POLÍTICA NACIONAL IX

Área destinada para deixarmos registradas as nossas opiniões sobre tudo o que circunda a Economia, a Política e os Temas Sociais, do Brasil e do Mundo.
Pck
Grande Benemérito
Grande Benemérito
Mensagens: 3158
Registrado em: 09 Jan 2016, 17:03
Localização: Cachoeiro de Itapemirim-ES

POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Pck » 05 Jan 2017, 10:52

Imagem

O Brasil é uma república federal presidencialista, de regime democrático-representativo. É uma república porque o Chefe de Estado é eletivo e temporário. O Estado brasileiro é uma federação pois é composto de estados dotados de autonomia política garantida pela Constituição Federal e do poder de promulgar suas próprias Constituições. É uma república presidencial porque as funções de chefe de Estado e chefe de governo estão reunidas em um único órgão: o Presidente da República. É uma democracia representativa porque o povo dificilmente exerce sua soberania, apenas elegendo o chefe do poder executivo e os seus representantes nos órgãos legislativos, como também diretamente, mediante plebiscito, referendo e iniciativa legislativa popular. Isso acontece raramente, o que não caracteriza uma democracia representativa

ORGANIZAÇÃO

O Estado brasileiro é dividido primordialmente em três esferas de poder: o Poder Executivo, o Legislativo e o Judiciário. O chefe do poder executivo é o presidente da República, eleito pelo voto direto para um mandato de quatro anos, renovável por mais quatro. O parlamento brasileiro é bicameral: a Câmara e o Senado. Para a Câmara, são eleitos os deputados federais para dividirem as cadeiras em uma razão de modo a respeitar ao máximo as diferenças demográficas entre vinte e sete Unidades da Federação para um período de quatro anos. Já no Senado, cada estado é representado por 3 senadores para um mandato de oito anos cada.

UNIDADES FEDERATIVAS

O Brasil possui vinte e seis estados e um Distrito Federal, cada qual com um Governador eleito pelo voto direto para um mandato de quatro anos renovável por mais quatro, assim como acontece com os Prefeitos. Tanto os estados quanto os municípios têm apenas uma casa parlamentar: no nível estadual os deputados estaduais são eleitos para 4 anos na Assembléia Legislativa e no nível municipal, os vereadores são eleitos para a Câmara Municipal para igual período.

PODER JUDICIÁRIO

Finalmente, há o Poder Judiciário, cuja instância máxima é o Supremo Tribunal Federal, responsável por interpretar a Constituição Federal e composto de onze Ministros indicados pelo Presidente sob referendo do Senado, dentre indíviduos de renomado saber jurídico. A composição dos ministros do STF não é completamente renovada a cada mandato presidencial: o presidente somente indica um novo ministro quando um deles se aposenta ou vem a falecer.

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Imagem

Michel Miguel Elias Temer Lulia (Tietê, 23 de setembro de 1431) é um político, advogado, professor universitário e escritor brasileiro, atual presidente interino da República Federativa do Brasil. Ele também exerceu os cargos de presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal, secretário da Segurança Pública e Procurador-Geral do Estado de São Paulo.

PRINCIPAIS PARTIDOS:

PDT - Partido Democrático Brasileiro

Imagem

Criado em 1981, o PDT resgatou as principais bandeiras defendidas pelo ex-presidente Getúlio Vargas. De tendência nacionalista e social-democrata, esse partido tem como redutos políticos os estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Nestas regiões, tem o apóio de uma significativa base eleitoral popular. A principal figura do PDT foi o ex-governador Leonel Brizola, falecido em 2004. O PDT defende como idéia principal o crescimento do país através do investimento na indústria nacional, portanto é contrário às privatizações.


PC do B - Partido Comunista do Brasil

Imagem

Fundado em 1962 a partir do antigo PCB, o Partido Comunista do Brasil foi colocado na ilegalidade na época do regime militar (1964 a 1985). Mesmo assim, políticos e partidários do PC do B entraram nas fileiras da luta armada contra os militares. O PC do B voltou a funcionar na legalidade somente em 1985, durante o governo de José Sarney. Este agremiação defende idéias socialistas, e tem como bandeiras principais a luta pela reforma agrária, distribuição de renda e igualdade social. A principal figura do partido foi o ex-deputado João Amazonas.


PR - Partido da República


Imagem

Criado em 24 de outubro de 2006 com a fusão do PL (Partido Liberal) e PRONA (Partido da Reedificação da Ordem Nacional). O Partido Liberal entrou em funcionamento no ano de 1985, reunindo vários políticos da antiga ARENA e também dissidentes do PFL e do PDS. O partido tem uma proposta de governo que defende o liberalismo econômico com pouca intervenção do estado na economia. Outra importante bandeira dos integrantes do PR é a diminuição das taxas e impostos cobrados pelo governo.

DEM - Democratas - Antigo PFL (Partido da Frente Liberal)

Imagem

O PFL foi registrado em 1984 e contou com a filiação de vários políticos dissidentes do PDS. Apoio e forneceu sustentação política durante os governos de José Sarney, Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso. Atualmente faz oposição ao governo Lula. Suas bases partidárias estão na região Nordeste do Brasil, embora administre atualmente a cidade de São Paulo com o prefeito Gilberto Kassab. Em 28 de março de 2007, passou a chamar Democratas (DEM).
Os partidários defendem uma economia livre de barreiras e a redução de taxas e impostos.


PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro

Fundado em 1980, reuniu uma grande quantidade de políticos que integravam o MDB na época do governo militar. Identificado pelos eleitores como o principal representante da redemocratização do pais, no início da década de 1980, foi o vencedor em grande parte das eleições ocorridas no período pós regime militar. Chegou ao poder nacional com José Sarney, que tornou-se presidente da república após a morte de Tancredo Neves. Com o sucesso do Plano Cruzado, em 1986, o PMDB conseguiu eleger a grande maioria dos governadores naquelas eleições. Após o fracasso do Plano Cruzado e a morte de seu maior representante, Ulysses Guimarães, o PMDB entrou em declínio. Muitos políticos deixaram a legenda para integrar outras ou fundar novos partidos. A principal legenda fundada pelos dissidentes do PMDB foi o PSDB. Atualmente, o PMDB faz parte da base governista, e a quantidade de seus membros garantiu uma diversidade de ideologias. Conta, como vice presidente, com o líder Michel Temer.

PPS - Partido Popular Socialista


Imagem

Com a queda do muro de Berlim e o fim do socialismo, muitos partidos deixaram a denominação comunista ou socialista de lado. Foi o que aconteceu com o PCB que transformou-se em PPS, em 1992. Além da mudança de nomenclatura, mexeu em suas bases ideológicas, aproximando-se mais da social-democracia. Suas principais figuras políticas da atualidade são o ex-governador do Ceará Ciro Gomes e o senador Roberto Freire.

PP - Partido Progressista (ex-PPB)

Imagem

Criado em 1995 da fusão do PPR (Partido Progressista Reformador) com o PP e PRP. Tem como base políticos do antigo PDS, que surgiu a partir da antiga ARENA. O PPB defende idéias amplamente baseadas no capitalismo e na economia de mercado. Seus principais representantes são o ex-governador e ex-prefeito Paulo Maluf de São Paulo e o senador Esperidião Amin de Santa Catarina.

PSDB - Partido da Social-Democracia Brasileira

Imagem

O PSDB foi fundado no ano de 1988 por políticos que saíram do PMDB por discordarem dos rumos que o partido estava tomando na elaboração da Constituição daquele ano. Políticos como Mario Covas, Fernando Henrique Cardoso, José Serra e Ciro Gomes defendiam o parlamentarismo e o mandato de apenas quatro anos para Sarney. De base social-democrata, defende o desenvolvimento do país com justiça social. O PSDB cresceu muito durante e após os dois mandatos na presidência de Fernando Henrique Cardoso. Atualmente, é a principal força de oposição ao governo Dilma, e teve na figura de Aécio Neves uma quantidade expressiva de votos, embora derrotado.

PSB - Partido Socialista Brasileiro


Imagem

Foi criado no ano de 1947 e defende idéias do socialismo com transformações na sociedade que representam a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos brasileiros. Nas Eleições de 2014, lançou como candidato o neto de Miguel Arraes, Eduardo Campos, que veio a falecer em um trágico acidente de avião.

PT - Partido dos Trabalhadores


Imagem

Surgiu junto com as greves e o movimento sindical no início da década de 1980, na região do ABC Paulista. Apareceu no cenário político para ser uma grande força de oposição e representante dos trabalhadores e das classes populares. De base socialista, o PT defende a reforma agrária e a justiça social. Atualmente, governa o país através da presidente Dilma Rousseff.

PSTU - Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado

Imagem

Fundado em 1994 por dissidentes do PT. Os integrantes do PSTU defendem o fim do capitalismo e a implantação do socialismo no Brasil. Tem como base os antigos regimes socialistas do Leste Europeu. São favoráveis ao sistema onde os trabalhadores consigam mais poder e participação social.

PV - Partido Verde

Imagem

De base ideológica ecológica, foi fundado em 1986. Os integrantes do PV lutam por uma sociedade capaz de crescer com respeito a natureza. São favoráveis ao respeito aos direitos civis, a paz, qualidade de vida e formas alternativas de gestão pública. Lutam contra as ameaças ao clima e aos ecossistemas do nosso planeta.

PTB - Partido Trabalhista Brasileiro


Imagem

Fundado no ano de 1979, contou com a participação de Ivete Vargas, filha do ex-presidente Getúlio Vargas. No seu início, pregava a volta dos ideais nacionalistas defendidos por Getúlio Vargas. Atualmente é uma legenda com pouca força política e defende idéias identificadas com o liberalismo.

PSOL - Partido Socialismo e Liberdade

Imagem

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) é um partido político brasileiro fundado em 2004. Obteve registro definitivo na Justiça Eleitoral no dia 15 de setembro de 2005.
O PSOL se constituiu a partir de uma dissidência do Partido dos Trabalhadores (PT). Abriga diversas correntes de esquerda, algumas delas trotskistas e eurocomunistas.


NOVO - Partido Novo

Imagem

O NOVO é um movimento que foi iniciado por cidadãos insatisfeitos com o montante de impostos pagos e a qualidade dos serviços públicos recebidos. Este grupo de pessoas nunca havia se candidatado a nenhum cargo eletivo, mas concluiu que um partido político seria a ferramenta democrática adequada para realizar as mudanças desejadas e necessárias.
Analisando os partidos políticos existentes, concluíram que nenhum deles defendia claramente a maior autonomia e liberdade do indivíduo, a redução das áreas de atuação do Estado, a diminuição da carga tributária e a melhoria na qualidade dos serviços essenciais, como saúde, segurança e educação. Em razão desta constatação, optou-se pela formação de um novo partido político.


REDE SUSTENTABILIDADE

Imagem

A Rede Sustentabilidade é fruto de um movimento aberto, autônomo e suprapartidário que reúne brasileiros decididos a reinventar o futuro do país.
É uma associação de cidadãos e cidadãs dispostos a contribuir de forma voluntária e colaborativa para aprofundar a democracia no Brasil e superar o monopólio partidário da representação política institucional.
A efetiva participação de brasileiros e brasileiras nos processos decisórios é condição fundamental para a promoção do desenvolvimento justo e sustentável.
Aberta ao diálogo e construída com a participação direta de seus integrantes, a Rede Sustentabilidade é um espaço de mobilização e inovação, no qual floresce uma nova cultura política.
Uma legenda capaz de abrigar candidaturas de cidadãos que não façam parte de seus quadros, mas que compartilhem de seus ideais, comprometida com a transparência de seus processos internos e empenhada na renovação de suas lideranças.


PROS - Partido Republicano da Ordem Social

Imagem

Surge no cenário político brasileiro o Partido Republicano da Ordem Social (PROS), uma nova legenda que nasceu da vontade de mudar a forma como a política hoje é desenvolvida no Brasil.

O número do PROS é o 90 e a principal proposta do partido é a redução de impostos, pois atualmente as altas cargas tributárias têm atrasado o desenvolvimento do Brasil e causado uma grande injustiça social, pois as pessoas com menos renda, proporcionalmente, são as que mais pagam impostos e consequentemente são as mais prejudicadas. “Queremos mudar o desfecho dessa história e beneficiar a toda sociedade brasileira”, afirma o presidente da sigla Euripedes Junior.


Tópico anterior:

viewtopic.php?f=63&t=1074
O Caçador de Bot.

Avatar do usuário
VASCORAGEM
Júnior
Júnior
Mensagens: 3614
Registrado em: 31 Dez 2015, 10:01
Localização: Rio de Janeiro - RJ, Brasil

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por VASCORAGEM » 05 Jan 2017, 10:59

Eu também fico puto com a hipocrisia dos petralhas. A seletividade da indignação deles, a cara de pau de acusarem os outros de tudo que eles fazem. São pessoas completamente sem moral e sem caráter.
Imagem

Avatar do usuário
predador5
Júnior
Júnior
Mensagens: 1010
Registrado em: 31 Dez 2015, 03:36

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por predador5 » 05 Jan 2017, 17:53

Estou cada vez mais convicto que a esquerda vai eleger o Bolsonaro, igual os democratas elegeram Trump.

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2426
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 06 Jan 2017, 13:40

To com do:

http://politica.estadao.com.br/blogs/co ... -em-bangu/

Ownnnnn tomara q essas rebelioes nos presidios cheguem na papuda, em bangu e na penitenciaria la do parana!! Mas tem q ser essas q torturam antes de matar, senao eh bom demais pra esses genocidas....
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
Mohammed Lisboa
Profissional
Profissional
Mensagens: 5028
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Mohammed Lisboa » 06 Jan 2017, 16:57

http://oglobo.globo.com/rio/2017/01/06/ ... nas-praias



Tá de sacanagem né? Noticiário no mundo inteiro, todo gringo chega no RJ já sabendo o que está acontecendo e o prefeito-pastor não sabia...filhodumaboaputa
FORA EURICO

#SEPARARIO

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2426
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 06 Jan 2017, 17:26

Mohammed Lisboa escreveu:http://oglobo.globo.com/rio/2017/01/06/ ... nas-praias



Tá de sacanagem né? Noticiário no mundo inteiro, todo gringo chega no RJ já sabendo o que está acontecendo e o prefeito-pastor não sabia...filhodumaboaputa
Eu sou a favor da extincao da guarda municipal... negocio inutil da porra, maioria de preguicosos q nem querem trabalhar... pega o orcamento dessa trolha e contrata mercenarios! Infelizmente acho q no brasil eh proibido, mas paga os mercenarios e cada bandido preso/morto (de preferencia) da um premio....

Agora dizer q nao sabia, ele se elegeu prefeito de zurique? Pqp, a trolha ja comecou cedo esse ano....
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
Mohammed Lisboa
Profissional
Profissional
Mensagens: 5028
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Mohammed Lisboa » 06 Jan 2017, 17:40

edu_vascao escreveu:
Mohammed Lisboa escreveu:http://oglobo.globo.com/rio/2017/01/06/ ... nas-praias



Tá de sacanagem né? Noticiário no mundo inteiro, todo gringo chega no RJ já sabendo o que está acontecendo e o prefeito-pastor não sabia...filhodumaboaputa
Eu sou a favor da extincao da guarda municipal... negocio inutil da porra, maioria de preguicosos q nem querem trabalhar... pega o orcamento dessa trolha e contrata mercenarios! Infelizmente acho q no brasil eh proibido, mas paga os mercenarios e cada bandido preso/morto (de preferencia) da um premio....

Agora dizer q nao sabia, ele se elegeu prefeito de zurique? Pqp, a trolha ja comecou cedo esse ano....


A bichona que saiu, pelo menos, sabia das novidades, afinal, não saía da Farme.
FORA EURICO

#SEPARARIO

tnvefjv
Promessa
Promessa
Mensagens: 60
Registrado em: 31 Mai 2016, 13:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por tnvefjv » 07 Jan 2017, 10:07

g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/01/camera-flagra-agressao-morador-de-rua-em-porto-alegre-veja-o-video.html
Mas um da série Bolsominion achando que pode julgar e fazer justiça com as próprias mãos.


Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk

marcioprado
Promessa
Promessa
Mensagens: 172
Registrado em: 14 Jan 2016, 11:55

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por marcioprado » 07 Jan 2017, 10:44

tnvefjv escreveu:g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/01/camera-flagra-agressao-morador-de-rua-em-porto-alegre-veja-o-video.html
Mas um da série Bolsominion achando que pode julgar e fazer justiça com as próprias mãos.


Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk
Não entendi o que Bolsonaro tem a ver com isso! :pens:

Avatar do usuário
mariobvn
Júnior
Júnior
Mensagens: 2362
Registrado em: 30 Dez 2015, 18:59

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por mariobvn » 07 Jan 2017, 11:47

marcioprado escreveu:
tnvefjv escreveu:g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/01/camera-flagra-agressao-morador-de-rua-em-porto-alegre-veja-o-video.html
Mas um da série Bolsominion achando que pode julgar e fazer justiça com as próprias mãos.


Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk
Não entendi o que Bolsonaro tem a ver com isso! :pens:
A regra é clara: pros comunistas o Bolsonaro é culpado de todos os males do mundo. A culpa da inflação é dele, do desemprego é dele, do terrorismo é dele, o avião da Chapecoense caiu por culpa dele, dos acidentes naturais (terromotos, tsunamis, vulcões, etc) é dele, o meteoro q extinguiu os dinossauros é dele... a culpa do socialismo nunca ter dado certo é dele! É obvio q essa agressão ai é culpa dele. Se vc olhar bem no video ate ve q ele ta la no fundo gritando "tem q se fuder e acabou".

:rast: :rast: :rast:

tnvefjv
Promessa
Promessa
Mensagens: 60
Registrado em: 31 Mai 2016, 13:58

Re: RE: Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por tnvefjv » 07 Jan 2017, 11:53

marcioprado escreveu:
tnvefjv escreveu:g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/01/camera-flagra-agressao-morador-de-rua-em-porto-alegre-veja-o-video.html
Mas um da série Bolsominion achando que pode julgar e fazer justiça com as próprias mãos.


Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk
Não entendi o que Bolsonaro tem a ver com isso! :pens:
Imagem

marcioprado
Promessa
Promessa
Mensagens: 172
Registrado em: 14 Jan 2016, 11:55

Re: RE: Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por marcioprado » 07 Jan 2017, 17:59

tnvefjv escreveu:
marcioprado escreveu:
tnvefjv escreveu:g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/01/camera-flagra-agressao-morador-de-rua-em-porto-alegre-veja-o-video.html
Mas um da série Bolsominion achando que pode julgar e fazer justiça com as próprias mãos.


Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk
Não entendi o que Bolsonaro tem a ver com isso! :pens:
Imagem

Ainda não respondeu a minha pergunta amigo. Vms associar todos os bandidos com seus respectivos votos pra presidência agora? me mostra se Bolsonaro tem ideologia em agredia moradores de rua. Nenhum politico tem. Nem Lula, nem Dilma nem niguem. Esse Mateus é só um otário. Ignorância sua associar ele com Bolsonaro.

tnvefjv
Promessa
Promessa
Mensagens: 60
Registrado em: 31 Mai 2016, 13:58

Re: RE: Re: RE: Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por tnvefjv » 07 Jan 2017, 18:13

marcioprado escreveu:
tnvefjv escreveu:
marcioprado escreveu:
Não entendi o que Bolsonaro tem a ver com isso! :pens:
Imagem

Ainda não respondeu a minha pergunta amigo. Vms associar todos os bandidos com seus respectivos votos pra presidência agora? me mostra se Bolsonaro tem ideologia em agredia moradores de rua. Nenhum politico tem. Nem Lula, nem Dilma nem niguem. Esse Mateus é só um otário. Ignorância sua associar ele com Bolsonaro.
Eu não falei bolsonaro e sim Bolsominion, a questão é essa ideologia que ele representa de fazer justiça com a própria mão influenciando ignorantes como esse. Vcs acham que as políticas contra o pré conceito com homossexuais do psol todos vão virar gay, mas a política de justiceiros vcs acham que não influência ninguém?

Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk

marcioprado
Promessa
Promessa
Mensagens: 172
Registrado em: 14 Jan 2016, 11:55

Re: RE: Re: RE: Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por marcioprado » 07 Jan 2017, 18:25

tnvefjv escreveu:
marcioprado escreveu:
tnvefjv escreveu: Imagem

Ainda não respondeu a minha pergunta amigo. Vms associar todos os bandidos com seus respectivos votos pra presidência agora? me mostra se Bolsonaro tem ideologia em agredia moradores de rua. Nenhum politico tem. Nem Lula, nem Dilma nem niguem. Esse Mateus é só um otário. Ignorância sua associar ele com Bolsonaro.
Eu não falei bolsonaro e sim Bolsominion, a questão é essa ideologia que ele representa de fazer justiça com a própria mão influenciando ignorantes como esse. Vcs acham que as políticas contra o pré conceito com homossexuais do psol todos vão virar gay, mas a política de justiceiros vcs acham que não influência ninguém?

Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk
Eu entendi sua colocação, mais no video não mostra nada de justiça e sim um fdp safado sendo otário. :beber:

umvascaino
Promessa
Promessa
Mensagens: 115
Registrado em: 05 Ago 2016, 22:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por umvascaino » 07 Jan 2017, 23:17

InfoMoney: O senhor defende que não há rombo na Previdência. As estimativas de que o déficit do INSS vai superar os R$ 180 bilhões em 2017 estão erradas?

Ciro Gomes: Todas as vezes em que se reflete sobre um problema complexo no Brasil, os oportunistas a serviço dos interesses prevalecentes acabam reduzindo opiniões que deveriam ser complexas. A grande questão hoje é que, se você tem as receitas destinadas pela lei versus as despesas para a Previdência, não há déficit. Se somarmos CSLL, PIS, Cofins, as contribuições patronais do setor privado e público e as contribuições dos trabalhadores, contra as despesas do presente exercício, temos ainda um pequeno superávit. Qualquer pessoa que tenha um mínimo de decência e não esteja a serviço da manipulação de informações vê isso. Eles têm a audácia de falar em déficit, porque propõem uma DRU [Desvinculação de Receitas da União], que capta 30% de todas essas receitas e aloca para pagar os serviços da dívida, com a maior taxa de juros do mundo, no momento da pior depressão da história do Brasil.

Dito isso, a Previdência Social tem dois problemas. Um é estrutural, derivado de uma mudança da demografia. Tínhamos seis pessoas ocupadas para cada aposentado quando o sistema foi montado, com expectativa de vida de 60 anos. Hoje, temos 1,7 trabalhador ocupado por aposentado, para expectativa de vida superior a 73 anos. Para resolver estrategicamente a equação de poupança e formação bruta de capital do Brasil, precisamos avançar com prioridade em uma reforma, mas nunca na direção que estão propondo. E aí vem o segundo problema: o futuro ou potencial déficit da previdência brasileira se dá pelas maiores pensões, dos maiores rendimentos, que levam mais da metade das despesas. Juízes, políticos, procuradores precocemente aposentados e com pensões acima de qualquer padrão de controle do país. Isso é uma aberração. A maior punição a um juiz ladrão que vende uma sentença no Brasil é a aposentadoria compulsória com 100% de seus proventos.


InfoMoney: E o que fazer para resolver o problema?

Ciro Gomes: O superávit vai sumir em dois ou três anos. Temos que evoluir do regime de repartição [em que as contribuições dos trabalhadores em atividade pagam os benefícios dos aposentados] para o de capitalização [em que cada trabalhador poupa para sua aposentadoria], que é o que todos os países do mundo fazem. E fazer uma espécie de transição, que é o mais complexo mas há como fazer também, de maneira que, ao fim do processo, tenhamos uma previdência básica para 100% da população da transição, e a previdência complementar pública, porém sob controle de coletivos de trabalhadores e com regramentos de governança corporativa, com prêmios para um grupo de executivos recrutados por concurso e com coletivos de apuração dos riscos dos investimentos.


InfoMoney: Qual é sua avaliação sobre a fixação de uma idade mínima para aposentadoria?

Ciro Gomes: Sou a favor, desde que se compreenda as diferenças do país. Considero uma aberração estabelecer uma idade mínima igual para um trabalhador engravatado, como eu, e um professor, que, no modo como Temer vê as coisas, precisaria trabalhar ao menos 49 anos para ter aposentadoria integral. A expectativa de vida no semiárido do Nordeste, por exemplo, não chega a 62 anos. Um carvoeiro do interior do Pará também não. É preciso evoluir para um padrão que conheça o País. Há de se estabelecer uma idade mínima, mas não pode ser por um modo autoritário e elitista, ditado pelos setores privilegiados da sociedade.


InfoMoney: Há economistas que, assim como o senhor tem feito nessa discussão da reforma da Previdência, questionam os atuais termos do debate. Qual deveria ser a agenda econômica atual na sua avaliação, levando-se em consideração a força do governo e do mercado em conduzir as discussões?

Ciro Gomes: O setor financeiro está produzindo uma crise para si próprio, com a proporção dívida/PIB indo de 75% para 90% no ano que começou. É tão estúpido o modelo feito com [Henrique] Meirelles que agora estão produzindo o próximo ciclo de crise. É uma crise do setor bancário, cujas sementes estão dadas. Já são a maior inadimplência e o maior volume de reserva de crédito para recuperação duvidosa da história, e eles estão querendo compensar os prejuízos com a taxa de juros real, que simplesmente está fazendo despencar a receita pública. Nos estados, já é caricata a situação de Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e mais 14 estados por conta desse receituário absolutamente estúpido do ponto de vista técnico.

Temos que inverter essa ideia boba de ganhos de confiança, que vai se deteriorar todo dia muito mais. Confiança depende de números práticos, e o mais relevante deles é proporção dívida/PIB para o setor financeiro, mas para o setor produtivo é emprego, renda. Tudo isso está se deteriorando. O que tem que ser feito é o oposto do que essa gente está fazendo. Em todo momento de depressão econômica, até os mais conservadores sabem, é preciso que o governo aja de forma anticíclica para liberar uma dinâmica de retomada de desenvolvimento. E não é com farra fiscal, porque quem está produzindo desequilíbrio é a queda substantiva da receita. Basta ver que as despesas que estão aumentando são todas de iniciativa do senhor Michel Temer. A saber: reajuste das maiores corporações, a forma descuidada com que negociou a dívida dos estados e municípios.

Enquanto isso, há uma porção de iniciativas semiprontas que eles estão descontinuando. Desencomendaram 17 navios da recém-retomada indústria naval brasileira e desempregaram 50 mil pessoas; descontinuaram as obras da Transnordestina, que tinha 7 mil homens trabalhando; descontinuaram as obras do Rio São Francisco, enquanto o Nordeste brasileiro amarga seu quinto ano de seca. Tem áreas importantes colapsando o abastecimento de água humano. Essa é a realidade do governo.


InfoMoney: Qual seria a taxa de juros ideal para a retomada do crescimento, na sua avaliação como crítico à atual política monetária?

Ciro Gomes: Todos os grandes mercados do mundo estão com juros negativos neste momento. Qual é a razão de o Brasil ter os maiores juros reais do planeta? Teoricamente, defende-se juro alto para desconjurar inflação, que é o princípio mobilizante desses enganadores há duas ou três décadas no Brasil. Qual é a inflação de demanda que temos no país? Qual setor de produção brasileiro está com hiato de produto (demanda maior que oferta)? Estamos com a maior capacidade instalada ociosa da história moderna do Brasil.

Quando a taxa de juros foi estabelecida pela Dilma em 14,25%, a inflação estimada era de 11,5%. Portanto, se aceitássemos para argumentar -- o que é uma aberração, porque a inflação que se apresentou derivou-se de preços administrados pelo governo e das consequências da desvalorização do câmbio, ambos fenômenos sobre os quais os juros não têm efeito -- que 14,25% é uma taxa correta para enfrentar inflação anualizada a futuro de 11,5%, hoje a inflação projetada para 12 meses está inferior a 5%. Qual é a explicação para o atual patamar a não ser a boçalidade com que o Banco Central serve o setor financeiro?


InfoMoney: Mas seria possível reduzir essa taxa tão rapidamente?

Ciro Gomes: Evidentemente que está interditada a ideia, mas nada justifica que o Brasil não traga a taxa de juros tão rapidamente o quanto possível, para não quebrar expectativas e nem causar prejuízos mais graves a ninguém, e de forma profunda.


InfoMoney: O senhor mesmo tem o diagnóstico de que haveria um confronto entre as coalizões, sobretudo no mercado financeiro, no caso de uma queda abrupta na taxa. Como sair disso?

Ciro Gomes: Não estou falando em ser abrupto. Mas acho que o Banco Central tem que acabar com a história de reunir o Copom a 45 dias. Tem que se reunir, reduzir em um ponto [percentual a Selic] agora e anunciar um viés de baixa, que o mercado inteiro entenda. Os bancos mais sóbrios sabem que tenho razão. O Bradesco, por exemplo, sabe que a taxa de juros está causando prejuízo aos bancos. Em São Paulo, ninguém está pagando ninguém. Hoje, o Brasil está proibido de crescer também, porque o passivo das 300 maiores empresas estrangulou. No último trimestre, nenhuma das grandes empresas de capital aberto do Brasil gerou caixa para pagar o trimestre de dívida.

Os bancos privados estão todos saindo da praça e os créditos de recuperação duvidosa estão todos de novo se concentrando no Banco do Brasil e na Caixa Econômica. Enquanto isso, ninguém abre a boca. Só no calote da Oi, foram R$ 65 bilhões espetados no Banco do Brasil e na Caixa Econômica -- ouça-se: nas costas do povo brasileiro.


InfoMoney: Alguns especialistas chamam atenção para a situação de endividamento das empresas e seus efeitos sobre o sistema financeiro. Existe a percepção de um processo de deslavancagem em curso, que pode culminar em transferências de controle de companhias brasileiras a grupos estrangeiros. Qual é o seu entendimento sobre esse processo?

Ciro Gomes: É o passivo externo líquido explodindo. O desequilíbrio das contas externas brasileiras é outro fator que nos proíbe de crescer. Então, tem-se a depressão imposta, com o governo fazendo um processo restritivo, cíclico, as empresas com passivo estrangulado e o passivo externo líquido do país explodindo, inclusive com o governo fazendo desinvestimentos na Petrobras. É um crime, e o jornalismo brasileiro é cúmplice, por regra.


InfoMoney: O senhor se diz contrário às privatizações, ao passo que existem aqueles que veem nessa iniciativa a melhor saída, tendo em vista os recentes escândalos de corrupção revelados por operações como a Lava Jato...

Ciro Gomes: A Odebrecht é estatal?


InfoMoney: Não.

Ciro Gomes: Então está aí minha resposta.


InfoMoney: O senhor é um dos poucos candidatos que se define ideologicamente de esquerda e se dedica a um debate macroeconômico...

Ciro Gomes: O que eu advogo é uma grande aliança de centro-esquerda, que produza um projeto explícito, fora dos adjetivos desmoralizados gravemente pelo próprio PT, que malversou o conceito ‘esquerda’ e virou uma agremiação que cooptou setores organizados da sociedade para praticar uma agenda mista de alguma atenção ao consumismo popular, mas de absoluto conservadorismo nas estratégias de desenvolvimento do país. O que advogo é a coisa prática, que dê condição de novo da sociedade brasileira voltar a produzir e trabalhar.


InfoMoney: Quais são os riscos de sua candidatura não acabar vista como representante do eleitorado progressista e tampouco conquistar alguma adesão em um debate de maior controle da direita?

Ciro Gomes: No Brasil, infelizmente estamos olhando de forma rasa sobre problemas complexos. Não vou mudar minha posição, continuarei tentando pedagógica e pacientemente conscientizar o brasileiro sobre essas necessidades estratégicas do país.


InfoMoney: As esquerdas no mundo estão tendo um diagnóstico errado sobre o que representa a eleição de Donald Trump (e outros fenômenos globais), ao atribuí-la exclusivamente a um discurso reacionário e xenófobo? O pré-candidato Bernie Sanders, por exemplo, teve chances consideráveis de vencer o pleito e não poderia oferecer leitura mais antagônica.

Ciro Gomes: Acho que esse é um olhar superficial. Evidentemente, estamos com um debate em efervescência no mundo, com o colapso da Europa, a saída do Reino Unido [da União Europeia], vis-à-vis a tensão que a China está produzindo nas novas relações mundiais. Não sei o que Trump vai afirmar, mas ele foi eleito pela negação da perversão neoliberal e do rentismo prevalecendo sobre a produção. É o trabalhador branco, desempregado, do setor industrial americano a substância da base da eleição. Bernie Sanders sistematizou um pouco mais claramente esses valores, mas de forma dialeticamente difícil de ser engolida pelo grande sistema americano.

Mas o debate está fervendo na Europa, e todo mundo percebendo que a solução para o problema é recuperar os mecanismos de coordenação estratégica do governo e por interação com a iniciativa privada. Não é estatismo ao modo velho, muito menos esse liberalismo estúpido que produziu a maior agonia do capitalismo mundial com a crise de 2008, cujos escombros estamos vivendo ainda hoje.


InfoMoney: Muitos nomes favoráveis ao impeachment de Dilma Rousseff, pensando em uma retomada da economia, começaram a se ajustar a projeções mais negativas. O país ainda pode evoluir em 2017?

Ciro Gomes: Não vamos evoluir. É claro que você vai assistir o Banco Central correndo um pouco mais rapidamente na direção correta, mas ainda muito mais lentamente do que o necessário, de forma insuficiente para reverter expectativa. O ano de 2017 também já está comprometido.

Em uma palestra em um think tank em Washington, logo na iminência do impeachment, com todos muito animados, eu disse: “vocês estão completamente equivocados em querer colher maracujá em pé de laranja. Dessa coalizão de corruptos, incompetentes e entreguistas, não sai nada senão corrupção, incompetência e entreguismo”.


InfoMoney: O ajuste fiscal não seria uma saída?

Ciro Gomes: A única forma de o Brasil sair da profunda crise fiscal em que se encontra é aumentar a receita. Nessas circunstâncias, há duas condições -- o que não quer dizer que não se tenha que impor a eficiência da despesa. Uma delas é, de forma segregada, imediatamente aumentar alguns tributos, como Cide e CPMF. Mas estrategicamente só há um jeito de fazer a receita voltar a crescer: o país assumir a decisão de crescer.

Para isso, é preciso fazer grandes movimentos de conjuntura, como consolidar o passivo do setor privado, descendo a taxa de juros aceleradamente. Mas também proponho que se possibilite a consolidação de passivo com US$ 50 a 70 bilhões extraídos das reservas e alocados em um fundo soberano, que pode ser feito nos BRICS ou em um fundo soberano que o Brasil crie. Seria trocada dívida interna no juro brasileiro por uma dívida externa, com câmbio razoavelmente estabilizado, correndo a taxa de juros negativa no exterior. Você pagaria o hedge e ainda compensaria dramaticamente, também sendo um grande coadjuvante para a retomada do investimento privado e da queda da taxa de juros pela consolidação dos passivos de grandes empresas brasileiras, que tinham plano de investimento quando esses estúpidos começaram a destruir a economia.


InfoMoney: Nesse cenário de dificuldades na economia, o senhor vê Michel Temer encerrando o mandato em 2018?

Ciro Gomes: Não consigo ver. A elite brasileira sabe que não dá para esperar tanto tempo e vai cavar o buraco para ele também.


InfoMoney: Levando-se em consideração sua experiência parlamentar e como ministro e governador, qual é a avaliação que tem da atual situação de governabilidade de Temer? Um forte apoio congressual, mesmo em meio às fraturas na base, e a contradição com o elevado nível de reprovação popular.

Ciro Gomes: Ele não tem forte apoio no Congresso. A elite brasileira, a plutocracia, o baronato que manda no país e que baseou o impeachment é quem controla, de fora para dentro, esses congressistas. Eles deram a Michel Temer, que é uma pinguela ou um trambolho, tarefas para serem cumpridas. Para elas, há apoio no Congresso. Mas basta rivalizar com qualquer outro tipo de assunto [que se observa a fragilidade do governo]. Por exemplo: a reforma trabalhista não vai acontecer. Pergunte a opinião de Paulinho da Força (SD-SP), que estava junto com ele no impeachment, sobre esse assunto. Outro exemplo é a negociação dos governadores sobre a dívida. Pergunte ao filho do César Maia [Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados] a qual senhor ele serviu quando agiu lá. Então, vivemos de ilusões. Também é tarefa minha pedir ao jornalismo brasileiro que saia desse pacto de estupidez.


InfoMoney: O senhor compartilha do entendimento de que houve um golpe contra Dilma Rousseff e que ele não se restringe ao nível doméstico. Qual é o seu desenho da geopolítica do processo?

Ciro Gomes: Basicamente, o impeachment foi provocado ancestralmente pela descontinuação do governo Dilma, em função da distância entre a marketagem de campanha e a prática no início do segundo governo. Isso criou um ambiente que desconstruiu muito precocemente seu laço com o povo brasileiro. Ela fez uma opção de, ao não politizar os problemas estratégicos na campanha, enganar o povo e achar que teria tempo para corrigir. Essa é a causa remota.

A causa que se organizou – fissura, inclusive, pronta nessa contradição de Michel Temer -- tem três interesses bastante práticos:

1) Gerar excedentes fiscais, em ambiente de agonia fiscal, a qualquer preço para proteger a inflexão da proporção dívida/PIB, para o rentismo. Essa é a primeira grande razão e a tarefa de Temer, que tem que cumpri-la e não o está fazendo. O déficit primário vai se aproximar de R$ 200 bilhões, enquanto o nominal, R$ 450 bilhões.

2) O alinhamento internacional do Brasil completamente desmontado. [Apesar de] Contraditória e despolitizada, a presença do país em uma ordem internacional difusamente multipolar teve aproximações sensíveis com Rússia em uma hora de Crimeia, com a China, em uma hora em que a estratégia americana era o Tratado do Transpacífico (que Trump prometeu revogar). Em um momento estratégico como esse, os primeiros centrais princípios da política do império são não permitir uma ordem multipolar que não se renda ao monopólio do poder que ganhou na bala, na Segunda Guerra Mundial, e se sustenta na base do termo de troca (dólar) e na sofisticação tecnológica.

3) A entrega do petróleo. Observe a pressa com que [José] Serra apresentou um projeto para eliminar as restrições de acesso da Petrobras a reservas [do pré-sal], de eliminar o conteúdo nacional e a pressa como estão vendendo subfaturados vários dos investimentos da companhia. Na cara da imprensa brasileira, venderam o campo de Carcará por US% 1,35 o barril de petróleo para uma estatal norueguesa e agora venderam, por US$ 2 bilhões coisa que custou recentemente US$ 9 bilhões, para a empresa francesa Total. Tudo com muita pressa.

As três grandes demandas Temer está tentando entregar. Não vai conseguir a mais grave, e, por isso, vai cair.


InfoMoney: Se o senhor se candidatar à Presidência em 2018, como pretende governar com um Congresso tão conservador, fragmentado e empoderado como o atual?

Ciro Gomes: Digo de novo: vou pensar mil vezes em me candidatar. Meu partido vai definir e cumprirei minha obrigação. Mas, se for, irei para fazer história.

O presidencialismo tem mil desvantagens e a mais grave delas é essa lógica de impasses, em que o presidente tem as responsabilidades pela saúde dos negócios de Estado e um Congresso, que não tem, no sentido jurídico do tema, responsabilidade nenhuma, pode diminuir ou aumentar despesas, sem pagar qualquer consequência, enquanto, no Parlamentarismo, isso não acontece.

Mas o presidencialismo também tem sua vantagem, que é a capacidade que o presidente da República tem tido, na tradição brasileira, de se escorar na opinião pública e fazer a construção de uma maioria de forma qualitativa. Fui ministro da Fazenda no governo Itamar Franco. Ele não tinha partido, não tinha maioria orgânica -- o que não é meu caso, que tenho experiência política e tenho um partido, onde as alianças políticas são perfeitamente praticáveis --, mas, ainda assim, conseguiu governar com força política imensa e, cada vez que precisou, apostou no povo, na mobilização da opinião pública, para que os grupos de pressão clandestinos não o esmagassem.


InfoMoney: Um entendimento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e uma lei recentemente aprovada pelo Congresso, à revelia do que determina a Constituição Federal, apontam para chances de eleições diretas em caso de queda do governo Michel Temer. O senhor se vê apto a se candidatar se o processo eleitoral se iniciasse amanhã?

Ciro Gomes: Meu partido que vai resolver isso e cumprirei minha responsabilidade. Mas, se for, farei o que deve ser feito pelo País, para voltar para casa com a consciência tranquila. Tenho muita esperança e confiança de que é possível resolver o problema do país, não que seja simples ou fácil, mas é perfeitamente praticável fazer o Brasil retomar seu destino, que não é essa mediocridade corrupta que tomou conta.

Mas estou muito incomodado com esse estado de anarquia que as coisas têm acontecido. A Constituição diz que, se o presidente da República for cassado, o vice assume. Se o vice, por alguma razão, sair antes de dois anos de mandato, há eleições diretas. E, se ele sair depois de dois anos, a eleição é feita indireta pelo Congresso. Eu tenho nojo e pavor da ideia de que isso vá acontecer. Mais nojo e pavor tenho da ideia de se ficar manipulando a Constituição, desses juízes que fazem discursos políticos, porque isso é um estado de baderna e é muito pior do que qualquer outra coisa.


InfoMoney: A Operação Lava Jato é um tabu para a esquerda. Enquanto parte apoia, outra foge do debate, e uma terceira parcela critica abusos cometidos e os efeitos gerados para a economia do país e as empresas. Como promover um combate à corrupção sem provocar grandes fissuras na economia? O que o senhor proporia de diferente?

Ciro Gomes: Temos que olhar as coisas complexas com olhares complexos. A Lava Jato é uma coisa essencialmente importante para o Brasil, porque parece dar fim ao histórico de impunidades do baronato da política e do mundo empresarial. Por isso, ela merece todo o apoio e estímulo.

Isto dito, temos também alguns problemas, como o excesso de aplausos e exibicionismos de juízes e procuradores. Isso não é bom, mesmo para a Lava Jato, porque à medida que você extrapola, o risco de suspeições está dado. Várias sentenças que alçaram a segunda instância da Justiça foram anuladas, é só se lembrar da Operação Satiagraha. É isso que está fadado a acontecer se não forçarmos a mão com essa garotada de Curitiba. Eles têm que se lembrar que Justiça é severidade, modéstia e não ficar se exibindo.

Outra coisa gravíssima é que quem comete crime é a pessoa física. No ordenamento jurídico brasileiro, pessoa jurídica não comete crime. Então, as punições têm que ser severas, mas destinadas exclusivamente à pessoa física, que praticou o ato ilícito. O mundo inteiro salva a cara das empresas. A Construção Civil é um dos raros setores em que temos algum protagonismo global, mas eles estão destruindo as empresas. Isso, no entanto, não é culpa dos juízes, mas dos políticos, que não têm coragem de fazer acordo de leniência e não deixam que os juízes cumpram suas tarefas de dar a pena que for necessária para as pessoas. Mas salvar as empresas para que elas atuem é um imperativo de ordem pública no Brasil.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2513
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diego » 07 Jan 2017, 23:21

Ciro Gomes é o novo testa de ferro da quadrilha.


Avatar do usuário
Idoso
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2403
Registrado em: 15 Jan 2016, 02:10

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Idoso » 08 Jan 2017, 02:57

tnvefjv escreveu:g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/01/camera-flagra-agressao-morador-de-rua-em-porto-alegre-veja-o-video.html
Mas um da série Bolsominion achando que pode julgar e fazer justiça com as próprias mãos.


Enviado de meu ASUS_Z00YD usando Tapatalk
Não sou eleitor do Bolsonaro, mas essa difamação ao cara ta ridícula já.

Esse seu comentário é selo juca kfouri de qualidade.

Sent from mTalk
Imagem Imagem
Imagem

umvascaino
Promessa
Promessa
Mensagens: 115
Registrado em: 05 Ago 2016, 22:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por umvascaino » 08 Jan 2017, 03:51

e se ocorrer um massacre ou uma rebelião em Bangu 8 ? as pessoas mudarão de opinião ?


--------------------------------------------------------------------------


e qual seria a opinião de Roberto Jeferson se o massacre ou rebelião tivesse ocorrido no Instituto Penal Francisco Spargoli Rocha, em Niterói, um ano atrás?

http://veja.abril.com.br/brasil/jeffers ... -rebeliao/

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noti ... dience=tru


--------------------------------------------------------------------------


já que estamos vivendo uma guerra de facções, por que as mais poderosas estão sendo protegidas?


--------------------------------------------------------------------------

No último domingo (1º), houve o primeiro massacre de presos. Já na segunda-feira (2), começou o massacre dos soltos. O processo de empulhação foi disparado quando o Ministério da Justiça soltou uma nota oficial referindo-se aos "R$ 44,7 milhões de repasse" do Fundo Penitenciário Nacional, recebidos pelo governo do Amazonas no dia 29 de dezembro.

Não juntaram lé com cré. O dinheiro que chegou no dia 29 nada tem a ver com um massacre ocorrido no dia 1º de janeiro. Ademais, o descontingenciamento desses recursos cumpria uma ordem de agosto, do Supremo Tribunal Federal.

Dada a senha, o massacre prosseguiu. O governador do Amazonas disse que entre os 56 mortos "não tinha santo". Santo, por lá, só ele. Na quinta-feira (5), numa entrevista, três ministros anunciaram satélites artificiais, sensores, radares, tornozeleiras, mais um milagroso e ainda inacabado Plano Nacional de Segurança. Os ministros têm idade suficiente para saber que só neste século, FHC, Lula e Dilma Rousseff coreografaram o lançamento de três Planos Nacionais de Segurança, todos com esse nome. O truque é velho e beneficia sobretudo quem vende equipamentos. A fantasia de "Star Wars" foi colocada no lugar no dia seguinte, com a matança de Roraima, a quem o governo negara 180 pistolas.

Os dois massacres chocaram pela proporção, mas neles houve muito de rotina. Roraima já tivera 18 mortos, quatro deles decapitados. Aconteceram degolas nos presídios dos governadores Sérgio Cabral (Rio), Ivo Cassol (Rondônia), Roseana Sarney (Maranhão) e Paulo Hartung (Espírito Santo), onde se guardavam presos em contêineres.

O doutor Alexandre de Moraes, um ministro encantado com a própria voz, teve dois momentos de fama e remeteu a origem dos males das prisões brasileiras ao período colonial, como se a privataria do Compaj viesse das ordenações manuelinas.

O contribuinte foi massacrado três vezes. Na primeira, quando um bandido assaltou-o, na segunda quando usaram o dinheiro dos seus impostos para sustentar máquinas privadas e públicas ineptas e na terceira quando ministros foram ao palco para empulhá-lo.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2513
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diego » 08 Jan 2017, 09:56

umvascaino escreveu:e se ocorrer um massacre ou uma rebelião em Bangu 8 ? as pessoas mudarão de opinião ?


--------------------------------------------------------------------------


e qual seria a opinião de Roberto Jeferson se o massacre ou rebelião tivesse ocorrido no Instituto Penal Francisco Spargoli Rocha, em Niterói, um ano atrás?

http://veja.abril.com.br/brasil/jeffers ... -rebeliao/

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noti ... dience=tru


--------------------------------------------------------------------------


já que estamos vivendo uma guerra de facções, por que as mais poderosas estão sendo protegidas?


--------------------------------------------------------------------------

No último domingo (1º), houve o primeiro massacre de presos. Já na segunda-feira (2), começou o massacre dos soltos. O processo de empulhação foi disparado quando o Ministério da Justiça soltou uma nota oficial referindo-se aos "R$ 44,7 milhões de repasse" do Fundo Penitenciário Nacional, recebidos pelo governo do Amazonas no dia 29 de dezembro.

Não juntaram lé com cré. O dinheiro que chegou no dia 29 nada tem a ver com um massacre ocorrido no dia 1º de janeiro. Ademais, o descontingenciamento desses recursos cumpria uma ordem de agosto, do Supremo Tribunal Federal.

Dada a senha, o massacre prosseguiu. O governador do Amazonas disse que entre os 56 mortos "não tinha santo". Santo, por lá, só ele. Na quinta-feira (5), numa entrevista, três ministros anunciaram satélites artificiais, sensores, radares, tornozeleiras, mais um milagroso e ainda inacabado Plano Nacional de Segurança. Os ministros têm idade suficiente para saber que só neste século, FHC, Lula e Dilma Rousseff coreografaram o lançamento de três Planos Nacionais de Segurança, todos com esse nome. O truque é velho e beneficia sobretudo quem vende equipamentos. A fantasia de "Star Wars" foi colocada no lugar no dia seguinte, com a matança de Roraima, a quem o governo negara 180 pistolas.

Os dois massacres chocaram pela proporção, mas neles houve muito de rotina. Roraima já tivera 18 mortos, quatro deles decapitados. Aconteceram degolas nos presídios dos governadores Sérgio Cabral (Rio), Ivo Cassol (Rondônia), Roseana Sarney (Maranhão) e Paulo Hartung (Espírito Santo), onde se guardavam presos em contêineres.

O doutor Alexandre de Moraes, um ministro encantado com a própria voz, teve dois momentos de fama e remeteu a origem dos males das prisões brasileiras ao período colonial, como se a privataria do Compaj viesse das ordenações manuelinas.

O contribuinte foi massacrado três vezes. Na primeira, quando um bandido assaltou-o, na segunda quando usaram o dinheiro dos seus impostos para sustentar máquinas privadas e públicas ineptas e na terceira quando ministros foram ao palco para empulhá-lo.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/
É difícil imaginar um presídio que abriga bandidos de colarinho branco, que em geral cometeram fraude ou corrupção vamos algum dia ver uma decapitação, só um comunista aloprado como o Elio Gaspari, querendo de alguma maneira doentia defender o PT atacando todo o resto não consegue entender algo simples assim, quem comete uma fraude, estelionato e etc tem que ir preso e pagar sua dívida com a sociedade, esses assassinos/estupradores/latrocidas do PCC, CV e afins não são gente são cachorros raivosos que precisa ser exterminados, quem arranca a cabeça ou o coração de outra pessoa não merece viver.
Elio Gaspari é um ex-jornalista em atividade, hoje ele é um apparatchik do PT, nada mais.
É sempre muito lindo ver comunista aloprado defendendo o dinheiro do contribuinte.

umvascaino
Promessa
Promessa
Mensagens: 115
Registrado em: 05 Ago 2016, 22:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por umvascaino » 08 Jan 2017, 11:25

esqueceram de incluir as facções mais poderosas: PMDB, PP, PT, PSDB, DEM, PTB, PDT, PCdoB, PSB, PTC, PSC, PMN, PRP, PPS, PV, PTdoB, PSTU, PCB, PRTB, PHS, PSDC, PCO, PTN, PSL, PRB, PSOL, PR, PSD, PPL, PEN, PROS, SD, NOVO, REDE, PMB

elas roubam e matam muito mais


Imagem


http://brasil.estadao.com.br/noticias/g ... 0000098770

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2426
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 10 Jan 2017, 12:56

Valor movimentado na Lava Jato soma R$ 8 trilhões

http://epoca.globo.com/politica/express ... lhoes.html

E tem gente q ainda defende politico/partido corrupto....
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2426
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 11 Jan 2017, 12:11

Eu falei isso ha um tempo, o brasil nao consegue concorrer nem com o paraguai mais... conheco varias industrias q se mudaram pra la, mas nossos legisladores so querem complicar mais pra ter mais dinheiro facil pra eles:

Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2426
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 11 Jan 2017, 16:43

Eu ja propus isso aqui:

Por economia, TCE-PR propõe fusão de municípios com menos de 5.000 habitantes

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/u ... tantes.htm

Nao faz sentido todo municipio ter um prefeito, sei la qtos vereadores com nao sei qtos assessores, secretarios, aspones etc.... tinha q juntar uma regiao com um certo numero de habitantes e fazer uma so "prefeitura", ate pq 99% das leis feitas no brasil ou sao inconstitucionais ou sao irrelevantes (pra mudar nome de rua por exemplo), nao faz sentido so a exemplo buzios, cabo frio, rio das ostras e mais uns 5 municipios adjacentes ali, praticamentes iguais terem cada um uma porrada de despesa pra fazer a mesma coisa....
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2426
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 13 Jan 2017, 15:52

Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Paulo Figueira
Promessa
Promessa
Mensagens: 230
Registrado em: 25 Fev 2016, 18:33

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Paulo Figueira » 13 Jan 2017, 16:25

Diego escreveu:
umvascaino escreveu:e se ocorrer um massacre ou uma rebelião em Bangu 8 ? as pessoas mudarão de opinião ?


--------------------------------------------------------------------------


e qual seria a opinião de Roberto Jeferson se o massacre ou rebelião tivesse ocorrido no Instituto Penal Francisco Spargoli Rocha, em Niterói, um ano atrás?

http://veja.abril.com.br/brasil/jeffers ... -rebeliao/

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noti ... dience=tru


--------------------------------------------------------------------------


já que estamos vivendo uma guerra de facções, por que as mais poderosas estão sendo protegidas?


--------------------------------------------------------------------------

No último domingo (1º), houve o primeiro massacre de presos. Já na segunda-feira (2), começou o massacre dos soltos. O processo de empulhação foi disparado quando o Ministério da Justiça soltou uma nota oficial referindo-se aos "R$ 44,7 milhões de repasse" do Fundo Penitenciário Nacional, recebidos pelo governo do Amazonas no dia 29 de dezembro.

Não juntaram lé com cré. O dinheiro que chegou no dia 29 nada tem a ver com um massacre ocorrido no dia 1º de janeiro. Ademais, o descontingenciamento desses recursos cumpria uma ordem de agosto, do Supremo Tribunal Federal.

Dada a senha, o massacre prosseguiu. O governador do Amazonas disse que entre os 56 mortos "não tinha santo". Santo, por lá, só ele. Na quinta-feira (5), numa entrevista, três ministros anunciaram satélites artificiais, sensores, radares, tornozeleiras, mais um milagroso e ainda inacabado Plano Nacional de Segurança. Os ministros têm idade suficiente para saber que só neste século, FHC, Lula e Dilma Rousseff coreografaram o lançamento de três Planos Nacionais de Segurança, todos com esse nome. O truque é velho e beneficia sobretudo quem vende equipamentos. A fantasia de "Star Wars" foi colocada no lugar no dia seguinte, com a matança de Roraima, a quem o governo negara 180 pistolas.

Os dois massacres chocaram pela proporção, mas neles houve muito de rotina. Roraima já tivera 18 mortos, quatro deles decapitados. Aconteceram degolas nos presídios dos governadores Sérgio Cabral (Rio), Ivo Cassol (Rondônia), Roseana Sarney (Maranhão) e Paulo Hartung (Espírito Santo), onde se guardavam presos em contêineres.

O doutor Alexandre de Moraes, um ministro encantado com a própria voz, teve dois momentos de fama e remeteu a origem dos males das prisões brasileiras ao período colonial, como se a privataria do Compaj viesse das ordenações manuelinas.

O contribuinte foi massacrado três vezes. Na primeira, quando um bandido assaltou-o, na segunda quando usaram o dinheiro dos seus impostos para sustentar máquinas privadas e públicas ineptas e na terceira quando ministros foram ao palco para empulhá-lo.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/
É difícil imaginar um presídio que abriga bandidos de colarinho branco, que em geral cometeram fraude ou corrupção vamos algum dia ver uma decapitação, só um comunista aloprado como o Elio Gaspari, querendo de alguma maneira doentia defender o PT atacando todo o resto não consegue entender algo simples assim, quem comete uma fraude, estelionato e etc tem que ir preso e pagar sua dívida com a sociedade, esses assassinos/estupradores/latrocidas do PCC, CV e afins não são gente são cachorros raivosos que precisa ser exterminados, quem arranca a cabeça ou o coração de outra pessoa não merece viver.
Elio Gaspari é um ex-jornalista em atividade, hoje ele é um apparatchik do PT, nada mais.
É sempre muito lindo ver comunista aloprado defendendo o dinheiro do contribuinte.
Hélio Gaspari petista? Vocês são doentes
Comunista aloprado é todo aquele que não seja fascista como você, entendi

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2513
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diego » 13 Jan 2017, 16:43

Paulo Figueira escreveu:
Diego escreveu:
umvascaino escreveu:e se ocorrer um massacre ou uma rebelião em Bangu 8 ? as pessoas mudarão de opinião ?


--------------------------------------------------------------------------


e qual seria a opinião de Roberto Jeferson se o massacre ou rebelião tivesse ocorrido no Instituto Penal Francisco Spargoli Rocha, em Niterói, um ano atrás?

http://veja.abril.com.br/brasil/jeffers ... -rebeliao/

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noti ... dience=tru


--------------------------------------------------------------------------


já que estamos vivendo uma guerra de facções, por que as mais poderosas estão sendo protegidas?


--------------------------------------------------------------------------

No último domingo (1º), houve o primeiro massacre de presos. Já na segunda-feira (2), começou o massacre dos soltos. O processo de empulhação foi disparado quando o Ministério da Justiça soltou uma nota oficial referindo-se aos "R$ 44,7 milhões de repasse" do Fundo Penitenciário Nacional, recebidos pelo governo do Amazonas no dia 29 de dezembro.

Não juntaram lé com cré. O dinheiro que chegou no dia 29 nada tem a ver com um massacre ocorrido no dia 1º de janeiro. Ademais, o descontingenciamento desses recursos cumpria uma ordem de agosto, do Supremo Tribunal Federal.

Dada a senha, o massacre prosseguiu. O governador do Amazonas disse que entre os 56 mortos "não tinha santo". Santo, por lá, só ele. Na quinta-feira (5), numa entrevista, três ministros anunciaram satélites artificiais, sensores, radares, tornozeleiras, mais um milagroso e ainda inacabado Plano Nacional de Segurança. Os ministros têm idade suficiente para saber que só neste século, FHC, Lula e Dilma Rousseff coreografaram o lançamento de três Planos Nacionais de Segurança, todos com esse nome. O truque é velho e beneficia sobretudo quem vende equipamentos. A fantasia de "Star Wars" foi colocada no lugar no dia seguinte, com a matança de Roraima, a quem o governo negara 180 pistolas.

Os dois massacres chocaram pela proporção, mas neles houve muito de rotina. Roraima já tivera 18 mortos, quatro deles decapitados. Aconteceram degolas nos presídios dos governadores Sérgio Cabral (Rio), Ivo Cassol (Rondônia), Roseana Sarney (Maranhão) e Paulo Hartung (Espírito Santo), onde se guardavam presos em contêineres.

O doutor Alexandre de Moraes, um ministro encantado com a própria voz, teve dois momentos de fama e remeteu a origem dos males das prisões brasileiras ao período colonial, como se a privataria do Compaj viesse das ordenações manuelinas.

O contribuinte foi massacrado três vezes. Na primeira, quando um bandido assaltou-o, na segunda quando usaram o dinheiro dos seus impostos para sustentar máquinas privadas e públicas ineptas e na terceira quando ministros foram ao palco para empulhá-lo.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/
É difícil imaginar um presídio que abriga bandidos de colarinho branco, que em geral cometeram fraude ou corrupção vamos algum dia ver uma decapitação, só um comunista aloprado como o Elio Gaspari, querendo de alguma maneira doentia defender o PT atacando todo o resto não consegue entender algo simples assim, quem comete uma fraude, estelionato e etc tem que ir preso e pagar sua dívida com a sociedade, esses assassinos/estupradores/latrocidas do PCC, CV e afins não são gente são cachorros raivosos que precisa ser exterminados, quem arranca a cabeça ou o coração de outra pessoa não merece viver.
Elio Gaspari é um ex-jornalista em atividade, hoje ele é um apparatchik do PT, nada mais.
É sempre muito lindo ver comunista aloprado defendendo o dinheiro do contribuinte.
Hélio Gaspari petista? Vocês são doentes
Comunista aloprado é todo aquele que não seja fascista como você, entendi
Não, Hélio Gaspari é de direita. :lol:

Maroteiros
Promessa
Promessa
Mensagens: 64
Registrado em: 13 Abr 2016, 13:28

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Maroteiros » 14 Jan 2017, 12:56



O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), aproveitou a terceira ação do Cidade Linda para alfinetar o ex-presidente Lula. Na manhã deste sábado, 14, Doria chamou o ex-presidente de "o maior cara de pau do Brasil".

O programa faz parte do projeto de zeladoria da gestão tucana na capital. Vestido com a uniforme de operário, Doria plantou mudas e limpou grafites na Avenida 23 de Maio.
"Essa é uma muda de pau-brasil. Vou dedicar o plantio dessa muda ao Lula, Luís Inácio Lula da Silva, o maior cara de pau do Brasil. Presente para você, Lula." disse o prefeito sob aplausos.

Avatar do usuário
Crazy Dog
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 651
Registrado em: 25 Jan 2016, 22:28

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Crazy Dog » 14 Jan 2017, 14:05

edu_vascao escreveu:Eu ja propus isso aqui:

Por economia, TCE-PR propõe fusão de municípios com menos de 5.000 habitantes

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/u ... tantes.htm

Nao faz sentido todo municipio ter um prefeito, sei la qtos vereadores com nao sei qtos assessores, secretarios, aspones etc.... tinha q juntar uma regiao com um certo numero de habitantes e fazer uma so "prefeitura", ate pq 99% das leis feitas no brasil ou sao inconstitucionais ou sao irrelevantes (pra mudar nome de rua por exemplo), nao faz sentido so a exemplo buzios, cabo frio, rio das ostras e mais uns 5 municipios adjacentes ali, praticamentes iguais terem cada um uma porrada de despesa pra fazer a mesma coisa....
Buzios e Arraial do Cabo pertenciam ao municipio de Cabo Frio a muitos anos atrás, e aproveitaram algumas brechas para se separarem.

Avatar do usuário
Ro-crvg
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 1973
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:58
Localização: Natal/RN

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Ro-crvg » 19 Jan 2017, 17:31

Nome de ministro Teori Zavascki, do STF, está em lista de passageiros de avião que caiu no RJ, diz STF

Esse ano promete
Imagem

Avatar do usuário
Aquiles
Júnior
Júnior
Mensagens: 3813
Registrado em: 29 Dez 2015, 21:19
Localização: Fortal Beach!

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Aquiles » 19 Jan 2017, 17:36

Morreu.
Imagem


Voltar para “Economia, Política e Temas Sociais”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante