram as contas aprovadas nos tribunais de contas de seus estados, colocando em xeque a credibilidade dos órgãos de controle como mecanismo para coibir esquemas de corrupção. 

O problema é que, entre os julgadores das suas movimentações financeiras, estavam aliados políticos. A ONG Transparência Brasil revelou, em estudo publicado no ano passado, que oito em cada dez conselheiros de contas do país exerceram mandatos eletivos ou altas funções em governos. A pesquisa, realizada em 2014 e atualizada em 2016, incluiu membros do Tribunal de Contas da União (TCU), dos 27 tribunais de contas dos estados e do Distrito Federal, e dos tribunais municipais. Existem quatro tribunais de contas do conjunto de municípios dos estados de Pará, Goiás, Ceará e Bahia, e Tribunais Municipais de contas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

https://www.transparencia.org.br/downlo ... 202016.pdf

O levantamento mostra que 23% dos 233 conselheiros e ministros respondem a processos ou já foram punidos na Justiça e até mesmo nos próprios tribunais de contas. Os supostos guardiões do dinheiro público são acusados de fraudar licitações, superfaturar obras e enriquecer ilicitamente. A mais comum acusação que recai sobre eles: improbidade administrativa.

Embora não tenha havido nenhuma investigação específica sobre elas, a Operação Lava Jato escancarou a participação dos integrantes dessas cortes estaduais, municipais e federal nos esquemas de desvio de dinheiro. No Rio de Janeiro, cinco conselheiros do TCE estão afastados, suspeitos de cobrar propina para fazer “vista grossa” de contratos do governo com empreiteiras.

https://g1.globo.com/rio-de-janeiro/not ... esos.ghtml

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/ ... e-rj.ghtml

Até fevereiro deste ano, o ex-ministro das cidades do governo de Dilma Rousseff Mário Negromonte (PP-BA) ocupava uma cadeira no conselho do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado Bahia (TCM). Ele foi acusado de pedir propina de R$ 25 milhões para beneficiar empresas do setor de rastreamento de veículos quando era ministro. Indicado pelo ex-governador Jaques Wagner (PT-BA), em 2014, o conselheiro foi afastado depois que virou réu por corrupção passiva. O senador Agripino Maia (DEM-RN) teria influenciado a mudança de parecer do TCE do Rio Grande do Norte, favorecendo a OAS na construção do estádio Arena das Dunas para a Copa do Mundo de 2014, de acordo com denúncia da Procuradoria-Geral da República, acatada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A operação atingiu também a cúpula do TCU. O filho do ministro Aroldo Cedraz (ex-deputado federal da Bahia pelo PFL, hoje DEM), o advogado Tiago Cedraz, passou a ser investigado em 2015 depois de o dono da empreiteira UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, ter dito que o contratou para obter dados de difícil acesso na corte e para comprar uma decisão referente à usina nuclear Angra 3.

https://www.correio24horas.com.br/notic ... do-do-tcm/
https://noticias.uol.com.br/politica/ul ... -2-vez.htm
https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/ ... jato.ghtml

Leia mais: https://apublica.org/2018/06/quem-fisca ... de-contas/



Delator diz que membros do TCE tinham propina desde governo Garotinho

Imagem

O ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), Jonas Lopes, disse que conselheiros da corte já recebiam propina durante o mandato do ex-governador Anthony Garotinho (PRP). A declaração ocorreu em depoimento prestado hoje (14) ao juiz federal Marcelo Bretas. Lopes e seu filho Jonas Lopes Neto, também envolvido no esquema de cobranças ilícitas, firmaram acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/n ... -garotinho


Em 20 de 27 estados há denúncias de fraudes contra conselheiros dos tribunais de contas

Imagem

Nos últimos anos é cada vez mais comum integrantes das cortes responsáveis por fiscalizar os gastos públicos envolvidos em casos de corrupção. Desde 2010, 20 dos 27 órgãos de controle das unidades da Federação se envolveram em episódios polêmicos. Nos tribunais de contas estaduais, as maracutaias são das mais sofisticadas às mais simples. Em Sergipe, por exemplo, neste mês, o conselheiro UIices Andrade foi denunciado pelo Ministério Público daquele estado sob acusação de usar um veículo oficial em benefício próprio. Ele teria pegado um carro da Secretaria de Educação para transportar pedras de mármore que seriam usadas na construção da sua casa.

https://www.em.com.br/app/noticia/polit ... acao.shtml


TCU e TCEs têm 41 integrantes investigados

Imagem

Eles são responsáveis por zelar pelo dinheiro público e cobrar austeridade nos gastos da União, estados e municípios, mas o rigor que deveria ser aplicado aos governantes nem sempre existe entre os próprios conselheiros dos tribunais de contas e muitos deles, em diferentes regiões do país, são réus em processos que correm na Justiça.

https://oglobo.globo.com/brasil/tcu-tce ... s-21518437

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Estudo mostra que grandes redes de supermercados escravizam e destroem o produtor rural

Mensagem por Rsilva » 23 Jun 2018, 17:37

Imagem

As grandes redes de supermercados também são responsáveis pela pobreza e pelas condições precárias de trabalho na cadeia de fornecedores de alimentos, onde estão trabalhadores rurais e pequenos e médios agricultores. É o que revela o relatório Hora de Mudar – Desigualdade e sofrimento humano nas cadeias de fornecimento dos supermercados, lançado nesta quinta-feira (21) pela organização não governamental Oxfam. No caso do Brasil, de acordo com a Oxfam, três grandes redes de supermercados concentram 46% do setor.

https://www.oxfam.org.br/noticias/grand ... cedores-de

De acordo com o relatório, a concentração do mercado global de alimentos acaba “espremendo” as cadeias de fornecimento pelo menor valor dos seus produtos, restando aos trabalhadores e produtores uma renda insuficiente para uma vida digna, trabalho análogo à escravidão e perda de suas terras. Enquanto os supermercados ficam com uma parcela cada vez maior do que é gasto em suas lojas, em alguns casos, cerca de 50%, a parcela que fica com trabalhadores e produtores rurais pode ser menos de 5%.

O resultado é o sofrimento humano generalizado entre mulheres e homens que produzem alimentos para supermercados em todo o mundo. Do trabalho forçado a bordo de navios de pesca no Sudeste Asiático, passando pelos salários miseráveis nas plantações de chá indianas, até a fome enfrentada por trabalhadores das fazendas de uva na África do Sul, o desrespeito aos direitos humanos e trabalhistas é muito comum nas cadeias de fornecimento alimentar”, diz o relatório.

A consultoria de pesquisa Bureau for the Appraisal of Social Impacts for Citizen Information, contratada pela organização, estudou a cadeia de 12 produtos de países em desenvolvimento que são vendidos nos supermercados europeus e norte-americanos: suco de laranja (Brasil), café (Colômbia), chá (Índia), cacau (Costa do Marfim), banana (Equador), uva (África do Sul), vagem (Quênia), tomate (Marrocos), abacate (Peru), arroz (Tailândia), camarão (Indonésia, Tailândia e Vietnã) e atum (Indonésia, Tailândia e Vietnã).

Brasil

O Brasil foi um dos países incluídos no levantamento feito pela Oxfam. Segundo a organização, atualmente, um em cada quatro copos de suco de laranja consumidos no mundo vem do Brasil. O preço do produto aumentou mais de 50% nos supermercados americanos e europeus desde a década de 1990. No entanto, o valor pago a pequenos produtores e trabalhadores rurais no Brasil chega a apenas 4% do valor de venda final.

Para alguns produtos, como o chá indiano ou a vagem queniana, a renda média dos produtores é menos da metade do que seria considerado ideal para assegurar uma vida digna. No caso do Brasil, a renda de trabalhadores e pequenos agricultores que fornecem laranja é de 61% e 58% do que seria necessário para um padrão de vida decente.

Enquanto isso, as oito maiores cadeias de supermercados de capital aberto geraram quase US$ 1 trilhão em vendas, US$ 22 bilhões em lucros e US$ 15 bilhões em dividendos a seus acionistas em 2016. Apenas 10% do que os três maiores supermercados dos Estados Unidos pagaram a seus acionistas em 2016 seria o suficiente para pagar um salário digno a 600 mil trabalhadores que atuam no processamento de camarão na Tailândia.

Mulheres

Segundo o estudo, as mulheres arcam com o fardo mais pesado, 90% das entrevistadas que trabalham no cultivo de uva na África do Sul afirmaram não terem tido o suficiente para comer no mês anterior. Segundo a Oxfam, a diferença entre uma renda mínima para se viver com dignidade e a renda recebida efetivamente é maior onde as mulheres são a maior parte da força de trabalho.

“Seja em pequenas propriedades familiares ou entre trabalhadores, normas de gênero profundamente arraigadas fazem com que o impacto seja mais grave para as mulheres: elas não têm direito de possuir terras, têm menos probabilidade de contar com representação sindical, assumem a maioria dos trabalhos de cuidado não remunerados, são discriminadas com relação a remuneração e progressão para funções superiores, e sofrem ameaças de assédio e violência sexuais”, diz o relatório.

A queda nos preços de exportação de vários produtos no longo prazo, 70% no caso do suco brasileiro, também ajudou a reduzir os preços pagos aos pequenos agricultores e produtores a pouco mais que o custo de produção. Como resultado, eles saem das cadeias internacionais de fornecimento e podem ser forçados a trabalhar nas grandes plantações da indústria alimentícia. No Brasil, o número de fazendas do setor de produção de suco de laranja diminuiu de 28 mil para menos de 10 mil nas duas últimas décadas.

Responsabilidade social corporativa

Por outro lado, para a Oxfam, à medida que vão concentrando o mercado, as cadeias varejistas podem encontrar soluções para acabar com as desigualdades sociais e melhorar as condições de trabalho e a remuneração desses trabalhadores.

Por meio de políticas inclusivas, com seu poder de compra e influência, elas podem exigir dos seus fornecedores, por exemplo, que acabem com os empregos informais e o trabalho escravo no campo, além de garantir que agricultores e produtores recebam uma parcela mais justa do que é pago pelos consumidores no varejo.

De acordo com o levantamento, no caso de muitos produtos, o investimento necessário para levar a renda ou os salários atuais a níveis dignos é ínfimo em comparação com o preço ao consumidor final. Devolver 1% ou 2% do preço do varejo aos fornecedores poderia mudar a vida de muitas pessoas que produzem alimentos. No caso do suco de laranja, cerca de 3,1% do valor pago pelo consumidor no supermercado já garantiria uma renda digna a pequenos agricultores.

O relatório diz que talvez os preços ao consumidor não precisem aumentar para alcançar esse investimento a mais. Em cada um desses 12 produtos, o investimento extra que os atores da cadeia de fornecimento precisariam fazer é muito menor do que o aumento que os supermercados tiveram em sua fatia do preço ao consumidor final nos últimos 10 a 15 anos.

O relatório da Oxfam sobre a cesta de 12 produtos sugere ainda que, em países onde os governos intervieram e estabeleceram preços mínimos para as commodities agrícolas, os pequenos agricultores recebem uma fatia do preço final ao consumidor que é cerca de duas vezes maior do que a dos agricultores que não recebem esse apoio.

O documento é a base de uma nova campanha global da organização para denunciar a exploração econômica e cobrar mudanças na distribuição dos ganhos deste segmento, para melhorar a remuneração dos trabalhadores rurais e pequenos produtores, as condições de trabalho e a desigualdade de gênero na cadeia de fornecedores de alimentos na América Latina, África e Ásia.

Imagem

O relatório completo está disponível na página da Oxfam Brasil < https://www.oxfam.org.br/desigualdade-na-comida >.

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Ministro de Temer fala em 'guerra-letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

Mensagem por Rsilva » 23 Jun 2018, 23:57

Imagem
"Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado", disse Torquato Jardim, ministro da Justiça de Michel Temer, em fevereiro deste ano, logo após a intervenção militar no Rio; dias atrás, Marcos Vinícius, estudante de 14 anos, foi assassinado pelas costas, uniformizado e a caminho da escola pública onde estudava; segundo a testemunha que o socorreu, o disparo veio de um blindado da polícia.
Não há guerra que não seja letal.
, disse Torquato Jardim, ministro da Justiça de Michel Temer, ao comentar a intervenção militar no Rio de Janeiro, em entrevista ao Correio Braziliense.

https://www.correiobraziliense.com.br/a ... rdim.shtml

Embora tenha sido feita em fevereiro deste ano, logo após a oficialização da intervenção militar, a declaração do ministro precisa ser lembrada após a morte do adolescente Marcus Vinícius, de 14 anos, uniformizado e a caminho de uma escola pública, durante uma operação da polícia no Complexo da Maré, na última quinta-feira 21.

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano ... hila.shtml
Se está lá com PM, Polícia Civil e Forças Armadas, se passar um guri de 15 anos de idade, você vê a foto dele, já matou quatro, entrou e saiu do centro de recuperação, uma dúzia de vezes, e está ali com um fuzil exclusivo das Forças Armadas, você vai fazer o quê? Prende. O guri vai lá e sai, na quarta ou quinta vez que você vê o fulano, vai fazer o quê? Você tem uma reação humana aí que deve ser muito bem trabalhada psicologicamente, emocionalmente, no PM ou no soldado. Você está no posto, mirando a distância, na alça da mira aquele guri que já saiu quatro, cinco vezes, está com a arma e já matou uns quatro. E agora? Tem que esperar ele pegar a arma para prender em flagrante ou elimino a distância? Ele é um cidadão sob suspeita porque não está praticando o ato naquele momento ou é um combatente inimigo? Os EUA enfrentaram esse tema como um inimigo combatente. É a noção de guerra assimétrica, estamos vivendo uma guerra simétrica.
, afirmou à época.
Você não sabe nem quais são os recursos necessários, não sabe quantos são necessários e usando qual arma. Quantos eu preciso para a Rocinha? Não sei. Como você vai prevenir aquela multidão entrando e saindo de todas as 700 favelas? Tem 1,1 milhão de cariocas morando em zonas de favelas, de perigo. Desse 1,1 milhão, como saber quem é do seu time e quem é contra? Não sabe. Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado.
, disse ainda.

Marcos Vinícius levou um tiro nas costas e, segundo a testemunha que o socorreu, o disparo veio de um blindado da polícia.

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/ ... dado.ghtml

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Na Rússia, bater na esposa uma vez por ano é liberado por lei

Mensagem por Rsilva » 25 Jun 2018, 15:21

Imagem
A cada segundo, uma russa sofre assédio sexual - exatamente como no Brasil. Mas por lá, legalizada, a violência doméstica é quase três vezes maior.

Margarita Gracheva, de 25 anos, ligou para a polícia russa desesperada. Enciumado, o marido havia acabado de colocar uma faca em seu pescoço e ameaçá-la de morte. Nenhum policial apareceu. Ligaram de volta 18 dias depois – e só para propor uma conversa com o homem, sem oferecer qualquer proteção a ela. O papo não teve muito efeito. Dois meses depois, o marido, pai dos filhos de Gracheva, cortou as duas mãos dela com um machado.

Gracheva é só uma das 16 milhões de russas que sofrem violência doméstica por ano no país da Copa do Mundo – a cada hora, 1.370 delas apanham de seus maridos. No Brasil, a estatística é quase três vezes menor, ainda que seja alto: cerca de 500 brasileiras são agredidas por hora, de acordo com pesquisa do Datafolha.

Imagem

https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/ ... olha.ghtml

Nascer mulher na Rússia, na verdade, parece ainda mais difícil do que nascer mulher no Brasil. O maior risco à vida delas não está na rua. Está em casa. Só não vale quebrar os ossos da mulher e repetir a violência mais que uma vez por ano. Está na lei: se a mulher ou as crianças não precisarem serem hospitalizadas, o agressor pode dormir tranquilo.

Entre todos os crimes registrados na Rússia, 40% são cometidos por maridos ou familiares próximos. Os dados são da domesticViolence.ru, organização formada por ativistas e advogadas russas. E esses números todos são subestimados, já que só 10% das mulheres abrem boletim de ocorrência.

https://www.theguardian.com/world/2017/ ... ator-fines

https://domesticviolenceru.wixsite.com/domesticviolence

"A Rússia não tem uma lei específica sobre violência doméstica e não há qualquer definição legal sobre isso. Então é difícil ter acesso a informações confiáveis. Mas não podemos minimizar o problema", explica em nota Yulia Gorbunova, ativista e pesquisadora da ONG Human Rights Watch, na Rússia.

https://www.hrw.org/news/2018/02/14/law ... ce-victims

Por lá, violência doméstica só chama a atenção quando rola sangue, muito sangue. Só assim para a polícia aparecer e punir os agressores. Discussões, ameaças e brigas menos violentas precisam ser resolvidas em casa – pelo homem e pela mulher. Grachev, por exemplo, só se livrou do marido depois das machadadas. E mesmo assim, da cadeia, o homem ainda envia cartas cheias de ameaças.

Não é à toa esse descaso dos policiais. Poucos governantes se importam com questões de gênero na Rússia. Yelena Mizulina, membro do Parlamento russo há mais de 20 anos, começou a vida política na linha de defesa dos direitos das mulheres. Mas, sem muitas explicações, mudou o posicionamento e passou a ecoar as vozes dos ortodoxos: respeito à família acima de tudo.

Partiu dela a criação da polêmica lei “anti-propaganda gay”. Foi ela também a ideia de descriminalizar alguns tipos de violência doméstica. Do time do “em briga de marido e mulher não se mete a colher”, Mizulina brigou pela aprovação de uma lei popularmente conhecida como “lei do tapa”.

https://www.theguardian.com/world/2017/ ... ens-rights

Conseguiu. Desde fevereiro do ano passado, a legislação descriminalizou alguns tipos de violência doméstica. Se um homem agredir sua esposa, ou filhos, com socos, tapas ou até cortes, o máximo que pode acontecer a ele é pagar uma multa de 470 dólares e passar duas semanas na delegacia.

https://www.theguardian.com/world/2017/ ... c-violence
A maioria das vezes é mesmo o pagamento da multa, raramente eles são punidos com 15 dias de prisão.
, conta Alena Popova, advogada e ativista russa, responsável por criar a petição contra brasileiros do vídeo.



https://www.bbc.com/portuguese/brasil-44572188

https://www1.folha.uol.com.br/esporte/2 ... ussa.shtml

Petição on-line: https://www.change.org/p/%D0%BF%D1%80%D ... 0%B8%D0%B8
E se o homem agredir a mulher em casa e depois em outro lugar, na rua, não conta como o mesmo tipo de agressão.
, afirma. Até 2016, a punição para essas agressões era de dois anos de prisão.

E tem mais: se o casal tiver uma conta conjunta e o cara não pagar a multa, a Justiça envia a cobrança para a mulher.
Esse dinheiro vai para um fundo e nós não sabemos como nossas autoridades gastam.
, explica Popova. Segundo ela, casos assim são bem comuns – a vítima acaba pagando a conta pelo agressor.

Com 20 milhões de pessoas vivendo na pobreza na Rússia, sendo 67% delas mulheres, divórcio não parece ser a melhor decisão. Até porque, segundo Popova, após a separação, boa parte dos russos não paga pensão. E deixa os filhos e a ex-esposa desamparados. Nessa situação, entre a fome e a violência, as mulheres optam por manter o casamento.

Tanto descuido levou a Rússia para a lista dos 18 países com piores leis de proteção aos direitos das mulheres. O país também ganhou destaque negativo em relatório recente do Banco Mundial (“Mulheres, negócios e a lei”), por conta de sua legislação.

Imagem

Imagem

https://epocanegocios.globo.com/Brasil/ ... grupo.html

http://wbl.worldbank.org/

Proibido protestar

Se você e um amigo segurarem um cartaz, juntos, em frente ao Kremlin, a sede do governo Putin, em Moscou, sem pedir autorização do governo, já podem se preparar. Policiais se aproximarão, vocês serão levados à delegacia e julgados pelo ato. Se condenados terão de pagar multa.

Manifestações com mais de duas pessoas só podem acontecer com a autorização do governo. E, como dá para imaginar pelo conservadorismo do país, as autoridades quase sempre negam as solicitações.

Até quando se segue a lei, como fez Alena Popova e outras duas ativistas, no começo do ano, a Justiça pode tomar decisões contraditórias. Popova segurava uma imagem de um boneco de Leonid Slutsky, político aliado ao presidente, com frases polêmicas dele rebatendo acusações de assédio sexual.

Três jornalistas acusaram Slutsky de propor sexo com ele. Em resposta, ele repetiu o velho discurso de ser normal se sentir atraído por mulheres bonitas – e que deveria até se sentir lisonjeadas. As acusações não deram em nada. Mais de 600 profissionais da mídia assinaram nota de repúdio ao político e boicote ao Parlamento russo.

Durante o protesto, cada uma das ativistas ficou em um canto, distantes para evitar represália e cumprir o que manda a lei. Foram todas levadas à delegacia. Popova teve de pagar multa pelo protesto – a Justiça entendeu que ela e outra ativista estavam, sim, juntas. Ainda que distante.

Imagem
Em abril passado, Alena e duas colegas, Anastasiya Glushkova e Anastasiya Alekseeva, foram presas sob a acusação de terem organizado um “evento em massa” sem permissão do governo. Era o protesto contra o deputado Leonid Slutsky, personagem do primeiro escândalo sexual da história da Duma russa. Slutsky foi acusado por várias mulheres de assédio sexual, provocando um debate público e comparações com o escândalo de Harvey Weinstein, produtor cinematográfico norte-americano que causou intensos protestos da comunidade artítica de Hollywood.

Como a lei russa exige que um protesto de mais de duas pessoas seja autorizado pelas autoridades locais, as três mulheres foram penalizadas por se manifestar com cartazes contra o deputado Slutsky na frente do parlamento russo. As ativistas chegaram a fazer quatro pedidos para realizar protestos maiores em Moscou, todos foram negados. Popova e Glushkova foram considerados culpadas e multadas em 20.000 rublos. Na ocasião, o porta-voz de Vladimir Putin, aliado de Slutsky, Dmitry Peskov, sugeriu que as acusações contra o deputado foram feitas porque as queixas sobre assédio sexual se tornaram “moda”.


http://alenapopova.com/bio.html

E mudar as coisas não parece fácil. Os meios de comunicação estatais dominam a Rússia e convencem a população com suas ideias.
Eles usam a mídia para fazer propaganda e controlar tudo. No fim, o feminismo e a defesa do direito das mulheres levam a culpa por tudo, pelo divórcio.
, diz Popova.

http://www.jb.com.br/internacional/noti ... na-russia/

Mas há esperança. Popova ajudou a escrever um novo projeto de lei para proteger as vítimas de violência doméstica. Ela quer mudar o quadro e garantir proteção às mulheres antes que o relacionamento termine como o de Gracheva – ou ainda pior.
Hoje, as mulheres russas precisam provar que são vítimas, enquanto os abusadores recebem a proteção da lei.
, explica. E conta com a parceria de Oxana Pushkina, membro do Parlamento, que apoia o PL.

https://www.rt.com/politics/419912-russ ... s-prepare/

https://themoscowtimes.com/articles/har ... p-ed-60976

https://www.change.org/p/state-duma-ado ... -in-russia

As histórias de Brasil e Rússia seguem roteiros parecidos quando se trata de direitos das mulheres. Só falta a eles chegar onde chegamos 12 anos atrás, quando a lei Maria da Penha entrou em vigor. E o projeto de Popova parece traçar esse caminho.

Imagem

http://www.cnj.jus.br/programas-e-acoes ... a-da-penha

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_Maria_da_Penha



Uma a cada 100 mulheres vai à Justiça contra violência doméstica no Brasil, diz CNJ

Imagem
Levantamento indica oito novos casos de feminicídio por dia em 2017.

https://oglobo.globo.com/sociedade/uma- ... j-22479426

http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/8632 ... -domestica

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Instituto Nacional do Câncer emite nota contra PL do Veneno, aprovada em comissão

Mensagem por Rsilva » 27 Jun 2018, 11:42

Imagem

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o Projeto de Lei 6299/02, que trata do registro, fiscalização e controle dos agrotóxicos no país, aprovou o parecer do relator, deputado Luiz Nishimori (PR-PR), por 18 votos a favor e 9 contrários, que flexibiliza o uso de agrotóxicos no país.

http://www2.camara.leg.br/camaranoticia ... XICOS.html

Os deputados ainda votam os destaques, propostas de alteração ao texto-base, que ainda podem modificar trechos do PL. Após concluída a votação na comissão, o projeto ainda tem que ser apreciado pelo plenário da Câmara.

Em mais uma sessão tumultuada, parlamentares ambientalistas e ruralistas divergiram na apreciação da proposta. Sem sucesso, deputados da oposição tentaram adiar novamente a votação do relatório.

Em nota técnica, o Instituto Nacional do Câncer (Inca), órgão do Ministério da Saúde que tem como missão apoiar o desenvolvimento de ações integradas para prevenção e controle do câncer, defendeu que o Marco Legal dos Agrotóxicos (Lei 7.802/1989) não seja alterado e flexibilizado.

“Tal modificação colocará em risco as populações – sejam elas de trabalhadores da agricultura, residentes em áreas rurais ou consumidores de água ou alimentos contaminados, pois acarretará na possível liberação de agrotóxicos responsáveis por causar doenças crônicas extremamente graves e que revelem características mutagênicas e carcinogênicas”, diz o documento.

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect ... grotoxicos

A Anvisa também condenou a proposta, por acreditar que o projeto não atende a população, que deveria ser o foco da norma. “O PL não contribui com a melhoria, disponibilidade de alimentos mais seguros ou novas tecnologias para o agricultor, e nem mesmo com o fortalecimento do sistema regulatório de agrotóxicos”, diz a agência.

http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/ ... _count%3D1

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) afirmou que, caso a matéria seja aprovada pelo plenário, o partido ingressará com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF).
Se chegar ao plenário, a sociedade brasileira vai repudiar esse projeto. Se ele passar, haverá uma Ação Direta de Inconstitucionalidade. Vamos ao Supremo derrubar esse veneno.
, disse.



COMIDA QUE MATA: agrotóxico causa 4 mil vítimas por ano no país

Imagem
http://contraosagrotoxicos.org/

Um terço dos vegetais mais consumidos pelos brasileiros está contaminado por agrotóxico, segundo relatório do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxico em Alimentos (PARA) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Nos anos de 2016 e 2017, foram analisadas 2.500 amostras dos 18 tipos dos alimentos mais comuns na mesa do brasileiro, a fim de identificar o nível de agrotóxico. A batata foi o único vegetal que não apresentou nenhum lote com contaminação acima do permitido e não autorizado.

Imagem

http://portal.anvisa.gov.br/documents/1 ... 98cbf759f8

http://portal.anvisa.gov.br/programa-de ... xicos-para

A contaminação dos alimentos impacta diretamente na saúde dos consumidores, com efeitos a curto, médio e longo prazo. Segundo o dossiê da Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco, o Ministério da Saúde estima que, no Brasil, anualmente, existam mais de 400 mil pessoas contaminadas por agrotóxicos, com cerca de 4 mil mortes por ano.


Imagem

https://www.abrasco.org.br/dossieagroto ... 15_web.pdf

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicaco ... abalho.pdf

http://www.agroecologia.org.br/files/im ... e-2014.pdf



Imagem
Quem são os atores mais interessados em flexibilizar o uso dos agrotóxicos em escala global? Quem lucra com os US$ 57 bilhões por ano que o mercado de veneno movimenta? Dar essas respostas de maneira simples é a proposta da cartilha Rotas do Veneno, lançada pela Central Única dos Trabalhadores.

Luz González Escalona, assessora da secretaria de Meio Ambiente da CUT Nacional, explica que a cartilha é resultado de um seminário realizado no ano passado pela entidade sobre o tema em parceria com a Fundação Friedrich Ebert, que também apoiou o projeto.

"Ela trata de uma forma bem didática, com ilustrações e textos que levam para outras referências e falam de como o mercado de agrotóxicos impacta em diversos aspectos da vida do trabalhador", afirma Escalona.

O documento também explica as consequências das grandes fusões das empresas multinacionais e o oligopólio das seis principais empresas do setor: Monsanto, DuPont, Bayer, Syngenta, Dow e Basf — que respondem a cerca de 75% do mercado mundial de agrotóxicos.

Outro ponto da cartilha é a articulação dos parlamentares que compõe a bancada ruralista no Congresso Nacional para pressionar por alterações na legislação dos agrotóxicos, como o PL 6.299/2002, apelidado de PL do Veneno.


http://library.fes.de/pdf-files/bueros/ ... /13986.pdf



Imagem

Anvisa lista riscos de nove agrotóxicos proibidos para alertar sobre impacto de possível mudança em lei
https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/no ... -lei.ghtml

Agrotóxicos: ‘Produzimos algo que deixou de ser alimento, virou commodity e agroenergia’
https://www.sul21.com.br/entrevistas-2/ ... roenergia/

Vítimas dos agrotóxicos são 25% de crianças e adolescentes
http://www.redebrasilatual.com.br/saude ... olescentes

Intoxicação por agrotóxico dobra em dez anos e alimenta debate sobre incentivos fiscais
https://oglobo.globo.com/sociedade/sust ... s-22342566

Agrotóxicos: Brasil libera quantidade até 5 mil vezes maior do que Europa
http://reporterbrasil.org.br/2017/11/ag ... il-estudo/

Metade dos alimentos no Brasil contém agrotóxicos, diz estudo do Greenpeace
https://www.brasildefato.com.br/2017/11 ... reenpeace/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Caixa Econômica inclui signo do zodíaco do cliente em cadastro

Mensagem por Rsilva » 27 Jun 2018, 17:26

Imagem
Guia entregue a cliente para retirada do PIS tem informação do signo do solicitante.

Um cliente da Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro surpreendeu-se com uma informação constante em seu cadastro quando foi sacar o dinheiro de seu PIS. Na agência em Botafogo, Zona Sul da cidade, entre nome completo e números de documentos está… o signo do cliente no zodíaco.

No caso específico, é sagitário, signo de quem tem espírito livre, adora viajar e… enfim. O que, para identificá-lo em um banco, significa… isso mesmo: nada.
Fui conferir as informações e fiz a foto no caminho até o outro caixa. Acho que é algo que deveria ter sido mantido em sigilo.
, disse o sagitariano ao jornal O Globo.

https://oglobo.globo.com/economia/caixa ... versao=amp

A Caixa Econômica defendeu, em nota, o uso do signo, mesmo sem explicar em detalhes sua utilidade em um cadastro bancário. “A informação é somente para uso interno e utilizada para auxiliar na identificação do cliente em caso de eventuais fraudes”, informam. E não existe um “Qual o seu signo?”, como em uma cantada enfadonha. A informação “é obtida automaticamente pelo sistema do banco, a partir da data de nascimento do cliente”.

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

CNJ proíbe juízes de torrar R$ 5 milhões da população com academia e personal traning

Mensagem por Rsilva » 28 Jun 2018, 09:58

Imagem

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) suspendeu, em decisão unânime, o repasse de verbas mensais do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para custear despesas com uma academia de ginástica instalada na sede do tribunal para atender aos magistrados e seus parentes. O convênio foi considerado ilegal pelo plenário do CNJ, em Brasília. As despesas destinadas ao pagamento dos custos da academia eram de R$ 5,06 milhões por cinco anos de vigência.

A academia oferecia aos seus membros aulas de alongamento, boxe, boxe tailandês, defesa pessoal, ginástica funcional, jump, ginástica localizada, musculação, personal training, step e yoga.

Além dos profissionais de educação física, estavam previstos custeios com remuneração de um gerente administrativo, um assistente administrativo, um gerente de qualidade e uma copeira. Apenas os magistrados associados à Mútua, uma sociedade privada sem fins lucrativos, tinham direito ao benefício.

Para o relator, ministro Luciano Frota, que analisou o documento apresentado pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (Sind-Justiça), o convênio é ilegal, pois inclui despesas não previstas no Plano de Trabalho do tribunal, cuja obrigação contratual restringia-se apenas ao pagamento de profissionais como médicos, professores de educação física e massoterapeutas, o que já pode ser considerado um abuso. Nenhum servidor público tem esse tipo de privilégio pago pela população brasileira.
Inexiste previsão formal quanto ao custeio, por parte da Corte de Justiça, da remuneração dos funcionários responsáveis pelas atividades administrativas ou de apoio.
, disse Frota. O conselheiro escreveu na decisão ter havido descumprimento da obrigatoriedade de chamamento público, para aferir a qualificação técnica e a capacidade operacional da entidade para a gestão do convênio.

A Agência Brasil não conseguiu contato com o Tribunal de Justiça do Rio para comentar a decisão do CNJ de suspender a academia de ginástica montada na sede do tribunal no centro do Rio.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/justica ... agistrados

Avatar do usuário
MILITAR
Júnior
Júnior
Mensagens: 1576
Registrado em: 01 Jan 2016, 17:42
Localização: Rio de Janeiro

Re: NOTÍCIAS BIZARRAS!!!

Mensagem por MILITAR » 28 Jun 2018, 22:06




:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
Imagem

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Com armas liberadas, Estados Unidos tem tiroteio dentro do jornal Capital Gazette

Mensagem por Rsilva » 28 Jun 2018, 22:52

Imagem

Cinco pessoas morreram e várias ficaram gravemente feridas devido a mais um tiroteio que aconteceu hoje (28) no Capital Gazette, um jornal diário em Annapolis, no estado de Maryland.

Imagem

Os Estados Unidos têm armas liberadas e são compradas sem qualquer restrição. A confirmação sobre o número de vítimas foi divulgada no fim da tarde pela polícia local.

Autoridades também confirmaram que um suspeito foi preso no local, mas sua identidade ainda não foi revelada.

O incidente ocorreu dentro do escritório do Capital Gazette, um jornal diário histórico da cidade. A área permanece isolada. Annápolis se localiza a 50 quilômetros na área metropolitana da capital Washington.

Phil Davis, um repórter do “Gazette”, estava no local do tiroteio:

"Atirador disparou pela porta de vidro do escritório e abriu fogo contra vários funcionários. Não posso dizer muito mais e não quero declarar ninguém morto, mas a coisa está ruim", escreveu Davis no Twitter enquanto esperava para ser ouvido pela polícia. "Não há nada mais aterrorizante do que ouvir várias pessoas sendo baleadas enquanto você está sob sua mesa e depois ouvir o recarregamento do atirador".

Em uma entrevista posterior, Davis disse que a redação estava “como uma zona de guerra”, uma situação que seria “difícil de descrever”.
Sou um repórter de polícia. Escrevo sobre essas coisas — não necessariamente até este ponto, mas tiroteios e morte — o tempo todo.
, disse ele.
Mas por mais que eu tente articular como é traumatizante estar escondido debaixo da sua mesa, você não sabe até que você esteja lá e se sinta desamparado.
Davis disse que ele e outros colegas ainda estavam se escondendo sob suas mesas quando o atirador parou de atirar.
Eu não sei por quê. Eu não sei por que ele parou.
, disse.

O governador do estado, Larry Logan, escreveu no Twitter: “Absolutamente arrasado em saber dessa tragédia em Annapolis”. Ele também pediu que a população da região atenda aos pedidos de manter distância do local.

http://www.capitalgazette.com/news/anna ... story.html

http://www.capitalgazette.com/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

A dura realidade das prostitutas na Alemanha

Mensagem por Rsilva » 29 Jun 2018, 13:03

Imagem
Rotina é de angústia, exploração e direitos negados, cafetões violentos, mulheres tatuadas como gado e bordéis galinheiros.

Em geral, Julia levava para seu quarto de dez a 12 homens por noite, por vezes até 14, e aguentava firme até as 3 horas da manhã.
Era tudo o que eu conseguia suportar.
, conta à DW. Outras, as que trabalhavam a noite toda e atendiam a exigências mais incomuns, atravessavam as longas horas graças a um coquetel de álcool e drogas.

https://www.dw.com/pt-br/a-dura-realida ... a-44366258

A DW não pôde verificar independentemente a história de Julia (nome pelo qual seus clientes costumavam chamá-la), mas ela condiz com os relatos de assistentes sociais e policiais familiarizados com a indústria do sexo. A romena também mostrou fotos de sua época como prostituta, pedindo para não serem divulgadas, nem o seu nome verdadeiro.

Primeiro na rua, depois em casas particulares, bordéis e bares na Suíça, França, Grécia e, finalmente, Alemanha, Julia vendeu o corpo por uma década. Até março de 2018, um dia que ela dificilmente esquecerá:
O cliente me deu 100 euros pela hora, tudo normal. E aí acabou-se.
Foi seu último cliente, seu último dia como profissional do sexo, o último dominado pelo medo constante de não conseguir o suficiente para pagar a diária de 130 euros do quarto no bordel em que trabalhava e vivia. Toda noite, quer estivesse doente, quer a noite tivesse sido boa ou má, ela tinha que entregar o dinheiro, um total de quase 4 mil euros por mês.

E aquele dia foi também o último de um ciclo infinito de noites longas e dias curtos, de sorrisos forçados e falsa alegria.

Por uma vida melhor para os filhos

Quando Julia decidiu entrar para a indústria do sexo, aos 20 e poucos anos, ela sabia que não seria fácil, "mas foi muito mais duro do que eu pensava". Ela fez a opção porque "queria uma vida melhor para os meus filhos". O primeiro, ela tivera o aos 14 anos, e deixara a escola ainda adolescente.

Uma foto antiga, levemente granulada, em seu celular mostra uma mulher de cabelos oxigenados, saltos altos e roupa de baixo provocante, posando num saguão muito iluminado. Julia reluta em explicar por que guardou as imagens consigo. "Eu era novinha", diz, quase se desculpando.

É difícil conciliar as fotos antigas com a mulher no centro de aconselhamento para operárias do sexo, naquele dia quente de maio, na cidade industrial de Stuttgart, sul da Alemanha. Aboletada num sofá, maquiagem discreta, blusa de xadrez abotoada, ela fala com eloquência e tranquilidade sobre sua passagem pela prostituição e por que decidiu abandonar a profissão.

"Nada além de estupro"

A certa altura, Julia se deu conta que, apesar de trabalhar quase toda noite, não conseguia pôr de lado quase nenhum dinheiro para si e seus dois filhos. Ataques de pânico começaram a assomá-la quase diariamente. "Às vezes tenho que tomar Xanax", um medicamento contra ansiedade.

Ataques de pânico, depressão e insônia são sintomas usuais da profissão, confirma Sabine Constabel, diretora da organização Sisters, que se propõe ajudar mulheres a abandonarem o comércio sexual, assistindo-as na procura de um lugar para morar e pagando suas despesas até terem obtido autonomia.

Mulheres como Julia não têm direito à previdência social do Estado alemão, por nunca terem pagado impostos.
"No máximo elas recebem um vale-transporte"
, observa Constabel. Para ela, o trabalho com sexo não passa de "estupro", uma palavra que repete constantemente.
O comércio transforma as mulheres em mercadoria, elas não são nada além de lixo.
Constabel e sua organização advogam a interdição total do trabalho sexual. Mulheres e homens que entram voluntariamente nesse ramo não passariam de um mito, de propaganda espalhada por grupos de lobby sustentados pelos proprietários de bordéis, critica.

Fluxo constante para a indústria

A visão de Sabine Constabel é controvertida: outras organizações de apoio a profissionais do sexo na Alemanha distinguem entre atividade sexual voluntária e prostituição forçada. Os legisladores do país igualmente fazem essa distinção.

O comércio do sexo foi oficialmente reconhecido como profissão em 2002. Teoricamente, mulheres e homens podem se registrar como trabalhadores sexuais e contribuir para o sistema de previdência social – coisa que, até agora, apenas uma minoria faz. Uma lei de 2017 também prescreve que bordéis e prostitutas sejam mais bem monitorados.

Imagem

Uma coisa é certa: há um contingente constante de mulheres entrando para o ramo. Quando a Sisters ou uma outra organização ajuda uma a começar vida nova, outra rapidamente toma seu lugar.
É terrível. O espaço é imediatamente assumido por outra mulher.
, conta Constabel, para quem a pobreza é a causa principal que impele à prostituição.

É impossível dizer quantas mulheres e homens trabalham como operários do sexo na Alemanha. Podem ser centenas de milhares, talvez até 400 mil, uma cifra citada repetidamente pelos assistentes sociais. Não há estimativas oficiais, e apenas em 2017 o governo do país resolveu coletar dados a respeito.

Certo está, contudo, que a maioria das prostitutas vem do Leste da Europa, sobretudo dos dois países mais pobres do continente, Romênia e Bulgária. Segundo dados divulgados pela Comissão Europeia no fim de 2016, a renda mensal média dos romenos é de 480 euros, com amplas discrepâncias regionais.

Marcadas como gado, trabalhando em baterias

Julia confirma que, trabalhando como prostituta, conseguia mandar mais dinheiro para sua família do que jamais teria sido capaz de ganhar na Romênia. Uma parcela menor das profissionais vem da África, muitas da Nigéria.

Mas os bordéis não se enchem sozinhos. Wolfgang Fink, do Departamento Estadual de Investigações (LKA) de Baden-Württemberg, explica que também responsáveis pelo constante fluxo de "carne fresca", são muitas vezes membros de gangues criminosas e frequentemente violentas, como os Hells Angels ou United Tribuns.

Fink, que há uma década investiga o ramo do sexo nesse estado do Sul alemão, viu os nomes de alguns desses homens tatuados nas costas e pernas de prostitutas, em enormes letras pretas, marcando-as como sua propriedade. Ele descreve os bordéis como "gaiolas em bateria", análogas às usadas para confinar galinhas poedeiras.

Ele descreve o calor abafado e a luz artificial, com mulheres desfilando em trajes sumários, sem nem saber se do lado de fora chove ou faz sol.
Elas quase nunca saem do bordel. Eu conversei com gente que nem sabia que estação do ano era.
É palpável a raiva e a repulsa do policial contra os proxenetas. Muitas vezes eles enredam as jovens, fingindo amá-las e querer seu bem, para mais tarde partir para a violência. Fink sabe de histórias de mulheres que foram espancadas até a morte, de tios, até irmãos que atraem e depois forçam suas familiares a irem vender o corpo.

Sem chances diante da Justiça

Tão grande é o controle dos cafetões sobre as prostitutas, que poucas ousam testemunhar em juízo contra eles. Sem seus depoimentos, porém, as autoridades não têm como processá-los, e em geral os homens saem livres.

Às vezes um gesto – Fink estala dos dedos, para demonstrar – basta para silenciar as mulheres no tribunal. Outro problema é o comércio do sexo estar se transferindo para a internet, onde é mais difícil investigar.

O trabalho de Fink não é apresentar soluções, mas ele tem refletido sobre a questão. Prostituição é legal na Alemanha para maiores de 18 anos, mas ele está convencido que é cedo demais:
Veja, elas são jovens, basicamente ainda meninas. Elas não compreendem no que estão se metendo.
O agente da lei não defende que a atividade seja necessariamente criminalizada, mas as trabalhadoras deveriam poder ficar com o dinheiro que ganham, em vez de dar a maior parte para os cafetões.

Julia insiste que nunca teve um proxeneta, apesar de vários terem se aproximado dela, oferecendo-se como "protetores", e que tampouco sofreu violência. Isso faria dela uma rara exceção entre as estrangeiras no ramo.
É praticamente impossível vir para cá independentemente.
, comenta Wolfgang Fink.

O prazer da normalidade

Olhando para trás, a romena afirma que não optaria novamente pela prostituição. Ela adora ser "normal", diz, sorrindo ao lembrar como jogou fora as roupas extravagantes que costumava usar, a lingerie e os saltos altos, e comprou blusas, saias longas, sapatos práticos:
Me senti tão bem.
Em breve, espera poder passar do estágio que está fazendo numa companhia de limpeza para um emprego regular, a fim de achar um apartamento próprio e finalmente viver com seus dois filhos.

Julia também tem planos de mais longo prazo: inscrever-se num curso de alemão e fazer a formação de enfermeira para idosos, ou talvez trabalhar num salão de manicure. E quem sabe, sorri, talvez tenha a sorte de encontrar um homem que a ame "do jeito que eu sou".

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Ladrão é assaltado por dois ladrões logo após furto

Mensagem por Rsilva » 30 Jun 2018, 13:41

Imagem

Calma, eu sei… A gente vai explicar. O bandido nº 1 estava andando pela Rua Engenheiro Udo Deeke, no bairro Salto do Norte, em Blumenau, Santa Catarina, quando foi flagrado pelas câmeras da Central de Monitoramento da polícia. Ele carregava duas TVs e um aparelho de som, o que foi considerado “situação suspeita”, informa o site O Blumenauense.

http://www.oblumenauense.com.br/site/la ... -blumenau/

Logo, uma viatura da Polícia Militar foi enviada ao local para averiguação. O homem foi encontrado, mas… Cadê os aparelhos eletrônicos? O bandido nº 1 admitiu que havia arrombado uma casa na Rua São Rafael, no bairro Itoupava Norte, e furtado os objetos. Mas, infelizmente, tinha sido assaltado logo antes da viatura chegar. Não tá fácil pra ninguém, não é mesmo?

Ele contou que outros dois bandidos, o nº 2 e o nº 3, apareceram em um Fiat Palio e levaram as TVs e o aparelho de som. Outras viaturas foram imediatamente acionadas e o carro foi encontrado na Via Expressa, com os objetos furtados e depois roubados. Os bandidos nº 1, nº 2 e nº 3 foram presos e encaminhados à Central da Polícia Civil.

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Temer é corrupto aponta Polícia Federal

Mensagem por Rsilva » 30 Jun 2018, 14:15

Imagem
A Polícia Federal afirma ter provas de que empresários brasileiros montaram uma estrutura para lidar irregularmente com as exigências "públicas e privadas" de Michel Temer, que deve enfrentar uma nova denúncia de corrupção.

A Polícia Federal (PF) afirma ter provas de que empresários brasileiros montaram uma estrutura para lidar irregularmente com as exigências "públicas e privadas" do presidente Michel Temer (MDB), que pode enfrentar uma nova denúncia de corrupção.
Os elementos recolhidos indicam que a Argeplan e sua estrutura financeira e funcional foram colocadas várias vezes a serviço das demandas da vida pública e privada de Sua Excelência o Presidente Temer.
, disse o delegado Cleyber Malta Lopes em relatório ao Supremo Tribunal Federal (STF), como relatado nesta sexta-feira pelo jornal O Globo.

https://g1.globo.com/politica/noticia/e ... rito.ghtml

https://www1.folha.uol.com.br/poder/201 ... z-pf.shtml

https://politica.estadao.com.br/blogs/f ... er-diz-pf/

https://www.em.com.br/app/noticia/polit ... de-t.shtml

A Argeplan é uma empresa de propriedade do ex-coronel da Polícia Militar, João Batista Lima, amigo pessoal de Temer e também investigado pelas autoridades brasileiras.

A investigação apura se Temer recebeu suborno em troca de benefícios para empreas que operavam no porto de Santos (SP), graças à aprovação de um decreto.

O Supremo aceitou nesta sexta-feira conceder à polícia uma prorrogação de 60 dias para concluir a investigação (esta é a terceira vez que os agentes pedem mais tempo para investigar o presidente).

No momento, o delegado Malta Lopes advertiu a Suprema Corte de que ele encontrou "ligações financeiras suspeitas" entre as supostas empresas beneficiadas, Argeplan e o amigo de Temer.

Esse novo caso de corrupção poderia custar ao presidente brasileiro a terceira denúncia no que foi seu mandato.

Temer foi denunciado duas vezes pela Procuradoria-Geral da República (PGR), no ano passado, por supostos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertencimento a uma organização criminosa.

Delação de Cunha vai acusar Temer de comandar organização criminosa na Câmara

No entanto, em ambas as ocasiões o governo conseguiu mobilizar seus aliados na Câmara dos Deputados, que decidiu arquivar as queixas por maioria, impedindo que Temer fosse afastado do cargo para ser investigado.

Contudo, Temer perderá o foro privilegiado a partir de janeiro de 2019, quando as duas denúncias já apresentadas deverão voltar a tramitar.

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Câmara aprova reajuste do 'salário-esposa' dos servidores do Tribunal de Contas do Município de SP

Mensagem por Rsilva » 30 Jun 2018, 17:54

Imagem
TCM informou que nenhum funcionário do órgão recebe o benefício; auxílio é um dos benefícios concedidos aos servidores homens que são casados ou vivem junto com mulheres que não trabalham.

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta semana o reajuste dos servidores do Tribunal de Contas do Município (TCM), criou dois novos benefícios e reajustou o chamado salário-esposa.

O benefício foi concedido aos servidores homens que são casados ou vivem junto com mulheres que não trabalham. A lei municipal que concede este privilégio é de 1979. No estado, a lei é de 1968.

https://leismunicipais.com.br/a/sp/s/sa ... rio-esposa

https://www.al.sp.gov.br/repositorio/le ... .1968.html

O TCM informou que nenhum servidor do órgão recebe o benefício.

O SP1 apurou que, dos cerca de 2 mil funcionários da Câmara, 18 recebem o salário-esposa. Na Prefeitura o número chega a 12 mil, impactando o orçamento em R$ 650 mil no ano passado.

https://globoplay.globo.com/v/6838038/

Em São Carlos, no interior do estado, o Ministério Público (MP) entrou com ação dizendo que o salário-esposa é inconstitucional. Um juiz acatou em caráter provisório e, desde dezembro, o benefício está suspenso na cidade.

Caso o prefeito Bruno Covas (PSDB) sancione a lei aprovada, os servidores do TCM terão aumento de 2,84% no salário. O prefeito afirmou nesta quinta-feira (28) que vai devolver o projeto para a Câmara.
Nem sancionar, nem vetar, nós vamos devolver assim que a gente receber o projeto da Câmara Municipal, porque se trata de outro poder, um outro orçamento.
, disse.
A gente não vai entrar em uma decisão interna da Câmara.
, disse.

Se sancionada, os funcionários do TCM também vão receber auxílio-alimentação de R$ 573 e auxílio saúde. O servidor que tiver plano de saúde privado poderá mostrar o pagamento da mensalidade e será reembolsado em até R$ 1.079.

Imagem

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/notic ... e-sp.ghtml

Avatar do usuário
MILITAR
Júnior
Júnior
Mensagens: 1576
Registrado em: 01 Jan 2016, 17:42
Localização: Rio de Janeiro

Re: NOTÍCIAS BIZARRAS!!!

Mensagem por MILITAR » 01 Jul 2018, 16:13

Imagem

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Por dia, governo Temer paga R$2,7 bilhões em juros da dívida

Mensagem por Rsilva » 01 Jul 2018, 17:46

Imagem

O governo Michel Temer reservou R$ 968 bilhões do orçamento deste ano para o pagamento de juros, encargos, amortização e refinanciamento da dívida. Se o leitor tiver a curiosidade e dividir esse valor por 365 obterá a cifra de R$ 2,7 bilhões, por dia, que enchem as burras dos bancos privados.

A título de comparação, do orçamento de 2018 foram reservados R$ 130 bilhões para a saúde e R$ 89 bilhões para a educação.

Dois bilhões e setecentos milhões de reais por dia são destinados pelo governo Temer para o pagamento da dívida cuja origem ninguém sabe qual é, nem o valor principal, mas é honrada com bancos e especuladores. Ou seja, nós brasileiros somos roubados em R$ 2,7 bilhões diariamente sem uma reação da mídia, da polícia e do judiciário.

O governo gasta quase a metade do orçamento para pagar juros e amortizações. Em nome desse compromisso com os bancos, a União corta e congela recursos para áreas sociais — a exemplo da PEC 95, que congelou por 20 anos investimentos na saúde e na educação — e paralisa a economia.

Se o leitor tiver curiosidade poderá ainda dividir R$ 2,7 bilhões por 24 horas de um dia e obterá o valor de 112 milhões de reais diariamente.

https://www.esmaelmorais.com.br/2018/07 ... da-divida/

Resumo da ópera: cabe dentro do buraco negro do pagamento dos juros 605 (seiscentas e cinco) lava jatos, haja vista que a força-tarefa do juiz Sérgio Moro se gaba de ter recuperado R$ 1,6 bilhão em 4 anos de atividades.



CNBB lança cartilha explicativa sobre a dívida pública brasileira

Imagem

Nesta terça-feira (26), um importante e eficiente canal de mobilização social e conscientização popular para debater questões sobre a dívida pública, seus verdadeiros propósitos e impactos começa a se construir.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dentro do Ano Nacional do Laicato, e em parceria com a Auditoria Cidadã da Dívida lançou a cartilha Círculos Bíblicos: “Auditoria da Dívida Pública: vamos fazer?”. Uma publicação que estimula a reflexão e a formação de lideranças multiplicadoras.

A previsão constitucional para realização da Auditoria está no artigo 26º do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Federal de 1988, transcrito abaixo: “Art. 26. No prazo de um ano a contar da promulgação da Constituição, o Congresso Nacional promoverá, através de Comissão mista, exame analítico e pericial dos atos e fatos geradores do endividamento (…) brasileiro.”


http://www.cnbb.org.br/comissao-do-laic ... do-brasil/

Apresentação da Cartilha: https://auditoriacidada.org.br/cnbb-lan ... 6-06-2018/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Investigação acha desvios de até R$ 15 bilhões em obras de Alckmin em São Paulo; o maior roubo da história

Mensagem por Rsilva » 02 Jul 2018, 10:13

Imagem
A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário) estatal paulista responsável por grandes obras viárias em São Paulo, é suspeita de desviar R$ 15 bilhões de contratos firmados nos últimos dez anos, segundo investigações da Operação Lava-Jato. O valor é mais da metade dos investimentos coordenados pela empresa. A estatal paulista é ainda acusada de interferência política e desvios para campanhas tucanas.

“Estão sob suspeita os quatro maiores projetos da empresa, entre eles o do Rodoanel Mário Covas. Iniciado há 20 anos com orçamento de R$ 9,9 bilhões e previsão de ficar pronto oito anos depois, o Rodoanel ainda não foi concluído e já custou R$ 19,7 bilhões. A prisão dos dois últimos diretores de engenharia da empresa — Paulo Vieira de Souza e Laurence Casagrande Lourenço — chama a atenção para apuração de desvios que alcançam os governo do PSDB em São Paulo, sob as gestões de José Serra, Alberto Goldman e Geraldo Alckmin.

Desde 2009, o Ministério Público do Estado de São Paulo abriu 90 inquéritos para investigar contratos da Dersa. Os que chegaram à Justiça se limitam a discutir pequenos valores de desapropriações. Contudo, depoimentos de delatores da Lava-Jato, especialmente ex-executivos da Odebrecht, mostraram haver na Dersa cenário que lembra o que ocorreu na Petrobras: interferência política, doleiros, operadores financeiros para lavar dinheiro e agentes públicos suspeitos de gerenciar cartéis de empreiteiras.”


https://oglobo.globo.com/brasil/envolvi ... s-22842406

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Sem UTI, bebê é atendida em leito improvisado com caixa de papelão

Mensagem por Rsilva » 03 Jul 2018, 12:00

Imagem

A cidade de Santa Bárbara d’Oeste, em São Paulo, tem 180 mil habitantes. E são 180 mil habitantes sem acesso a uma UTI neonatal sequer. De quem é a culpa disso?

Pronto. Começamos o post com a verdadeira questão desta notícia. Vamos à notícia.

Alice tem quase 2 meses de idade e teve problemas de respiração desde os 14 dias de vida. Levada à rede pública municipal de Saúde, foi diagnosticada com rinite. O problema continuou. Finalmente fizeram um exame de raio-X e descobriram uma bronquiolite.
Demorou demais. Quando ela veio a primeira vez [no hospital], a médica disse pra mim que era preciso cinco dias de gripe pra tirar o raio-X. Com cinco dias de gripe ela forçava muito pra respirar. Esperaram ela ficar bem ruim pra poder [ter esse atendimento].
, disse a mãe de Alice, Ariany Duarte da Fonseca, de 26 anos, ao G1.

https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regi ... ampaign=g1

Quando uma enfermeira notou a gravidade do caso – viu que ela estava forçando demais para respirar e tinha sinais vitais abaixo do normal -, levaram a pequena Alice ao pronto-socorro. Como você já sabe, não existe unidade de terapia intensiva (UTI) neonatal (para recém-nascidos) em Santa Bárbara d’Oeste. Portanto, não havia estrutura para atendê-la. A equipe de enfermeiros foi obrigada a improvisar uma tenda de oxigenação para bebês. Usaram uma caixa de papelão para isso.

A mãe, Ariany, explicou melhor ao site:
Como não tinha lá [a tenda], precisava colocar o dreno. O dreno tinha, mas só de adulto. Eles tentaram cortar e colocar, só que ela estava muito agitada e batia, e ficava saindo. Aí improvisaram tipo uma tenda, que é a caixinha [de papelão], colocaram a mangueira do oxigênio dentro pra ela ficar ali um pouco, pra ela ficar mais calma e ser transportada.
Transportada, sim. Ela precisava sair de lá para sobreviver. Ficou por 30 minutos na “caixinha”, até que uma vaga fosse encontrada na cidade vizinha de Sumaré, no Hospital Estadual. Lá, está sendo medicada e será tratada até melhorar suas condições de respiração. A equipe que montou a caixa de papelão provavelmente salvou a vida de Alice. Não foram mencionados por nome, como deveria acontecer com profissionais responsáveis por um ato heróico. Não foram porque a notícia revela a precariedade do atendimento aos bebês da cidade. O prefeito é publicitário e deve saber bem disso.

Ao G1, a Secretaria de Saúde de Santa Bárbara D’Oeste preferiu defender-se, sem atacar o problema principal e óbvio: a ausência de estrutura da cidade para atender emergências neonatais. O prefeito da cidade, Denis Andia, costuma aparecer em fotos de inaugurações e afins com Geraldo Alckmin, governador eleito de São Paulo que deixou o cargo para tentar a presidência no fim do ano. Tomara que, nos bastidores, pressione por verbas para a Saúde. Faz isso? Nunca saberemos de verdade.

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

DE CAVEIRÃO VOADOR A TRUCULÊNCIA EXPLÍCITA: RIO AGONIZA EM MEIO À INTERVENÇÃO

Mensagem por Rsilva » 04 Jul 2018, 13:12

Imagem
A diretora-executiva do Instituto Igarapé, Ilona Szabó de carvalho, apresenta um dado estarrecedor que reflete o volume e o aprofundamento da violência na cidade do Rio de Janeiro: desde o início da intervenção militar, 444 civis foram mortos pela polícia.

“O Rio de Janeiro está em guerra?" Para muitos a resposta é sim. Uma guerra não convencional que teve mais um capítulo quando o helicóptero da Polícia Civil —o caveirão voador— foi usado no Complexo da Maré, em operação que deixou sete mortos, suspeitos e inocentes. A área do confronto incluía uma escola, que ficou com pelo menos cem buracos de balas. Entre os mortos da operação em horário escolar, havia um estudante de 14 anos, a caminho da sala de aula. Suas últimas palavras ainda ressoam:
Mãe, tomei um tiro. Eu sei quem atirou em mim, eu vi. Foi o blindado.
Desde o início da intervenção federal, em fevereiro deste ano, estima-se que 444 civis foram mortos pela polícia —34% a mais que no mesmo período no ano anterior. É urgente falar sobre isso e frear o aumento. O Direito Internacional Humanitário (DIH) é a área do direito que rege os conflitos armados internacionais e guerras civis e define as regras sobre o comportamento aceitável, ou não, nessas situações. Seus princípios foram desenhados para evitar sofrimento desnecessário e, ao mesmo tempo, não impedir a guerra. No âmbito do DIH, um conflito armado não internacional se refere a situações onde um Estado combate um ou mais grupos armados ilegais, ou onde tais grupos travam combate entre si.

Leia mais aqui: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/i ... eios.shtml



Imagem

http://observatoriodaintervencao.com.br ... latorios1/


O que é o Direito Internacional Humanitário?

Imagem

https://www.icrc.org/por/resources/docu ... 5tndf7.htm


Intervenção e repetição da barbárie: Nota da Justiça Global sobre a Chacina na Maré

Imagem



Desde o início da intervenção militar federal no Rio de Janeiro, em 16 de fevereiro de 2018, as operações policiais se intensificaram, ampliando o número de vítimas, tiroteios e de violações, como interrupção de aulas nas escolas, de fechamento de postos de saúde, do cerceamento do direito de ir e vir de moradores de favelas e comunidades cariocas. O relatório do Observatório da Intervenção, levantamento feito pelo Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec), aponta que nos quatro meses que antecederam a intervenção foram registrados 2.355 tiroteios. Em 120 dias, ou seja, ao final de maio, esse número saltou para 3.210. Dos 1.794 mortos, 444 foram assassinados pela polícia, um aumento de 34% nas ocorrências. Chama a atenção ainda o aumento expressivo de massacres: ao todo 96 pessoas foram executadas em chacinas.

Esse é o cenário atual do Rio de Janeiro pós-intervenção, e toda a violência que justificou a sua implantação só se ampliou, com muitos mortos, torturados, humilhados sem que ninguém seja responsabilizado por tais violações. As operações policiais e militares não são aleatórias. A escolha se dá sempre na favela, periferia, habitada por uma maioria negra e pobre. É intolerável a distinção de raça e classe operada pelo Estado brasileiro, que escolhe quem pode viver e quem deve morrer, através de uma política de segurança que viola direitos e aprofunda desigualdades.


http://www.global.org.br/blog/intervenc ... a-na-mare/

http://rioonwatch.org.br/?p=6904

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Mais de 200 migrantes morreram afogados no Mediterrâneo em três dias

Mensagem por Rsilva » 04 Jul 2018, 15:11

Imagem
Partindo da Líbia, vítimas tentavam chegar à Europa em embarcações irregulares, informa a Organização Internacional de Migração. No primeiro semestre de 2018, mais de 1.400 refugiados morreram em naufrágios similares.

Em apenas três dias, mais de 200 migrantes morreram afogados em naufrágios no Mar Mediterrâneo enquanto tentavam chegar à Europa. Em todo o primeiro semestre de 2018, foram mais de 1.400 mortes, informou a Organização Internacional de Migração (OIM) nesta terça-feira (03/07).

No último domingo, um bote inflável virou no litoral da cidade líbia de Al-Khums, ao leste de Trípoli, matando ao menos cem pessoas, segundo a Guarda Costeira da Líbia. Outros 41 migrantes foram resgatados com vida, informou a OIM em comunicado.

Dois dias antes, na sexta-feira, mais de cem refugiados, entre eles três bebês, morreram num naufrágio semelhante, também envolvendo uma embarcação irregular provavelmente organizada por traficantes de pessoas. Com isso, são mais de 200 mortos em três dias.

Sobre o saldo de afogamentos em 2018, a OIM informou que o número – 1.405 pessoas até 1º de julho – é 40% maior do que se acreditava anteriormente. Isso não se deve a novas tragédias, mas ao tempo que se levou para verificar a cifra exata de migrantes desaparecidos em três naufrágios ocorridos entre 19 e 20 de junho, explicou o órgão das Nações Unidas.
Há um aumento alarmante no número de mortes no mar ao longo da costa da Líbia.
, alertou Othman Belbeisi, chefe da missão da ONU no país.
Traficantes estão explorando o desespero de migrantes para fugirem antes que haja mais repressões da Europa em travessias no Mediterrâneo.
O fluxo de migrantes em direção a terras europeias vem diminuindo desde seu ápice em 2015, apesar do número de mortes ainda ser preocupante. Em junho deste ano, estima-se que cerca de 7 mil pessoas deixaram a Líbia e arriscaram suas vidas na travessia marítima. No mesmo mês em 2017, foram 25 mil.

Uma outra rota relevante, que vai da Turquia à Grécia e foi usada por mais de um milhão de pessoas em 2015, foi praticamente fechada há cerca de dois anos.

Leonard Doyle, porta-voz da OIM, afirmou que o aumento das travessias ilegais nos últimos dias se deve a diversos fatores, incluindo clima e o fim do mês sagrado do Ramadã, celebrado por muçulmanos.
Mas há também um reconhecimento, acredito que em todo o mundo, de que a União Europeia está começando a gerenciar melhor o processo [de chegada de refugiados], então eles estão tentando lucrar enquanto podem. Contrabandistas sempre colocam o lucro antes da segurança.
, disse.

Ainda que tenha caído drasticamente nos último anos, o fluxo migratório continua a dar combustível a populistas de direita na Europa, que ganham terreno do establishment político.

Nos últimos dias, líderes da União Europeia negociaram políticas para lidar com a chegada de refugiados ao bloco, incluindo medidas que podem endurecer o recebimento de migrantes de países da África e do Oriente Médio.

https://www.dw.com/pt-br/mais-de-200-mi ... a-44513487



Travessia do Mediterrâneo é a mais mortal para migrantes, diz relatório da ONU

Imagem
Atravessar o Mar Mediterrâneo com destino à Europa é a jornada mais perigosa para migrantes, com ao menos 33.761 mortes ou desaparecimentos registrados entre 2000 e 2017, segundo relatório das Nações Unidas.

O documento, lançado pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), afirma que o maior número de mortes foi registrado em 2016 (5.096), quando a rota menor e relativamente menos perigosa da Turquia para a Grécia foi fechada, após um acordo entre União Europeia e o país euro-asiático.


https://nacoesunidas.org/travessia-do-m ... io-da-onu/

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

Brasil é condenado por não investigar tortura e morte de Vladimir Herzog

Mensagem por Rsilva » 05 Jul 2018, 12:05

Imagem
O jornalista Vladimir Herzog foi torturado e morto pela ditadura brasileira.

A Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou o Brasil por falta de investigação, julgamento e punição aos responsáveis pela morte do jornalista Vladimir Herzog, que foi torturado e assassinado nas dependências do DOI-Codi de São Paulo em 1975. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (4).

LEIA A ÍNTEGRA DA CONDENAÇÃO: http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/ar ... 53_por.pdf

É a primeira vez que a corte internacional reconhece um assassinato cometido durante a ditadura do Brasil como crime contra a humanidade. O tribunal já condenou o Brasil em 2010 por não investigar os desaparecidos da Guerrilha do Araguaia.

A Corte ordenou o Brasil a reiniciar, com a devida diligência, a investigação e o processo penal cabíveis pelos fatos. Também determinou que não haverá prescrição, por se tratar de crimes contra a humanidade e internacionais, e que o Estado deverá organizar um ato em memória de Herzog.

O tribunal internacional também considerou o Brasil responsável pela violação ao direito à verdade e à integridade pessoal, em prejuízo dos familiares de Herzog. Na época, militares simularam e esconderam a morte de Herzog e depois se recusaram a entregar documentos.

As violações contra Herozg foram "cometidas em um contexto sistemático e generalizado de ataques à população civil, assim como pela aplicação da Lei de Anistia e de outros excludentes de responsabilidade proibidos pelo Direito Internacional em casos de crimes contra a humanidade", diz a sentença.

O Ministério das Relações Exteriores brasileiro informou que irá encaminhar à Corte, no prazo de um ano, um relatório com as medidas que serão adotadas para reparar os danos e cumprir as determinações.

Em nota, o Ministério dos Direitos Humanos informou que "dará cumprimento integral à sentença". "Este ministério reafirma o seu compromisso com as políticas públicas de direito à memória, à verdade e à reparação, reconhecendo a sua importância para a não repetição, no presente, de violações ocorridas no passado, tais como as práticas de tortura e limitações à liberdade de expressão", diz o texto.

Caso

Vladimir Herzog, 38, era diretor de jornalismo da TV Cultura, em São Paulo. Ele foi procurado por militares numa sexta-feira à noite, em 1975, no local de trabalho. Pela influência dos empregadores, Herzog recebeu a permissão de apresentar voluntariamente no dia seguinte à sede do DOI-Codi, em vez de ir imediatamente junto com os oficiais.

No dia seguinte, um sábado, ele compareceu ao local. Foi preso e torturado. Morreu no mesmo dia em decorrência da violência empregada no interrogatório.

Para esconder a morte, os oficiais amarraram uma tira de pano no pescoço do jornalista e disseram que ele havia se suicidado. Mas as fotos divulgadas mostram que ele estava com os pés no chão, o que torna impossível o enforcamento.

Imagem
Sua prisão e morte foi consequência da “Operação Jacarta”, que “atingiu entidades influentes da opinião pública". A “Operação Jacarta”, por sua vez, era parte da “Operação Radar”, uma grande ofensiva do Exército, iniciada em 1973, para dizimar a direção do PCB. Segundo a versão oficial, Herzog teria se enforcado com o cinto do macacão de presidiário que vestia desde sua entrada no DOI-CODI/SP, no mesmo dia em que foi preso, por volta das 15 horas.

A farsa foi desmascarada pelo testemunho de seus companheiros de prisão, Rodolfo Konder e Jorge Benigno Jathay Duque Estrada, jornalistas presos na mesma época no DOI-CODI, que foram acareados com Vlado. Logo após, permaneceram próximos à sala onde ele se encontrava sendo interrogado, de onde ouviam com nitidez seus gritos, o barulho de pancadas e as ordens do torturador para a aplicação de choques. ( http://comissaodaverdade.al.sp.gov.br/m ... mir-herzog )


Parentes do jornalista apresentaram, em 1976, uma ação civil na Justiça Federal que desmentiu a versão do suicídio. Em 1992, o Ministério Público de São Paulo pediu a abertura de uma investigação policial, mas o Tribunal de Justiça considerou que a Lei de Anistia era um obstáculo para investigar. Após uma nova tentativa de investigação, em 2008, o caso foi arquivado por prescrição.

http://www.oabsp.org.br/sobre-oabsp/gra ... mir-herzog
https://www.conjur.com.br/2008-nov-07/m ... ia_anistia
http://www.mpf.mp.br/pgr/noticias-pgr/c ... os-humanos

https://congressoemfoco.uol.com.br/espe ... ir-herzog/



Imagem

O rabino Henry Sobel, o cardeal Dom Paulo Evaristo Arns e o reverendo James Wright lideraram e celebraram um ofício inter-religioso pela alma de Vladimir Herzog, torturado e assassinado no Doi-Codi (Destacamento de Operações de Informações — Centro de Operações de Defesa Interna), órgão do Exército dedicado à repressão política, em 25 de Outubro de 1975 – ele ocupava o cargo de diretor de Jornalismo da TV Cultura. A versão oficial foi de suicídio.

No dia 31 de outubro de 1975, em evento que marcou o início do processo de abertura política no País, mais de 8.000 pessoas se reuniram – mesmo com a imprensa censurada e a cidade sitiada pela polícia - na Catedral da Sé, em São Paulo, e em seus arredores para o culto inter-religioso.

Dom Paulo Evaristo Arns, Audálio Dantas, Henry Sobel e Alberto Dines contaram como foi aquele dia para o cineasta João Batista de Andrade no documentário "Vlado - 30 anos depois". Assista: https://www.facebook.com/institutovladi ... =2&theater


http://www.conib.org.br/noticias/3011/j ... a_ditadura



Imagem

O juiz Márcio José de Moraes responsabilizou ontem a União pela prisão ilegal e pela morte do jornalista Vladimir Herzog, ocorrida nas dependências do Doi-Codi, órgão vinculado ao 2o Exército, a 25 de outubro de 1975. A sentença aponta: "Constata-se a prática de crime de abuso de autoridade, bem como há revelações veementes de que teriam sido praticadas torturas não só em Vladimir Herzog, como em outros presos políticos nas dependências do Doi-Codi".
Derrubando a essência da tese da defesa, o juiz proferiu sentença de largo fôlego —45 páginas datilografadas—, em que decide, fundamentalmente, condenar a União a indenizar a esposa e os filhos de Herzog pelos danos materiais e morais decorrentes de sua morte, e remeter cópias do processo e da sentença à Procuradoria Militar para a apuração das responsabilidades pela morte e pelo laudo médico (irregularmente assinado pelo legista Harry Shibata).
O juiz argumentou que se a União quisesse eximir-se da responsabilidade pelo suposto suicídio do jornalista, alegando que este ato fora de sua culpa exclusiva, deveria tentar primeiro provar que o suicídio realmente ocorreu. Em sua opinião, "a União não logrou provar o suicídio e permanece íntegra a sua responsabilidade civil pela morte de Vladimir Herzog".
O juiz ainda lamentou a prisão ilegal do jornalista, pela "inexistência de inquérito em que Herzog tenha sido indiciado, mandado de prisão, autoridade competente que o tenha expedido e comunicação da prisão ao juiz competente."
Para Clarice Herzog, viúva do jornalista, a sentença foi "uma recompensa" pela batalha judicial que travou nos últimos três anos. Ao tomar conhecimento da decisão, ela telefonou para seus filhos Ivo e André (12 e 10 anos). "A gente está felicíssima. A sentença foi mais longe do que eu esperava" —admitiu aos repórteres.
Já para o advogado Samuel MacDowell Figueiredo —um dos quatro que trabalharam no caso, em nome da família de Herzog— "quando uma sentença é proferida, ela estabelece a verdade para todos os fins legais. E a sentença do juiz Márcio José de Moraes diz que Vladimir Herzog foi preso ilegalmente, torturado e morto por culpa da União".
Com 32 anos de idade, o juiz Márcio José de Moraes considerou o processo de Herzog como o de maior repercussão de sua carreira, iniciada em 1973, após concluir o curso de Direito na Faculdade do Largo de São Francisco.
Ele disse ter estudado o processo durante os 45 dias de suas férias. "Tratei o processo como trataria qualquer outro dos 11 mil que estão em andamento na 7a Vara."


http://almanaque.folha.uol.com.br/brasil_28out1978.htm

Avatar do usuário
Rsilva
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 786
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:19
Localização: Rio de Janeiro - RJ

PCC ensina a fabricar bombas

Mensagem por Rsilva » 06 Jul 2018, 11:52

Imagem

Formado por mais de 20 mil criminosos de todo o Brasil - 10 mil só em São Paulo - o Primeiro Comando da Capital (PCC) montou cursos de fabricação de bombas e formou um “time” de matadores profissionais, informa Marcelo Godoy, no Estadão.

https://sao-paulo.estadao.com.br/notici ... 0002390031

As revelações são da Operação Echelon, deflagrada pela Polícia Civil de São Paulo contra o PCC.

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/notic ... anca.ghtml

Interceptações telefônicas e cartas apreendidas mostram que quase uma centena de assassinatos dentro e fora dos presídios foi cometida sob as ordens da cúpula da facção em 2017 em pelo menos 13 Estados. A facção criou um setor para cometer assassinatos, a chamada Sintonia Restrita, para a qual seriam selecionados apenas criminosos “responsáveis e disciplinados”.

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/u ... derais.htm

Responder

Voltar para “Outros Assuntos”