POLÍTICA NACIONAL IX

Área Histórica e de História do Fórum NETVASCO, destinada a arquivar os Tópicos antigos da área \'Assuntos & Temas Gerais e Diversificados\' , postadas um dia em nosso Fórum, que tem como um dos principais diferenciais, manter intacta toda a sua História de 2004 até os dias atuais.
Avatar do usuário
Crazy Dog
Júnior
Júnior
Mensagens: 1042
Registrado em: 25 Jan 2016, 22:28

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Crazy Dog » 19 Mai 2017, 15:22

Diego escreveu:
19 Mai 2017, 14:53
Crazy Dog escreveu:
19 Mai 2017, 14:38
Diego escreveu:
19 Mai 2017, 14:26


Reforma tributária pode ser feita sem o congresso, o governo federal pode fazer a maior parte por decretos.
Uma reforma tributaria decente precisa de uma pec, logo tem que passar pelo congresso. Reformar algo por decretos é impossivel, obviamente o governo conduz toda economia onerando e desonerando setores, mas isso nao pode ser considerado reforma.
O problema do Brasil não são os impostos, são as contribuições que o governo federal fica criando, além da complexidade para os pagamentos.
Isso que vc mencionou tb é um fator que contribui negativamente nos resultados da economia brasileira.

Avatar do usuário
Crazy Dog
Júnior
Júnior
Mensagens: 1042
Registrado em: 25 Jan 2016, 22:28

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Crazy Dog » 19 Mai 2017, 15:26

edu_vascao escreveu:
19 Mai 2017, 14:54
Crazy Dog escreveu:
19 Mai 2017, 14:38
Diego escreveu:
19 Mai 2017, 14:26


Reforma tributária pode ser feita sem o congresso, o governo federal pode fazer a maior parte por decretos.
Uma reforma tributaria decente precisa de uma pec, logo tem que passar pelo congresso. Reformar algo por decretos é impossivel, obviamente o governo conduz toda economia onerando e desonerando setores, mas isso nao pode ser considerado reforma.
Antes de ter reforma tributaria eh preciso ter reforma politica... pq hoje os politicos veem na dificuldade de se pagar tributos vantagem para vender suas facilidades... tributacao e isencao eh comercializada na bolsa de valores do congresso! Eh necessaria sim, mas isso tem q passar longe desses fdps!
Concordo plenamente, e com essa corja atual fica impossível concluir algo que de fato fará o país entrar nos trilhos.

Avatar do usuário
Crazy Dog
Júnior
Júnior
Mensagens: 1042
Registrado em: 25 Jan 2016, 22:28

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Crazy Dog » 19 Mai 2017, 15:57

edu_vascao escreveu:
19 Mai 2017, 14:58
Crazy Dog escreveu:
19 Mai 2017, 14:49
edu_vascao escreveu:
19 Mai 2017, 14:28


Rapaz, dizer q reforma trabalhista nao vai gerar mais emprego eh dose... pra vc ver, a propria franca q elegeu um socialista agora ta fazendo reformas para facilitar demissoes pq consequentemente isso facilita contratacoes!! No brasil, ninguem quer gerar emprego pq cada emprego eh um processo.... ou seja, pequeno e medio para contratarem sao muito cautelosos, a mais urgente das reformas eh a trabalhista, uma """""""pena""""""" esse timing das delacoes...
Se vc eh dono de uma empresa, qual seria a sua maior insatisfação para manter o seu negócio?Obviamente a alta carga tributaria, com isso gera sonegação, aumenta os custos, espanta investidores, gera inflação e consequentemente afeta a geração de empregos. Relação de trabalho tb é importante, mas não resolverá nada enquanto não mudar a parte tributaria.
Nao cara... eh tudo!! Cada emprego gerado eh um processo no futuro... tu acha q isso nao cansa? O pequeno e medio investidor q nao tem estrutura para manter um setor juridico? Porra, eh chato demais... vc nao sabe qual imposto pagar, o qto pagar, pq pagar etc, tb precisa de um contador.... sem ter retorno nenhum... sem dizer nos fiscais q vem cobrar as inumeras regras inocuas, e ai se vc nao cumpri-las, cada uma custa uma porrada pra vc fazer ou entao da logo a propina pro fiscal.... nao acha q isso fere tb o investidor, ter q se corromper para poder sobreviver? EH TUDO!! Cada reforma q fizer vai melhorar ("vai" no sentido honesto/ingenuo rs)... elas precisam ser feitas! Resolver mesmo so qdo fizer todas, mas fazer uma eh melhor q nao fazer... fazer duas eh melhor q uma, fazer 3 eh melhor q 2 e por ai vai....
Vc chegou onde eu queria, com exceção da ultima linha, que concordo parcialmente. Todas as reformas tem que ser implantadas com profunda harmonia entre elas, sobretudo a tributária que se interelaciona com todos os demais ramos . Basta comparar o sistema tributário brasileiro com o europeu , lá existe uma transparência maior em tudo que se paga. A reforma política, tributaria , previdenciária etc, todas elas são importantes , mas de momento a prioridade tem que ser a retirada desse grande tumor instalada no poder publico. A lava-jato que pegar toda essa velha política corrupta para chegar em 2018 limpo e iniciar a recuperação do país.
As reformas desse governo contem inúmeros vícios, interesses de classes , somando-se o fato de ser um governo cheio de turbulências políticas. Não resolverá em nada os problemas do país, pois todas as medidas do temeroso são medidas paliativas com interesses específicos.

Pra não dizer que sou totalmente contra as atuais reformas, concordo plenamente na trabalhista a extinção da obrigatoriedade do imposto sindical, pois os sindicatos no Brasil são ridículos, ineficientes, omissos e visam lucro.

Avatar do usuário
edu_vascao
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2633
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por edu_vascao » 19 Mai 2017, 15:58

Imagem
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
gust_gyn
Júnior
Júnior
Mensagens: 2826
Registrado em: 04 Jan 2016, 09:40

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por gust_gyn » 19 Mai 2017, 17:03

edu_vascao escreveu:
19 Mai 2017, 11:44
gust_gyn escreveu:
19 Mai 2017, 11:36
A demora no julgamento do Lula é por causa da complexidade da acusação.

Foram ouvidas 87 testemunhas. E o processo tem 10.000 páginas, segundo a defesa de Lula.

Quanto aos outros (os deputados e senadores), o motivo é o foro privilegiado.
O STF fica sobrecarregado. Em alguns países europeus, a Corte Suprema julga 100 processos por ano.
Já o STF proferiu 75.112 decisões em 2015.

É necessário aumentar o número de filtros. Os processos não andam. Muita coisa chega ao STF.
Ja chegou ate caso de ladrao de galinha la... enfim, o judiciario brasileiro precisa ser reformulado assim como o legislativo q com suas leis sem ser claras, longas, prolixas, e mais de um bilhao de leis/regras inocuas so fazem aumentar o numero de processos/judicializacao... so de processo trabalhista o brasil tem mais q o resto do mundo, nas outras areas nao duvido muito q seja diferente... nao a toa formamos mais de 100 mil advogados todos os anos e menos de 40 mil engenheiros.... assim o pais nao vai pra frente
Tem toda razão.

Fora a mentalidade do brasileiro também, que acha que ganhou na loteria quando busca o judiciário. É difícil convencer a não entrar na justiça e mais ainda a fazer acordo, ainda que o acordo seja ótimo para a parte.

Avatar do usuário
Cheder
Grande Benemérito
Grande Benemérito
Mensagens: 10337
Registrado em: 23 Dez 2015, 22:13

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Cheder » 19 Mai 2017, 17:48

Quem acha que esses irmãos ésley são os verdadeiros donos jbs, é um ser, digamos...

"muito inocente"

Avatar do usuário
Edinapedro
Júnior
Júnior
Mensagens: 1251
Registrado em: 06 Jan 2016, 07:42

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Edinapedro » 19 Mai 2017, 17:56

Cheder escreveu:
17 Mai 2017, 20:54
Edinapedro escreveu:
17 Mai 2017, 20:50
O ideal para o Brasil seria fechar o congresso até terminar toda a investigação da lava jato (e outras...) e depois convocar eleições.

Temer sendo cassado, entra Rodrigo Maia e se ele convocar eleições indiretas podemos ter uma insatisfação onde o povo não sendo representado gerando revoltas.
O Temer não vai ser cassado, ele só sai por agora se ele renunciar

É mais fácil o mandato terminar do que ele ser cassado
Discordo e muito, Temer não chega até o final desse ano.

Ou ele cai por Impeachment (Se perder a base aliada, principalmente se o PSDB pular fora) ou pelo TSE.

Aí é eleições indiretas... mas quem vai ter a capacidade de levar até 2018?

Eu não vejo ninguém "unanimidade" que poderia ser um "agregador" nesse momento da política. Acho que está tudo muito dividido e a maioria com rabo preso.

Sinceramente fudeu!!!

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2937
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diego » 19 Mai 2017, 19:12



Do lado de fora...



:lol:

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 6165
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Wagnersac » 19 Mai 2017, 20:33

Editorial de O Globo (quem diria)

A renúncia do presidente

Um presidente da República aceita receber a visita de um megaempresário alvo de cinco operações da Polícia Federal que apuram o pagamento de milhões em propinas entregues a autoridades públicas, inclusive a aliados do próprio presidente. O encontro não é às claras, no Palácio do Planalto, com agenda pública. Ele se dá quase às onze horas da noite na residência do presidente, de forma clandestina. Ao sair, o empresário combina novos encontros do tipo, e se vangloria do esquema que deu certo: "Fui chegando, eles abriram. Nem perguntaram o meu nome". A simples decisão de recebê-lo já guardaria boa dose de escândalo. Mas houve mais, muito mais.

Em diálogo que revela intimidade entre os dois, o empresário quer saber como anda a relação do presidente com um ex-deputado, ex-aliado do presidente, preso há meses, acusado de se deixar corromper por milhões. Este ex-deputado, em outro inquérito, é acusado inclusive de receber propina do empresário para facilitar a vida de suas empresas no FI-FGTS da Caixa Econômica Federal. O presidente se mostra amuado, e lembra que o ex-deputado tentou fustigá-lo, ao torná-lo testemunha de defesa com perguntas que o próprio juiz vetou por acreditar que elas tinham por objetivo intimidá-lo.

Ao ouvir esse relato do presidente, o empresário procura tranquilizá-lo mostrando os préstimos que fez. Diz, abertamente, que "zerou" as "pendências" com o ex-deputado, que tinha ido "firme" contra ele na cobrança. E que ao zerar as pendências, tirou-o "da frente". Mais tarde um pouco, em outro trecho, diz que conseguiu "ficar de bem" com ele. Como o presidente reage? Com um incentivo: "Tem que manter isso, viu?"

Não é preciso grande esforço para entender o significado dessa sequência de diálogos. Afinal, que pendências, senão o pagamento de propinas ainda não entregues, pode ter o empresário com um ex-deputado preso por corrupção? Que objetivo terá tido o empresário quando afirmou que, zerando as pendências, conseguiu ficar de bem com ele, senão tranquilizar o presidente quanto ao fato de que, com aquelas providências, conseguiu mantê-lo quieto? E, por fim, que significado pode ter o incentivo do presidente ("tem que manter isso, viu"), senão uma advertência para que o empresário continue com as pendências zeradas, tirando o ex-deputado da frente e se mantendo bem com ele?

Esses diálogos falam por si e bastariam para fazer ruir a imagem de integridade moral que o presidente tem orgulho de cultivar. Mas houve mais. O empresário relata as suas agruras com a Justiça, e, abertamente, narra ao presidente alguns êxitos que suas práticas de corrupção lhe permitiram ter. Conta que tem em mãos dois juízes, que lhe facilitam a vida, e um procurador, que lhe repassa informações. Um escândalo. O que faz o presidente? Expulsa o empresário de sua casa e o denuncia as autoridades? Não. Exclama, satisfeito: "Ótimo, ótimo".

Não é tudo, porém. Em menos de 40 minutos de conversa, o empresário ainda encontra tempo para se queixar de um ex-funcionário seu, atual ministro da Fazenda. Diz, com desfaçatez, que tem enfrentado resistência no ministro da Fazenda para conseguir a troca dos mais altos funcionários do governo na área econômica: o secretário da Receita Federal, a presidente do BNDES, o presidente do Cade e o presidente da CVM. Pede, então, que seja autorizado a usar o nome do presidente quando for novamente ao ministro da Fazenda com tais pleitos. O que faz o presidente? Manda-o embora, indignado? Não, de forma alguma. O presidente autoriza: "Pode fazer".

Este jornal apoiou desde o primeiro instante o projeto reformista do presidente Michel Temer. Acreditou e acredita que, mais do que dele, o projeto é dos brasileiros, porque somente ele fará o Brasil encontrar o caminho do crescimento, fundamental para o bem-estar de todos os brasileiros. As reformas são essenciais para conduzir o país para a estabilidade política, para a paz social e para o normal funcionamento de nossas instituições. Tal projeto fará o país chegar a 2018 maduro para fazer a escolha do futuro presidente do país num ambiente de normalidade política e econômica.

Mas a crença nesse projeto não pode levar ao autoengano, à cegueira, a virar as costas para a verdade. Não pode levar ao desrespeito a princípios morais e éticos. Esses diálogos expõem, com clareza cristalina, o significado do encontro clandestino do presidente Michel Temer com o empresário Joesley Batista. Ao abrir as portas de sua casa ao empresário, o presidente abriu também as portas para a sua derrocada. E tornou verossímeis as delações da Odebrecht, divulgadas recentemente, e as de Joesley, que vieram agora a público.

Nenhum cidadão, cônscio das obrigações da cidadania, pode deixar de reconhecer que o presidente perdeu as condições morais, éticas, políticas e administrativas para continuar governando o Brasil. Há os que pensam que o fim deste governo provocará, mais uma vez, o atraso da tão esperada estabilidade, do tão almejado crescimento econômico, da tão sonhada paz social. Mas é justamente o contrário. A realidade não é aquilo que sonhamos, mas aquilo que vivemos. Fingir que o escândalo não passa de uma inocente conversa entre amigos, iludir-se achando que é melhor tapar o nariz e ver as reformas logo aprovadas, tomar o caminho hipócrita de que nada tão fora da rotina aconteceu não é uma opção. Fazer isso, além de contribuir para a perpetuação de práticas que têm sido a desgraça do nosso país, não apressará o projeto de reformas de que o Brasil necessita desesperadamente. Será, isso sim, a razão para que ele seja mais uma vez postergado. Só um governo com condições morais e éticas pode levá-lo adiante. Quanto mais rapidamente esse novo governo estiver instalado, de acordo com o que determina a Constituição, tanto melhor.

A renúncia é uma decisão unilateral do presidente. Se desejar, não o que é melhor para si, mas para o país, esta acabará sendo a decisão que Michel Temer tomará. É o que os cidadãos de bem esperam dele. Se não o fizer, arrastará o Brasil a uma crise política ainda mais profunda que, ninguém se engane, chegará, contudo, ao mesmo resultado, seja pelo impeachment, seja por denúncia acolhida pelo Supremo Tribunal Federal. O caminho pela frente não será fácil. Mas, se há um consolo, é que a Constituição cidadã de 1988 tem o roteiro para percorrê-lo. O Brasil deve se manter integralmente fiel a ela, sem inovações ou atalhos, e enfrentar a realidade sem ilusões vãs. E, passo a passo, chegar ao futuro de bem-estar que toda a nação deseja.

https://oglobo.globo.com/opiniao/editor ... e-21365443
Imagem

Avatar do usuário
Saver
Promessa
Promessa
Mensagens: 429
Registrado em: 01 Jul 2016, 12:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Saver » 19 Mai 2017, 20:41

Se renunciar, vai preso. Óbvio que não comentará esta imbecilidade.

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 6165
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Wagnersac » 19 Mai 2017, 20:43

O pq da Globo querer tanto e tão rapidamente o Temer fora do caminho ainda é um mistério pra mim.

Me parece que o entendimento da família Marinho é que, se o Temer ficar, as ditas reformas que eles defendem não sairão do papel.

E se ele ficar e resolver encarar o julgamento no TSE, com os possíveis recursos, ou o impeachment, ai é que não sai mesmo, devido à proximidade das eleições.
Imagem

Avatar do usuário
PauloCRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2683
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:10
Localização: Nova Iguaçu - Rj

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por PauloCRVG » 20 Mai 2017, 14:46

ao vivo no g1 pronunciamento do Drácula.
Imagem

Avatar do usuário
Saver
Promessa
Promessa
Mensagens: 429
Registrado em: 01 Jul 2016, 12:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Saver » 20 Mai 2017, 18:48

Cheder escreveu:
19 Mai 2017, 17:48
Quem acha que esses irmãos ésley são os verdadeiros donos jbs, é um ser, digamos...

"muito inocente"
Os laranjas estão passando a perna nos "pais", ou estão a mando deles. De duas, uma!

Avatar do usuário
Saver
Promessa
Promessa
Mensagens: 429
Registrado em: 01 Jul 2016, 12:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Saver » 20 Mai 2017, 18:50

Wagnersac escreveu:
19 Mai 2017, 20:43
O pq da Globo querer tanto e tão rapidamente o Temer fora do caminho ainda é um mistério pra mim.

Me parece que o entendimento da família Marinho é que, se o Temer ficar, as ditas reformas que eles defendem não sairão do papel.

E se ele ficar e resolver encarar o julgamento no TSE, com os possíveis recursos, ou o impeachment, ai é que não sai mesmo, devido à proximidade das eleições.
A grobo é um antro esquerdista desde sempre. Temer nunca foi Direita, mas comparado a PT e PSDB, alguma coisa deve estar incomodando. Engraçado é nego dar credibilidade a Jardim e Noblat.

Mohammed Lisboa
Profissional
Profissional
Mensagens: 6232
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Mohammed Lisboa » 20 Mai 2017, 19:07

Saver escreveu:
20 Mai 2017, 18:50
Wagnersac escreveu:
19 Mai 2017, 20:43
O pq da Globo querer tanto e tão rapidamente o Temer fora do caminho ainda é um mistério pra mim.

Me parece que o entendimento da família Marinho é que, se o Temer ficar, as ditas reformas que eles defendem não sairão do papel.

E se ele ficar e resolver encarar o julgamento no TSE, com os possíveis recursos, ou o impeachment, ai é que não sai mesmo, devido à proximidade das eleições.
A grobo é um antro esquerdista desde sempre. Temer nunca foi Direita, mas comparado a PT e PSDB, alguma coisa deve estar incomodando. Engraçado é nego dar credibilidade a Jardim e Noblat.





Se você olhar de um plano terrestre, tomando o Oceano Pacífico à direita e o Oceano Atlântico à esquerda, o país está mais à esquerda que à direita, então concluímos que somos todos esquerda... :cheesy:
FORA EURICO!!

Avatar do usuário
Mr.R
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 968
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:04

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Mr.R » 20 Mai 2017, 19:39

Globo antro esquerdista desde sempre kkkk Tem que ser muito leigo e nem ter ouvido falar dos famosos editorias reaças do Roberto Marinho no O Globo
Noblat ser contra o Temer acho bem díficil. Era cada "matéria" ridícula desse blogueiro puxando o saco do Temer, pior ainda é o tesão que ele nem esconde pela Marcela Temer.
Tbm não acho estranho a Globo defender o impeachment, a Bolsa caiu mais de 8% um dia após a delação, difícil uma grande empresa apoiar o Temer ficar mais um dia na presidência, ainda mais que com essa instabilidade politica só piora a situação econômica e coloca em risco as reformas que tem o apoio de boa parte do empresariado. Agora com essa história de edição dos áudios, o mercado "se acalmando", acredito que a situação do Temer ficou um pouquinho mais tranquila mas acredito que perdeu quase que totalmente o apoio da mídia e do povo.
"No Vasco, basta plantar a semente"
Arthur da Fonseca Soares o tesoureiro da campanha Comissão Pró-Avião Vasco da Gama, na qual o clube doou dois aviões para serem usados na segunda guerra mundial.

Mohammed Lisboa
Profissional
Profissional
Mensagens: 6232
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Mohammed Lisboa » 20 Mai 2017, 20:45

Mr.R escreveu:
20 Mai 2017, 19:39
Globo antro esquerdista desde sempre kkkk Tem que ser muito leigo e nem ter ouvido falar dos famosos editorias reaças do Roberto Marinho no O Globo
Noblat ser contra o Temer acho bem díficil. Era cada "matéria" ridícula desse blogueiro puxando o saco do Temer, pior ainda é o tesão que ele nem esconde pela Marcela Temer.
Tbm não acho estranho a Globo defender o impeachment, a Bolsa caiu mais de 8% um dia após a delação, difícil uma grande empresa apoiar o Temer ficar mais um dia na presidência, ainda mais que com essa instabilidade politica só piora a situação econômica e coloca em risco as reformas que tem o apoio de boa parte do empresariado. Agora com essa história de edição dos áudios, o mercado "se acalmando", acredito que a situação do Temer ficou um pouquinho mais tranquila mas acredito que perdeu quase que totalmente o apoio da mídia e do povo.



Mas a grande maioria aqui nem deve ter lido um dos editoriais do Roberto Marinho. Só devem conhecer a Globo pelas novelas cheias de sexo e do BBB. Mas tem algo de podre no reino da Vênus Platinada. As Organizações Globo estão passando por uma grave crise financeira desde o ano passado, que causou demissões e reestruturação nas grades de programação das Radios Globo (RJ e SP) além do fechamento da Radio Globo MG, além de demissões na TV Globo. E surgiram rumores no meio jornalistico de uma venda do Conglomerado de mídia para um grupo árabe.
FORA EURICO!!

Avatar do usuário
thiago10gr
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 721
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:55

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por thiago10gr » 20 Mai 2017, 20:45

cara de pau

Avatar do usuário
Saver
Promessa
Promessa
Mensagens: 429
Registrado em: 01 Jul 2016, 12:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Saver » 20 Mai 2017, 21:49

Né não, a grobo fez campanha pro Freixo, glamouriza a bandidagem, incentiva o homossexualismo, incentiva o adultério, incentiva o incesto, detona a polícia, persegue o Bolsonaro, emprega terroristas assumidos, tudo por não ser de esquerda! Ah, esqueci, tal qual todo psicopata vagabundo da história,a grobo e o PT/PSDB agora são Direita "moderna".

umvascaino
Promessa
Promessa
Mensagens: 149
Registrado em: 05 Ago 2016, 22:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por umvascaino » 21 Mai 2017, 14:37

1) Se o Temer está se fiando na perícia encomendada da Folha, esquece, é melhor renunciar amanhã mesmo.

http://www.oantagonista.com/posts/exclu ... omentarios

Acabei de ler o tal laudo e o perito ignora e transcreve errado vários trechos claros, que qualquer um de nós seria capaz de identificar em casa, ouvindo no computador (eu ouvi o áudio duas vezes com bastante atenção). Comete erros até na atribuição das falas.

Não acho que foi má-fé dele, mas sim pressa, trata-se de um trabalho feito nas coxas.

A má-fé é a da Folha, que deseja defender seu capacho a todo custo.


2) Eu mesmo levantei aqui que o áudio estava muito ruim e estava picotado, sendo que isso pode ser e certamente parece fruto de uma edição, mas a conversa toda transcorre numa sequência lógica. Não acredito que houve inserção de partes e manipulação da ordem da conversa.

Eu até desconfiei que poderia ter ocorrido a supressão de determinadas falas, mas quando vi o que foi usado para gravar, vi que trata-se de algo muito vagabundo, feito nas coxas e incapaz de captar algo de qualidade.

Provavelmente pegaram um gravador ou camera "espiã" e canibalizaram ele para que não fosse pego no detector de metais ou identificado como sendo uma escuta caso encontrado em uma revista.

Eu tenho duas cameras espiãs e em ambas às vezes a imagem picota, como se fosse um piscar de olhos, o áudio também falha, mas bem menos, pois as "pausas" são bem rápidas, para quem não está atento, pode passar desapercebido.

No caso desse artefato usado, a alteração que fizeram pode ter agravado o problema.

Quando ao ruído ouvido é fruto do artefato roçar na roupa. Qualquer movimento no corpo provoca este tipo de ruído.

Imagem


3) Não vejo a fala do Temer como um aval dele a compra do silêncio do Cunha, mas também não é a tal anuência a uma ajuda "humanitária" à família de um ex-deputado presidiário como ele falou em seu discurso, ou seja, ele mentiu.

Se qualquer um de nós cair em uma contradição dessas durante um depoimento, estamos fodidos.
Lembro que este tipo de contradição também foi apontada no depoimento de Lula para Moro.

Para mim, a obstrução a Justiça fica mais clara nas falas de Aécio indicando que ele, Temer e Alexandre Morais tentaram manobrar a distribuição dos inquéritos.

Contra Temer pesa também o corte de 44% do orçamento da Polícia Federal e as mudanças na equipe da Lava-Jato, que perdeu 5 dos seus 9 delegados.


4) Não consigo entender a ausência do crime de prevaricação e advocacia administrativa na investigação da Procuradoria.

O tal "ótimo! ótimo!" após o Joesley falar que comprou dois juízes e um procurador.

E quando o Temer fala para Joesley usar seu nome para pressionar o Meirelles e quando diz que vai conversar com este nos pleitos da JBS.
São sei se a prestação de informações privilegiadas (como as referentes ao juros) pode ser incluída aqui também.

Lembro que Temer diz que Meirelles está no cargo graças a eles dois.


5) A configuração de corrupção passiva dependerá da investigação e se esta conseguirá relacionar o dinheiro recebido por Rocha Loures como em parte destinado a Temer ou a seus interesses.

Ou então, que consigam comprovar as propinas anteriores que constam na delação.


6) Se Temer considerava Joesley um empresário falastrão e enroscado na Justiça, nunca deveria ter recebido tal elemento na calada da noite, de forma CLANDESTINA, em um prédio público e com ele ter tido um conversa de 30 min. sobre temas comprometedores, tais como: contabilidade de propina; compra de decisões judiciais e de informações referentes a investigações; nomeação para cargos públicos chave para um empresa; favorecimento na administração pública.


7) Por fim, agora Temer resolveu usar o cargo para se defender e atacar quem o denunciou... e por causa disse terá o mesmo destino de Collor e Dilma: a RUA !!! e depois, junto com ela: a CADEIA !!!

Avatar do usuário
Saver
Promessa
Promessa
Mensagens: 429
Registrado em: 01 Jul 2016, 12:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Saver » 22 Mai 2017, 22:25

Cunha acertou a delação... Agora fodeu.

Mohammed Lisboa
Profissional
Profissional
Mensagens: 6232
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Mohammed Lisboa » 22 Mai 2017, 23:23

Saver escreveu:
22 Mai 2017, 22:25
Cunha acertou a delação... Agora fodeu.


Já brincou de derrubar pedrinhas de dominó??
FORA EURICO!!

Avatar do usuário
JR7
Júnior
Júnior
Mensagens: 1345
Registrado em: 04 Fev 2017, 16:57

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por JR7 » 22 Mai 2017, 23:35

Saver escreveu:
22 Mai 2017, 22:25
Cunha acertou a delação... Agora fodeu.
Se isso não for outra barrigada do Noblat né... :acclaim:

Avatar do usuário
Saver
Promessa
Promessa
Mensagens: 429
Registrado em: 01 Jul 2016, 12:58

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Saver » 23 Mai 2017, 21:45

Mohammed Lisboa escreveu:
22 Mai 2017, 23:23
Saver escreveu:
22 Mai 2017, 22:25
Cunha acertou a delação... Agora fodeu.


Já brincou de derrubar pedrinhas de dominó??
2018 vc vai ter duas opções, meu caro: Bolsonaro ou Nulo. Só restará ele de pé.

Em tempo, Gaynaldo Azevedo se fodeu.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2937
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diego » 24 Mai 2017, 01:46

Mohammed Lisboa escreveu:
20 Mai 2017, 20:45
Mr.R escreveu:
20 Mai 2017, 19:39
Globo antro esquerdista desde sempre kkkk Tem que ser muito leigo e nem ter ouvido falar dos famosos editorias reaças do Roberto Marinho no O Globo
Noblat ser contra o Temer acho bem díficil. Era cada "matéria" ridícula desse blogueiro puxando o saco do Temer, pior ainda é o tesão que ele nem esconde pela Marcela Temer.
Tbm não acho estranho a Globo defender o impeachment, a Bolsa caiu mais de 8% um dia após a delação, difícil uma grande empresa apoiar o Temer ficar mais um dia na presidência, ainda mais que com essa instabilidade politica só piora a situação econômica e coloca em risco as reformas que tem o apoio de boa parte do empresariado. Agora com essa história de edição dos áudios, o mercado "se acalmando", acredito que a situação do Temer ficou um pouquinho mais tranquila mas acredito que perdeu quase que totalmente o apoio da mídia e do povo.



Mas a grande maioria aqui nem deve ter lido um dos editoriais do Roberto Marinho. Só devem conhecer a Globo pelas novelas cheias de sexo e do BBB. Mas tem algo de podre no reino da Vênus Platinada. As Organizações Globo estão passando por uma grave crise financeira desde o ano passado, que causou demissões e reestruturação nas grades de programação das Radios Globo (RJ e SP) além do fechamento da Radio Globo MG, além de demissões na TV Globo. E surgiram rumores no meio jornalistico de uma venda do Conglomerado de mídia para um grupo árabe.
A Globo teve um faturamento ano passado de 10 bilhões de reais e 2 bilhões de lucro, o lucro da Globo é maior é todo o faturamento da segunda colocada, Record, se isso é crise manda um pouquinho pra cá que eu não reclamo não, a fortuna de cada um dos três irmãos é superior a 20 bilhões.

Não é dessa vez que você vai ver a Globo com problemas.

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 6165
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Wagnersac » 24 Mai 2017, 17:51

Temer tá procurando sarna pra se coçar.

Mandou o Exército pra rua em Brasilia.

Se tiver um protesto violento, quero ver o que vão fazer.

Vão atirar?
Imagem

Diegomoura
Promessa
Promessa
Mensagens: 174
Registrado em: 17 Jan 2017, 02:18

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diegomoura » 24 Mai 2017, 18:19

Wagnersac escreveu:
24 Mai 2017, 17:51
Temer tá procurando sarna pra se coçar.

Mandou o Exército pra rua em Brasilia.

Se tiver um protesto violento, quero ver o que vão fazer.

Vão atirar?
Eles devem ter bala de borracha.
Mas se houver tentativa de homicídio por parte dos esquerdopatas, nada mais justo que revidar com tiros!

Avatar do usuário
RogeRJ
Júnior
Júnior
Mensagens: 1406
Registrado em: 05 Jan 2016, 17:48
Localização: Rio de Janeiro

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por RogeRJ » 24 Mai 2017, 19:14

Vale a pena ilustrar as palavras do Ministro Luis Roberto Barroso (ÉTICA E JEITINHO BRASILEIRO: POR QUEA GENTE É ASSIM?):
"(...)
Jeitinho brasileiro é uma expressão que comporta múltiplos sentidos, facetas e implicações. Inúmeros autores identificam nele um traço marcante da formação, da personalidade e do caráter nacional. Há quem analise o fenômeno com uma visão mais romântica, vislumbrando certas virtudes tropicais. Existem, por outro lado, análises críticas severas das características associadas ao jeitinho, reveladoras de alguns vícios civilizatórios graves. Na sua acepção mais comum, jeitinho identifica os comportamentos de um indivíduo voltados à resolução de problemas por via informal, valendo-se de diferentes recursos, que podem variar do uso do charme e da simpatia até a corrupção pura e simples. Em sua essência, o jeitinho envolve uma pessoalização das relações, para o fim de criar regras particulares para si, flexibilizando ou quebrando normas sociais ou legais que deveriam se aplicar a todos. Embutido no jeitinho, normalmente estará a tentativa de criar um vínculo afetivo ou emocional com o interlocutor.
(...)
Na vertente positiva ou, ao menos, inofensiva, o jeitinho se manifesta em algumas características da alma nacional: uma certa leveza de ser, que combina afetividade, bom humor, alegria de viver e uma dose de criatividade. Há, entre nós, uma preocupação existencial em ser gente boa, desenvolvendo amizades, cultivando empatias, gentilezas e ajuda mútua. Ainda que apenas superficialmente. A afetividade se expressa, com frequência, em abraços, beijos e o hábito de tocar no interlocutor. Há quem estranhe esse comportamento. Tenho uma história real sobre isso. Eu era advogado de uma empresa cujos controladores eram ingleses. Com alguma frequência, vinha um advogado britânico participar de reuniões que duravam alguns dias e terminavam na 6a feira. Em uma dessas vezes, aproximando-se o final da semana e, portanto, de sua volta para casa, o fleumático cidadão britânico me confidenciou, bem baixinho: “Ai, meu Deus, agora vem a pior parte: as despedidas. Todo mundo me abraça, me aperta, me sacode...”. O jeitinho constitui, também, um meio de enfrentar as adversidades da vida. Está muitas vezes ligado à sobrevivência diante das desigualdades sociais, das deficiências dos serviços públicos e das complexidades legislativas e burocráticas do Brasil. Um critério para saber se o jeitinho é aceitável ou não: verificar se há prejuízo para outra pessoa, para o grupo social ou para o Estado.

Infelizmente, porém, há uma soma de aspectos negativos no jeitinho que fazem com que o conjunto da obra não possa merecer um juízo favorável. Na vertente negativa, a ideia de jeitinho congrega características que não são edificantes. Sem nenhuma intenção de hierarquizá-las, começo pelo improviso, a incapacidade de planejar, de cumprir prazos e, em última análise, de cumprir a palavra. Vive-se aqui a crença equivocada de que tudo se ajeitará na última hora, com um sorriso, um gatilho e a atribuição de culpa a alguma fatalidade (falsamente) inevitável, e não à imprevidência. Por exemplo: o Brasil foi eleito, em 2007, para sediar a Copa do Mundo de 2014. Sete anos antes. Quando a data finalmente chegou, nem os estádios, nem os aeroportos, nem as intervenções urbanas estavam concluídas. E tudo isso antes da crise econômica e da recessão que sobreveio. Como de hábito, as coisas terminaram improvisadas e deficientes. O problema aqui não foi a corrupção – ou não apenas –, mas sim a práticado jeitinho, que assume a forma da mediocridade: a ausência de pessoas capazes de cumprirem bem o próprio papel, fazendo a tempo e a hora o que lhes compete fazer.

Uma outra característica intrinsecamente ligada ao jeitinho é colocar o sentimento pessoal ou as relações pessoais acima do dever para com o próximo e a sociedade. É o individualismo que se manifesta, não na liberdade ou na inovação, mas na falta de cerimônia em passar o outro para trás. O nepotismo é um exemplo emblemático dessa disfunção: o favorecimento dos parentes ou dos amigos na indicação para o cargos públicos de livre nomeação ou na contratação de serviços. Quando o Supremo Tribunal Federal julgou uma ação que veio a proibir o nepotismo no Poder Judiciário, um desembargador declarou à imprensa: “Se eu não fizer pelos meus, quem fará?”. Há, também, uma certa expectativa de compadrio, de troca de favores, de solidariedade de grupos. Eu cheguei ao Supremo Tribunal Federal vindo da advocacia. Mais de uma vez chegou a mim a queixa de que eu “virei as costas aos amigos” e que sou um juiz muito duro. Não sou. Mas sou sério, e isso frustrou a expectativa de quem esperava acesso privilegiado e favorecimentos.

O pacote negativo inclui, também, o sentimento de desigualdade, de que as regras são para os outros, para os comuns, e não para os especiais como eu. E aí não é preciso respeitar a fila, é possível parar o carro na calçada ou entregar a documentação fora do prazo. Por vezes, a quebra de regras sociais transforma-se em violação direta e aberta da lei. E aí vêm as pequenas fraudes, como o atestado médico falso, a nota de táxi superfaturada para aumentar o reembolso ou a cobrança de preço diferente com nota ou sem nota. E depois, sem surpresa, vem a corrupção graúda, de quem paga propina para vencer a licitação, de quem obtém inside information para investir no mercado financeiro com lucros maiores do que os outros ou de quem paga vantagem ao diretor do fundo de pensão de empresa estatal para ele colocar dinheiro dos associados em um negócio pouco vantajoso.

Improviso, sentimentos e interesse pessoais acima do dever, compadrio, cultura da desigualdade, quebra de normas sociais e violação da lei que vale para todos não são traços virtuosos, não podem fazer parte do charme de um povo e muito menos ser motivo de orgulho. Nesses exemplos, o jeitinho nada tem de positivo e consiste, na verdade, em desrespeito ao outro, em desconsideração à sociedade como um todo e em condutas simplesmente criminosas. É preciso retirar o glamour do mal e tratá-lo como tal: como um problema que precisa ser superado.

(...)

No que diz respeito à ética pública, a verdade é que criamos um país devastado pela corrupção. Não foram falhas pontuais, individuais, pequenos deslizes ou acidentes. Foi um modelo institucionalizado, que envolve servidores públicos, empresas privadas, partidos políticos e parlamentares. Eram organizações criminosas, que captavam recursos ilícitos, pagavam propinas e distribuíam dinheiro público para campanhas eleitorais ou para o bolso. Isto é, para fraudar o processo democrático ou para fins de enriquecimento ilegítimo. É impossível não sentir vergonha pelo que aconteceu no Brasil.

O jeitinho brasileiro contribui para esse estado de coisas. Em primeiro lugar, o hábito de olhar para o outro lado para não ver o que está acontecendo. Como consequência, as pessoas no Brasil se surpreendem como o que já sabiam. Ou alguém imaginava que partidos políticos se engalfinhavam para indicar diretores de empresas estatais para fazerem coisas boas, para melhor servirem ao interesse público? Essa era uma tragédia previsível. Ainda assim, o país se deu conta, horrorizado, que quase todo o espaço público estava tomado pela corrupção: Petrobras, Caixa Econômica Federal, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, Fundos de Pensão. A corrupção virou meio de vida para alguns e modo de fazer negócios para outros. Não se trata de fenômeno de um governo específico, mas que vem acumulando desde muito longe. A corrupção favorece os piores. É a prevalência dos espertos e a derrota dos bons.

Já a ética privada está ligada aos valores e propósitos que norteiam a conduta de cada um, bem como ao grau de respeito pelo outro, quer individualmente ou socialmente. A vida boa inclui a boa-fé (não querer passar ninguém para trás), a boa-vontade (ter uma atitude construtiva em relação a todos) e a compaixão (ser solidário com o sofrimento alheio). O compromisso com o bem está presente em todas as grandestradições filosóficas e religiosas universais, materializado na regra de ouro: trate os outros como gostaria de ser tratado. Immanuel Kant enunciou a mesma ideia em uma frase memorável: “Aja de tal forma que a máxima que inspira a sua conduta possa se transformar em uma lei .

Uma das causas da corrupção é a impunidade. Temos uma dificuldade cultural em punir. A punição é incompatível com a cordialidade, supõe o imaginário social brasileiro. Há uma bela música do Chico Buarque, chamada “Fado Tropical”, em que uma voz portuguesa declama ao fundo um verso que diz: “E se a sentença se anuncia bruta, mais que depressa a mão cega a executa, pois que se não o coração perdoa”. Assim somos, sentimentais e lenientes. Daí os processos que não acabam nunca, mesmo depois de sucessivas condenações; a prescrição que extingue a punibilidade; a nulidade inventada ou “descoberta” ao final do processo, impedindo o desfecho; o foro privilegiado, impedindo ou retardando a punição dos poderosos ou, pior, usado para ajudar os amigos e perseguir os inimigos. E se tudo der errado, anistia-se o caixa 2.

O jeitinho brasileiro é produto de algumas características da colonização e da formação nacionais. Ele se traduz na pessoalização das relações sociais e institucionais e importa, muitas vezes, no afastamento de regras que deveriam valer para todos. Em sua vertente positiva, ele revela uma certa leveza de ser, combinando traços de afetividade, criatividade e solidariedade. Presta-se, assim, em muitas situações, para superar as adversidades da vida, em um país marcado por desigualdades sociais, deficiências dos serviços públicos e complexidades burocráticas. Infelizmente, porém, as facetas negativas superam em quantidade e qualidade os aspectos mais glamorosos do jeitinho.

Improviso, relações familiares e pessoais acima do dever e a cultura da desigualdade contribuem para o atraso social, econômico e político do país. Mais grave, ainda, o jeitinho importa, com frequência, em passar os outros para trás, em quebrar normas éticas e sociais ou em aberta violação da lei. Em todas essas situações, ele traz em si um elevado custo moral, por expressar um déficit de integridade pessoal e de republicanismo. Em desfecho deste ensaio, então, é possível concluir que, salvo nas hipóteses pontuais e específicas em que se manifesta por comportamentos legítimos, o jeitinho brasileiro deverá ser progressivamente empurrado para a margem da história pelo avanço do processo civilizatório.

Avatar do usuário
mariobvn
Júnior
Júnior
Mensagens: 2773
Registrado em: 30 Dez 2015, 18:59

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por mariobvn » 24 Mai 2017, 23:46

A esquerda se rebaixou ao ponto de defender a cracolandia... A CRACOLANDIA! Terra de trafico de drogas, violencia, dependencia quimica e prostituicao! Vejam ate onde eles vao quando nao ganham eleicoes...

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2937
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL IX

Mensagem por Diego » 25 Mai 2017, 00:00

Imagem


Voltar para “Galeria NETVASCO - Temas Gerais”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitante