ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Área destinada para deixarmos registradas as nossas opiniões sobre tudo o que circunda a Economia, a Política e os Temas Sociais, do Brasil e do Mundo.
Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 21:30

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:



É ateia envergonhadinha.


Hitler era um cristão que não acreditava em cristo, tem algo errado nessa sua afirmação. :boll:
O nazismo tolerava o cristianismo, só isso, pegar o cristianismo e retirar as referências judaicas e a crença em cristo o que sobra?
Onde Hitler disse que não acreditava em cristo? Ele sempre acreditou em Cristo, só não concordava com a forma que era retratado na bíblia, um cristo solidário. Ele acreditava no Cristo Ariano.
The Aryan Jesus: Christian theologians and the Bible in Nazi Germany.

"We tolerate no one in our ranks who attacks the ideas of Christianity ... in fact our movement is Christian"
Hitler, 1928

The political leader should not estimate the worth of a religion by taking some of its shortcomings into account, but he should ask himself whether there be any practical substitute in a view which is demonstrably better. Until such a substitute be available, only fools and criminals would think of abolishing existing religion.

— Adolf Hitler, Mein Kampf

The two Christian denominations look on with indifference at the profanation and destruction of a noble and unique creature who was given to the world as a gift of God's grace. For the future of the world, however, it does not matter which of the two triumphs over the other, the Catholic or the Protestant. But it does matter whether Aryan humanity survives or perishes.

— Adolf Hitler, Mein Kampf

Depois de tantas referências a Cristo e à religião podemos afirmar que qualquer doido que fale em cristo e pregue contrário é ateu. Então podemos incluir aí uns 200 pastores pentecostais.



E onde Dilma disse que não acreditava em Deus?
Você vai continuar insistindo nesses assuntos que não tem anda a ver com o tópico, é a mesma coisa que você fazia no tópico de política.
Toda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo, não sobra nada da religião.

Político usar religião é a coisa mais antiga do mundo, de Aureliano a Constantino, isso não quer dizer que eles fossem devotos.

Cadeia para os pastores picaretas.

Ta centro a Dilmãe era uma cristã fervorosa, basta pesquisar e ver o que ela ja falou sobre o assunto, cada um que tire as suas conclusões, isso é irrelevante.
Eu não comento mais no tópico de política por ser um exercício muito grande de desnivelamento. Eu não desvio o assunto, todos estão interligados e quem invocou Hitler foi você. Se você cita algo que não tem nada a ver não pode impedir de comentar algo que não tem nada a ver. Apesar disso eu acho que tem tudo a ver.

"oda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo," - Pode até ser que você esteja certo, mas Hitler se fundou nisso, em dizer que o nazismo era cristão. Se ele usou para outra coisa, significa que ele manipulou a população usando a religião, mais ou menos o que 100% dos países fazem através do governo.

Cadeia para Malafaia e outros corruptos que foram às ruas gritar contra a corrupção. Espero que concorde com isso...

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 21:35

gmochel escreveu:
Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Onde Hitler disse que não acreditava em cristo? Ele sempre acreditou em Cristo, só não concordava com a forma que era retratado na bíblia, um cristo solidário. Ele acreditava no Cristo Ariano.
The Aryan Jesus: Christian theologians and the Bible in Nazi Germany.

"We tolerate no one in our ranks who attacks the ideas of Christianity ... in fact our movement is Christian"
Hitler, 1928

The political leader should not estimate the worth of a religion by taking some of its shortcomings into account, but he should ask himself whether there be any practical substitute in a view which is demonstrably better. Until such a substitute be available, only fools and criminals would think of abolishing existing religion.

— Adolf Hitler, Mein Kampf

The two Christian denominations look on with indifference at the profanation and destruction of a noble and unique creature who was given to the world as a gift of God's grace. For the future of the world, however, it does not matter which of the two triumphs over the other, the Catholic or the Protestant. But it does matter whether Aryan humanity survives or perishes.

— Adolf Hitler, Mein Kampf

Depois de tantas referências a Cristo e à religião podemos afirmar que qualquer doido que fale em cristo e pregue contrário é ateu. Então podemos incluir aí uns 200 pastores pentecostais.



E onde Dilma disse que não acreditava em Deus?
Você vai continuar insistindo nesses assuntos que não tem anda a ver com o tópico, é a mesma coisa que você fazia no tópico de política.
Toda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo, não sobra nada da religião.

Político usar religião é a coisa mais antiga do mundo, de Aureliano a Constantino, isso não quer dizer que eles fossem devotos.

Cadeia para os pastores picaretas.

Ta centro a Dilmãe era uma cristã fervorosa, basta pesquisar e ver o que ela ja falou sobre o assunto, cada um que tire as suas conclusões, isso é irrelevante.
Eu não comento mais no tópico de política por ser um exercício muito grande de desnivelamento. Eu não desvio o assunto, todos estão interligados e quem invocou Hitler foi você. Se você cita algo que não tem nada a ver não pode impedir de comentar algo que não tem nada a ver. Apesar disso eu acho que tem tudo a ver.

"oda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo," - Pode até ser que você esteja certo, mas Hitler se fundou nisso, em dizer que o nazismo era cristão. Se ele usou para outra coisa, significa que ele manipulou a população usando a religião, mais ou menos o que 100% dos países fazem através do governo.

Cadeia para Malafaia e outros corruptos que foram às ruas gritar contra a corrupção. Espero que concorde com isso...
Você desistiu do tópico de política porque a sua resposta para tudo era: "-Mas e o PSDB?"
Da mesma maneira como a sua resposta para tudo aqui é: "- Mas e o cristianismo nas cruzadas... "
Cadeia pra todo mundo que roubou, eu não sei se o Malafaia roubou, se a justiça condenar cadeia pra ele.

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 21:40

Pada escreveu:
rmarch escreveu:
Pada escreveu:Quanto ódio, quanto ódio...

Tanto que turva a lógica. Um cara de esquerda, que defende os direitos da minoria, a igualdade entre gêneros... passa a ter uma moral com síndrome de hímen complacente e defende uma cultura machista em que se tolhem direitos da mulher, apedrejam adúlteras e homossexuais, cortam a mão de ladrões... Parece até extrema direita... Será que é porque eles também odeiam uzamericanu?

Religiões, ismos, eita...
O que turva a logica eh o seu post. Em muitos sentidos.

1. Querer que os muculmanos adotem igualdade de genero eh querer que os mesmos se convertam a cultura ocidental. O que eles praticam hoje vem de costumes tribais praticados desde bem antes do Islamismo ser introduzido. Eh uma sociedade patriarca, em que a poligamia eh praticada e nao eh vista como um ato imoral. O que voce deve fazer eh ir a alguma mulher muculmana e perguntar se ela se sente ofendida por ter que usar hijab (o "veu") e por nao ter "direitos igualitarios" aos dos homens. Qualquer coisa diferente disso, eh querer impor a cultura ocidental ao oriente medio, algo que provavelmente nunca sera possivel.

2. Apedrejar adulteras e homossexuais NAO eh pratica unanime no Islamismo. Existem diversas ideologias e escolas de jurisprudencia islamicas que interpretam o Corao e o Hadith (o segundo livro do Islamismo, que dita as "boas praticas" da religiao) de diferentes maneiras. A lingua Arabe em si eh bastante ambigua, entao um numero infinito de interpretacoes se faz possivel. Assim surgiram diferentes seitas e escolas que pregam diferentes costumes. Eu tenho diversos amigos muculmanos, e nenhum deles acha que mulher tem que ser subjugada. Um deles foi inclusive a Igreja para o batizado de um outro amigo cristao. Va a paises como Emirados Arabes, Oman ate mesmo o Iraque (dependendo da regiao). Todos estes paises sao bastante liberais (entenda por liberal o liberalismo dentro dos costumes deles). Voce esta generalizando praticas realizadas pela Arabia Saudita, que eh um pais Sunni Wahabi. al-Wahab foi um ideologo islamico extremamente radical que se aliou ah familia Saudi no Seculo 18 para fundar um Estado que praticasse a sua ideologia. Nao por coincidencia, ele tambem eh fonte de inspiracao da maioria dos grupos terroristas. E, como voce deve saber: sao aliados "duzamericanu", o que os da sinal verde para cometer atrocidades contra os direito humanos sem serem depostos pelos paladinos da liberdade mundial.

3. Um ultimo detalhe a todos que generalizam os muculmanos como terroristas e intolerantes: se a visao de voces estivesse certa, o mundo ocidental estaria destruido ha muito tempo. Sao bilhoes deles, espalhados por todos os lados.
Eu não quero que os muçulmanos adotem nada. Apenas sou a favor de liberdade e igualdade (por mais utópico que isso possa parecer), inclusive igualdade de gêneros e liberdade sexual (aliás, você não falou dos homossexuais na cultura islâmica). Sou contra misturar religião e governo. Acho sim que esses valores são uma evolução. Portanto, tenho que achar o Islã um atraso, assim com acho um atraso cristãos radicais que querem curar gays, por exemplo. Mas vejo mesmo os cristãos radicais mais tolerantes que muçulmanos, afinal HOJE EM DIA nunca ouvi do mais radical cristão que deveríamos apedrejar um homossexual.

Interessante esse negócio de que é uma cultura antiga e que tem que perguntar como a mulher islâmica se sente. Então se as mulheres, em algum lugar da África, que tem o clitóris mutilado acharem normal porque elas foram criadas assim, porque elas foram ensinadas a ter orgulho da dor e que isso as purifica, tudo bem. Eu não posso achá-los ignorantes, pois devo respeitar sua cultura? Eu acho que não; acho uma cultura atrasada e nada louvável. Se for assim, ter escravo já foi parte da cultura de vários povos e beleza, era só perguntar pro escravo que nasceu no cativeiro como ele se sentia e se ele tivesse um dono bonzinho que o tratasse bem e ele dissesse que era feliz trabalhando para o dono, tudo bem, vamos continuar com a escravidão. Será? Acho sim que temos que dizer que democracia, igualdade racial e de gênero são valores melhores, mesmo que tenhamos inúmeros problemas de desigualdade, racismo e preconceito, temos que dizer são valores melhores. Se quisessem juntar a religião católica ou outra qualquer com o estado no Brasil para "resgatar valores cristãos e fraternos" eu seria contra. Ponto.

Enfim, o que me preocupa não é o que fazem na África ou no Oriente Médio. Acho que alguns aspectos da cultura ocidental fariam um bem danado pra eles, mas isso é problema deles. Porém quando vejo uma brasileira sair do Pará para se juntar ao Isis, quando vejo alguns dados do crescimento vegetativo da população muçulmana na Europa com bairros tentando implantar a Sharia, eu fico sim com uma pulga atrás da orelha. Não muito alarmado, mas que me desperta questionamentos, não há dúvida.
Você tem uma clara convicção do que é uma sociedade evoluída segundo seus próprios dogmas. crítica ao homossexualismo para você é um atraso, por exemplo. Você parece ser um liberal no sentido estrito da palavra, não os falsos liberais moralistas, já que defende as liberdades individuais de forma absoluta. Então, como você sabe que todas as religiões criticam abertamente o homossexualismo, você entende que o ideal para uma sociedade é que não haja religião, assim os direitos individuais serão sempre respeitados.Estou certo?

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 21:41

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:
Você vai continuar insistindo nesses assuntos que não tem anda a ver com o tópico, é a mesma coisa que você fazia no tópico de política.
Toda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo, não sobra nada da religião.

Político usar religião é a coisa mais antiga do mundo, de Aureliano a Constantino, isso não quer dizer que eles fossem devotos.

Cadeia para os pastores picaretas.

Ta centro a Dilmãe era uma cristã fervorosa, basta pesquisar e ver o que ela ja falou sobre o assunto, cada um que tire as suas conclusões, isso é irrelevante.
Eu não comento mais no tópico de política por ser um exercício muito grande de desnivelamento. Eu não desvio o assunto, todos estão interligados e quem invocou Hitler foi você. Se você cita algo que não tem nada a ver não pode impedir de comentar algo que não tem nada a ver. Apesar disso eu acho que tem tudo a ver.

"oda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo," - Pode até ser que você esteja certo, mas Hitler se fundou nisso, em dizer que o nazismo era cristão. Se ele usou para outra coisa, significa que ele manipulou a população usando a religião, mais ou menos o que 100% dos países fazem através do governo.

Cadeia para Malafaia e outros corruptos que foram às ruas gritar contra a corrupção. Espero que concorde com isso...
Você desistiu do tópico de política porque a sua resposta para tudo era: "-Mas e o PSDB?"
Da mesma maneira como a sua resposta para tudo aqui é: "- Mas e o cristianismo nas cruzadas... "
Cadeia pra todo mundo que roubou, eu não sei se o Malafaia roubou, se a justiça condenar cadeia pra ele.
Eu desisti do tópico de política pela mesma razão do Lord. Aquilo é um zoológico.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 21:48

gmochel escreveu:
Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Eu não comento mais no tópico de política por ser um exercício muito grande de desnivelamento. Eu não desvio o assunto, todos estão interligados e quem invocou Hitler foi você. Se você cita algo que não tem nada a ver não pode impedir de comentar algo que não tem nada a ver. Apesar disso eu acho que tem tudo a ver.

"oda a ideia da Positive Christianity é centrada em remover a base judaica e negar a divindade de cristo," - Pode até ser que você esteja certo, mas Hitler se fundou nisso, em dizer que o nazismo era cristão. Se ele usou para outra coisa, significa que ele manipulou a população usando a religião, mais ou menos o que 100% dos países fazem através do governo.

Cadeia para Malafaia e outros corruptos que foram às ruas gritar contra a corrupção. Espero que concorde com isso...
Você desistiu do tópico de política porque a sua resposta para tudo era: "-Mas e o PSDB?"
Da mesma maneira como a sua resposta para tudo aqui é: "- Mas e o cristianismo nas cruzadas... "
Cadeia pra todo mundo que roubou, eu não sei se o Malafaia roubou, se a justiça condenar cadeia pra ele.
Eu desisti do tópico de política pela mesma razão do Lord. Aquilo é um zoológico.
Seu coleguinha foi banido.

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 21:52

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:
Simples, faz como o Japão e proíbe o Islã e não deixa muçulmano entrar.
Não sei o que você anda lendo, mas no Japão nunca foi proibido o islamismo, existem várias mesquitas em tóquio

http://www.islambr.com.br/index.php?opt ... diano-capa

E também não é proibida a entrada, inclusive são bem vindos.

http://www.ipcdigital.com/colunistas/ma ... uculmanos/

Mas há um controle rígido sobre os cidadãos islâmicos, o que acho importante nesse momento.

http://expresso.sapo.pt/internacional/2 ... muculmanos
Cara você não faz ideia de quase nada do que fala, você simplesmente jogou no google: muçulmano Japão e copiou os primeiros links.

https://www.google.com.br/webhp?sourcei ... jap%C3%A3o

Não da pra discutir assim.
Na verdade é você que não tem nenhuma noção do que fala desde que nasceu. O fato de ter uma mesquita no coração de tóquio já destroi a sua teoria medíocre. Alias, a maioria das coisas que você fala não se aproveitam.

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 21:53

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:
Você desistiu do tópico de política porque a sua resposta para tudo era: "-Mas e o PSDB?"
Da mesma maneira como a sua resposta para tudo aqui é: "- Mas e o cristianismo nas cruzadas... "
Cadeia pra todo mundo que roubou, eu não sei se o Malafaia roubou, se a justiça condenar cadeia pra ele.
Eu desisti do tópico de política pela mesma razão do Lord. Aquilo é um zoológico.
Seu coleguinha foi banido.
Qualquer um seria banido tentando ter paciência com vocês.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 21:55

ISLAMIC TERRORISM: WHY THERE IS NONE IN JAPAN
With all this Muslim terrorism plaguing the world, perhaps it is time to take a look at a country not suffering the same fate and analyze exactly why that is…

In 2011, Sunni Muslims accounted for the greatest number of terrorist attacks and fatalities for the third year in a row.

Over 5,700 incidents were committed by Sunni Muslims, responsible for nearly 56 percent of all attacks and about 70 percent of 12,533 fatalities.*

Another 24 percent of the fatalities are on Shi´a Muslims. So in 2011, Muslims were responsible for 94 percent of the fatalities in terrorist attacks. Since 2011, with ISIS on the scene, the number of the fatalities –victims of the Muslim terrorist attacks- sharply grew, together with Muslims´ share in the world terrorism that is steadily closing in on 100%.

In 2013, according to the US Department of State, a total of 9,707 terrorist attacks occurred worldwide, resulting in more than 17,800 deaths and more than 32,500 injuries. In addition, more than 2,990 people were kidnapped or taken hostage. Information about perpetrators was reported in source materials for 32 percent of terrorist attacks in 2013.

And of these 32 percent, or 17,800 deaths, only three Muslim terrorist groups, namely the Taliban, ISIS and Boko Haram, were responsible for 5,655 fatalities, or for 31.76 percent! That means that 31.76 percent out of the 32 percent of terrorist attacks which had reported information about the attackers were perpetrated by only three Muslim terrorist groups, out of a good 50 more that exist in our turbulent world!

Muslim terrorists can be proud: their share in world terrorist attacks is now close to 100%.

Seems there is not a single country where Muslims would not show their true colors… But no! There is such a country. It’s one of the most developed countries on Earth, and its democratic nature is recognized worldwide, a true ally of the USA and a member of NATO. However, with all this, there was not a single terrorist attack perpetrated by Muslims in this country. Moreover, there was not a single, even minor, riot, disturbance or protest, no matter how many citizens of this country support cartoons of the prophet Muhammad published in some Danish newspaper or in a French magazine.

The name of this lucky country is Japan.

Of course, Japan achieved this by some super effective integration policy, through using the most advanced technologies and assigning billions of yen on the building of thousands of mosques and Islamic schools all over Japan, banning pork in all public places, introducing separate hours for boys and girls in swimming pools in all public schools, and Japanese male doctors do not dare touch their female patients, Muslim women get immense social aid each time they have a child, Shari´a courts were introduced in the judicial system of Japan, and the Koran is considered a Holy Book in Japan…

No, nothing of the kind. What Japan did to avoid problems related to Muslims was much simpler and cheaper; Japan is practically closed to Muslims.

Officially, immigration to Japan is not closed to Muslims. But the number of the immigration permits given to the applicants from Islamic countries is very low. Obtaining a working visa is not easy for adepts of Islam, even if they are physicians, engineers and managers sent by foreign companies that are active in the region. As a result, Japan is “a country without Muslims”.

There is no reliable estimate on the Japanese Muslim population. However, claims of thirty thousand made by some researchers are without doubt an exaggeration. Some claim that there are only a few hundred. This probably amounts to the number of Muslims openly practicing Islam. Asked to give an estimate on the actual number of Muslims in Japan, the ex-president of the Japan Islamic Association Abu Bakr Morimoto replied, “To say frankly, only one thousand. In the broadest sense, I mean, if we do not exclude those who became Muslims for the sake of, say marriage, and do not practice then the number would be a few thousand.”

One of the leaders of the Muslim community in Japan, Nur Ad-Din Mori, was asked: “What percentage of Japan’s total population are Muslims?” He responded, “The answer at the moment is: One out of a hundred thousand.”

Japan’s population is 130 million people, so if these Muslim leaders are correct, then there must be around 1300 Muslims. But even those Muslims who obtained immigration permits and lived many years in the country have very poor chances of becoming Japanese citizens.

Japan officially forbids exhorting people to adopt the religion of Islam (Dawah), and any Muslim who actively encourages conversion to Islam is seen as proselytizing to a foreign and undesirable culture. Too active “promoters of Islam” face deportation- and sometimes even a jail sentence.

The Arabic language is taught by very few academic institutes; I could find only one such institute: The Arabic Islamic Institute in Tokyo. But even the International University of Japan in Tokyo does not offer courses on Arabic or Islamic languages.

Importing the Koran in Arabic is practically impossible, and the only one permitted is the “adapted” version in Japanese.

Until recently, there were only two mosques in Japan: Tokyo Jama Masjid and Kobe Mosque. Now, the total number of Muslim praying sites in Japan is counted in some 30 single story mosques and about a hundred apartment rooms set aside for prayers.

And Japanese society expects Muslims to pray at home: no collective “prostrating” in the streets or squares; in Japan, for such “shows” the actors can get pretty high fines, and in those cases Japanese Police consider “serious”, the participants can be deported.

Quite often, Japanese companies seeking foreign workers specifically note that they are not interested in Muslims.

There is not even a trace of a Shari´a Law in Japan, and halal food is extremely difficult to find in there.

The Japanese tend to perceive Islam as a “strange and dangerous religion” that a true Japanese should avoid, and the recent murders of two Japanese nationals, Haruna Yukawa and Kenji Goto, by ISIS have not contributed to any improvement in the opinions of the Japanese on this matter.

And the most interesting thing in the Japanese approach to Muslims is the fact that the Japanese do not feel any guilt for such a “discriminatory” approach to Islam, and they evidently do not think they should apologize to Muslims for the negative way in which they perceive their religion. Arab gas and oil- yes, and Japan maintains good relations with Arab exporters. But Islam – no, and Muslim immigration– neither. Islam is something that is suitable for others, not for Japan, and therefore the Muslims must remain outside.

And Muslims in Japan do not riot, they do not brand the Japanese “racists”, they do not burn cars, smash windows, behead Japanese soldiers for having been in Afghanistan, Iraq or anywhere else on Earth – and not a single Japanese has been victim of a Muslim terrorist attack on Japanese soil in the last 30 years.

Maybe Europe and the USA should look at the Japanese model of dealing with Muslims more closely?

http://www.infowars.com/islamic-terrori ... -in-japan/

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 21:57

gmochel escreveu:
Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Não sei o que você anda lendo, mas no Japão nunca foi proibido o islamismo, existem várias mesquitas em tóquio

http://www.islambr.com.br/index.php?opt ... diano-capa

E também não é proibida a entrada, inclusive são bem vindos.

http://www.ipcdigital.com/colunistas/ma ... uculmanos/

Mas há um controle rígido sobre os cidadãos islâmicos, o que acho importante nesse momento.

http://expresso.sapo.pt/internacional/2 ... muculmanos
Cara você não faz ideia de quase nada do que fala, você simplesmente jogou no google: muçulmano Japão e copiou os primeiros links.

https://www.google.com.br/webhp?sourcei ... jap%C3%A3o

Não da pra discutir assim.
Na verdade é você que não tem nenhuma noção do que fala desde que nasceu. O fato de ter uma mesquita no coração de tóquio já destroi a sua teoria medíocre. Alias, a maioria das coisas que você fala não se aproveitam.
Se informe coleguinha, não adianta tentar procurar no google um assunto segundos antes de postar, da nisso, não adianta dar chilique.

Você copiou os links pra primeira página do google, não se deu nem ao trabalho de ver os resultados da segunda, assim não da ... :lol:

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 21:59

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:
Cara você não faz ideia de quase nada do que fala, você simplesmente jogou no google: muçulmano Japão e copiou os primeiros links.

https://www.google.com.br/webhp?sourcei ... jap%C3%A3o

Não da pra discutir assim.
Na verdade é você que não tem nenhuma noção do que fala desde que nasceu. O fato de ter uma mesquita no coração de tóquio já destroi a sua teoria medíocre. Alias, a maioria das coisas que você fala não se aproveitam.
Se informe coleguinha, não adianta tentar procurar no google um assunto segundos antes de postar, da nisso, não adianta dar chilique.

Você copiou os links pra primeira página do google, não se deu nem ao trabalho de ver os resultados da segunda, assim não da ... :lol:
"Simples, faz como o Japão e proíbe o Islã e não deixa muçulmano entrar."

Quem falou essa merda? Ah tá.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 22:02

gmochel escreveu:
Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Na verdade é você que não tem nenhuma noção do que fala desde que nasceu. O fato de ter uma mesquita no coração de tóquio já destroi a sua teoria medíocre. Alias, a maioria das coisas que você fala não se aproveitam.
Se informe coleguinha, não adianta tentar procurar no google um assunto segundos antes de postar, da nisso, não adianta dar chilique.

Você copiou os links pra primeira página do google, não se deu nem ao trabalho de ver os resultados da segunda, assim não da ... :lol:
"Simples, faz como o Japão e proíbe o Islã e não deixa muçulmano entrar."

Quem falou essa merda? Ah tá.
Coleguinha isso é uma figura de linguagem, oficialmente o Japão no proíbe, mas é virtualmente impossível algum muçulmano conseguir um visto de residência ou trabalho no japão.

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 22:07

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:
Se informe coleguinha, não adianta tentar procurar no google um assunto segundos antes de postar, da nisso, não adianta dar chilique.

Você copiou os links pra primeira página do google, não se deu nem ao trabalho de ver os resultados da segunda, assim não da ... :lol:
"Simples, faz como o Japão e proíbe o Islã e não deixa muçulmano entrar."

Quem falou essa merda? Ah tá.
Coleguinha isso é uma figura de linguagem, oficialmente o Japão no proíbe, mas é virtualmente impossível algum muçulmano conseguir um visto de residência ou trabalho no japão.
mimimi não assume o que diz, então tá.... Se eu procurar na primeira página do google vou achar que isso que você falou não tem nada a ver com realidade alguma, Mas não vou me dar ao trabalho, fique no seu mundo de fantasia reacionária.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 22:09

gmochel escreveu:
Diego escreveu:
gmochel escreveu:
"Simples, faz como o Japão e proíbe o Islã e não deixa muçulmano entrar."

Quem falou essa merda? Ah tá.
Coleguinha isso é uma figura de linguagem, oficialmente o Japão no proíbe, mas é virtualmente impossível algum muçulmano conseguir um visto de residência ou trabalho no japão.
mimimi não assume o que diz, então tá.... Se eu procurar na primeira página do google vou achar que isso que você falou não tem nada a ver com realidade alguma, Mas não vou me dar ao trabalho, fique no seu mundo de fantasia reacionária.
É, o mundo de fantasia é o meu ... :pis:

Japan not taking in refugees; says it must look after its citizens first
http://www.foxnews.com/world/2015/09/30 ... first.html

Japan rejected 99 percent of refugees in 2015
http://www.aljazeera.com/news/2016/01/j ... 11926.html

:lol:

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 25 Dez 2016, 22:21

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
Diego escreveu:
Coleguinha isso é uma figura de linguagem, oficialmente o Japão no proíbe, mas é virtualmente impossível algum muçulmano conseguir um visto de residência ou trabalho no japão.
mimimi não assume o que diz, então tá.... Se eu procurar na primeira página do google vou achar que isso que você falou não tem nada a ver com realidade alguma, Mas não vou me dar ao trabalho, fique no seu mundo de fantasia reacionária.
É, o mundo de fantasia é o meu ... :pis:

Japan not taking in refugees; says it must look after its citizens first
http://www.foxnews.com/world/2015/09/30 ... first.html

Japan rejected 99 percent of refugees in 2015
http://www.aljazeera.com/news/2016/01/j ... 11926.html

:lol:
Você passa muita vergonha, cara, tem certeza que te deixaram se formar em História?

Os links que você passou falam de refugiados, não de muçulmanos. Claro que há refugiados muçulmanos, mas não é o o assunto do link. Além disso o primeiro ministro fala que NÃO TEM NADA CONTRA RECEBER REFUGIADOS, APENAS TEM QUE RESOLVER PROBLEMAS INTERNOS ANTES. Não tem NADA a ver com islamismo.

Vergonhoso. Faz assim, vê se tem um arroz com passas na geladeira, largue o computador e vá lanchar, pare de passar vergonha. pública.

Avatar do usuário
everton0241
Promessa
Promessa
Mensagens: 186
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:25

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por everton0241 » 25 Dez 2016, 22:22

Diego escreveu:
gmochel escreveu:
everton0241 escreveu: Sou evangélico, e na minha Igreja o que é pregado é o amor ao próximo, o amor de Jesus e os atributos de Deus! Não tenho nada a ver com o passado e quem continua numa guerra pelos erros passados não tem amor próprio, razões infundadas providas de um mal bem conhecido, mas pouco falado!
Resumindo, eu quero o bem de todos, até mesmo estes islâmicos, quero que eles se convertam do mal e se arrependam de seus pecados, se não quero mata lós, imagino os outros? Sem fundamentos suas críticas aos evangélicos!
Querem que o Estado Islâmico desapareça? Que parem de jogar homens bombas em embaixadas? É simples, deixem o Oriente Médio em paz. Eu nunca ouvi falar de atentado terrorista antes de Israel invadir a palestina. Me fale sobre homens bomba na década de 50. Só conhecia os japoneses kamikases. Retirem as tropas do Iraque, deixem o Irã em paz e estabeleçam um território menor para Israel que invadiu a Palestina a força; Tenho certeza que o Islamismo voltará a ser o que era em 97% de sua existência: pacífico.
É, a charia é culpa do ocidente. :eeee:
Muito pacífica por sinal.[/quo

Realmente isso justifica matar pessoas em todo mundo! Todos são Israelitas!
"Vestir uma camisa que já vem até com faixa de campeão é coisa de predestinado!" Nelson Piquet :coolsmiley:

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 22:25

gmochel escreveu:
Diego escreveu:
gmochel escreveu:
mimimi não assume o que diz, então tá.... Se eu procurar na primeira página do google vou achar que isso que você falou não tem nada a ver com realidade alguma, Mas não vou me dar ao trabalho, fique no seu mundo de fantasia reacionária.
É, o mundo de fantasia é o meu ... :pis:

Japan not taking in refugees; says it must look after its citizens first
http://www.foxnews.com/world/2015/09/30 ... first.html

Japan rejected 99 percent of refugees in 2015
http://www.aljazeera.com/news/2016/01/j ... 11926.html

:lol:
Você passa muita vergonha, cara, tem certeza que te deixaram se formar em História?

Os links que você passou falam de refugiados, não de muçulmanos. Claro que há refugiados muçulmanos, mas não é o o assunto do link. Além disso o primeiro ministro fala que NÃO TEM NADA CONTRA RECEBER REFUGIADOS, APENAS TEM QUE RESOLVER PROBLEMAS INTERNOS ANTES. Não tem NADA a ver com islamismo.

Vergonhoso. Faz assim, vê se tem um arroz com passas na geladeira, largue o computador e vá lanchar, pare de passar vergonha. pública.
É, sou eu que to passando vergonha.
Você sabe ler em inglês? Tem certeza coleguinha?

O texto fala da crise dos refugiados na Europa e não são muçulmanos não, mas você tem razão nem todos são muçulmanos não, os 27 que o Japão aceitou em 2015 devem ser cristãos fugindo do ISIS. :lol:

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 22:38

Argumentum ad hominem

Argumentum ad hominem (latim, argumento contra a pessoa) é uma falácia identificada quando alguém procura negar uma proposição com uma crítica ao seu autor e não ao seu conteúdo. Um argumentum ad hominem é uma forte arma retórica, apesar de não possuir bases lógicas.

A falácia ocorre porque conclui sobre o valor da proposição sem examinar seu conteúdo, o que é absurdo.

O argumento contra a pessoa é uma das falácias caracterizadas pelo elemento da irrelevância, por concluir sobre o valor de uma proposição através da introdução, dentro do contexto da discussão, de um elemento que não tem relevância para isso, que neste caso é um juízo sobre o autor da proposição.

Pode ser agrupado também entre as falácias que usam o estratagema do desvio de atenção, ao levar o foco da discussão para um elemento externo a ela, que são as considerações pessoais sobre o autor da proposição.

:pos:

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 25 Dez 2016, 22:41

U.S. Soldiers Told to Ignore Sexual Abuse of Boys by Afghan Allies
http://mobile.nytimes.com/2015/09/21/wo ... -boys.html

Estão apenas seguindo o homem perfeito Maomé.

O casamento pedófilo legalizado por países islâmicos é uma homenagem ao Profeta que já passara dos 50 anos quando transformou em esposa uma menina com menos de 10
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-n ... nos-de-10/

Top Saudi cleric: OK for young girls to wed
The debate over the controversial practice of child marriage in Saudi Arabia was pushed back into the spotlight this week, with the kingdom's top cleric saying that it's OK for girls as young as 10 to wed.
http://edition.cnn.com/2009/WORLD/meast ... .marriage/

:eeee:

Avatar do usuário
Pada
Promessa
Promessa
Mensagens: 403
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:32

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Pada » 26 Dez 2016, 02:07

gmochel escreveu:
Pada escreveu:
Eu não quero que os muçulmanos adotem nada. Apenas sou a favor de liberdade e igualdade (por mais utópico que isso possa parecer), inclusive igualdade de gêneros e liberdade sexual (aliás, você não falou dos homossexuais na cultura islâmica). Sou contra misturar religião e governo. Acho sim que esses valores são uma evolução. Portanto, tenho que achar o Islã um atraso, assim com acho um atraso cristãos radicais que querem curar gays, por exemplo. Mas vejo mesmo os cristãos radicais mais tolerantes que muçulmanos, afinal HOJE EM DIA nunca ouvi do mais radical cristão que deveríamos apedrejar um homossexual.

Interessante esse negócio de que é uma cultura antiga e que tem que perguntar como a mulher islâmica se sente. Então se as mulheres, em algum lugar da África, que tem o clitóris mutilado acharem normal porque elas foram criadas assim, porque elas foram ensinadas a ter orgulho da dor e que isso as purifica, tudo bem. Eu não posso achá-los ignorantes, pois devo respeitar sua cultura? Eu acho que não; acho uma cultura atrasada e nada louvável. Se for assim, ter escravo já foi parte da cultura de vários povos e beleza, era só perguntar pro escravo que nasceu no cativeiro como ele se sentia e se ele tivesse um dono bonzinho que o tratasse bem e ele dissesse que era feliz trabalhando para o dono, tudo bem, vamos continuar com a escravidão. Será? Acho sim que temos que dizer que democracia, igualdade racial e de gênero são valores melhores, mesmo que tenhamos inúmeros problemas de desigualdade, racismo e preconceito, temos que dizer são valores melhores. Se quisessem juntar a religião católica ou outra qualquer com o estado no Brasil para "resgatar valores cristãos e fraternos" eu seria contra. Ponto.

Enfim, o que me preocupa não é o que fazem na África ou no Oriente Médio. Acho que alguns aspectos da cultura ocidental fariam um bem danado pra eles, mas isso é problema deles. Porém quando vejo uma brasileira sair do Pará para se juntar ao Isis, quando vejo alguns dados do crescimento vegetativo da população muçulmana na Europa com bairros tentando implantar a Sharia, eu fico sim com uma pulga atrás da orelha. Não muito alarmado, mas que me desperta questionamentos, não há dúvida.
Você tem uma clara convicção do que é uma sociedade evoluída segundo seus próprios dogmas. crítica ao homossexualismo para você é um atraso, por exemplo. Você parece ser um liberal no sentido estrito da palavra, não os falsos liberais moralistas, já que defende as liberdades individuais de forma absoluta. Então, como você sabe que todas as religiões criticam abertamente o homossexualismo, você entende que o ideal para uma sociedade é que não haja religião, assim os direitos individuais serão sempre respeitados.Estou certo?[/quote]

---------------------------------------------------------

Sou liberal sim, e você não acha uma sociedade com direitos iguais para todos os gêneros e com liberdade para cada um fazer a opção sexual que quiser sem sofrer discriminação uma sociedade mais evoluída que uma sociedade mais conservadora, vamos dizer? Pessoal de esquerda que defende tanto as minorias contra a opressão da maioria não acha a liberdade individual importante? Ou existe algum prisma pelo qual a discriminação é aceitável?

Também acho que seguir uma religião é um direito individual e que muitas pessoas precisam/gostam/querem conforto espiritual.

Mas para se ter liberdades individuais é preciso respeitar os direitos dos outros. Esse é o segredo: O respeito. Ponto. (Como dia o Doutor kkkk). A minha opção sexual não pode, por exemplo, ser a pedofilia e então seduzir crianças. Da mesma forma, um islâmico deve poder praticar sua fé, mas não pode formar guetos e implantar suas próprias leis violando liberdades de outros.

Voltando a sociedades evoluídas, para mim uma sociedade mais evoluída é a Noruega, por exemplo. A questão é que eliminar os problemas de saúde, educação e segurança e dar liberdade aos cidadãos não resolve o problema existencial. Já as religiões resolvem com a fé e aí ...

O que não entendo no pessoal de esquerda é que odeiam um pastor e crentes mas tem uma compreensão e tolerância com islâmicos...
Imagem

brenno1993
Promessa
Promessa
Mensagens: 337
Registrado em: 01 Jan 2016, 15:04

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por brenno1993 » 26 Dez 2016, 06:42

Obviamente tudo tem um contexto que vem de muito longe. A Igreja foi extremamente criticada(e ainda é/era, pelo menos até a entrada do novo papa), por ser uma religião extremamente atrasada, e pela matança que promoveu enquanto tinha o poder(de todas as eras negras da humanidade, a era que a igreja teve o poder conseguiu ser a pior, um feito incrível), e até hoje sofre as consequências disso com a perda de popularidade, de adeptos e até mesmo força política. Hoje nós temos a vez do Islã fazer o que a Igreja fez. Matar, lutar por poder tiranamente, ter dogmas atrasados. A diferença é que estamos na era da informação, então não precisamos de 300 anos e historiadores escrevendo pra percebermos a desgraça que está acontecendo.

Limitar a discussão atual do Islã à religião é inocência. Como na maioria das vezes, religião e poder andam lado a lado. A quantidade de tensões políticas e econômicas envolvidas num local tão pequeno é incrível. Pelo que parece, hoje estamos mais perto da terceira guerra mundial do que de uma solução pacífica a esse conflito em particular(que, mesmo que seja solucionado, não resolve os outros grandes problemas da área, como a guerra santa eterna, o extremismo crescente de uma religião e a expansão de uma religião tão intolerante pro resto do mundo, como se tivesse faltando intolerância no mundo).

Enfim, essa discussão e tentativa de superiorizar religiões em relação a outras é uma grande bobeira pra mim. Todas as religiões que lutam por poder seguem a mesma fórmula.
Imagem

Avatar do usuário
MartinsVascaino
Promessa
Promessa
Mensagens: 210
Registrado em: 20 Nov 2016, 00:15

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por MartinsVascaino » 26 Dez 2016, 07:44

Já tem bares e até praça na França (Marselha e Lyon), que mulheres não frequentam pois foram proibidas, as bichinhas tb. E se você passar por desavisado com sua mulher, eles te indicam outros locais.
Dizem que outras cidades próximas a Bélgica é bem pior.

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 26 Dez 2016, 09:02

Pada escreveu:
gmochel escreveu:
Pada escreveu:
Eu não quero que os muçulmanos adotem nada. Apenas sou a favor de liberdade e igualdade (por mais utópico que isso possa parecer), inclusive igualdade de gêneros e liberdade sexual (aliás, você não falou dos homossexuais na cultura islâmica). Sou contra misturar religião e governo. Acho sim que esses valores são uma evolução. Portanto, tenho que achar o Islã um atraso, assim com acho um atraso cristãos radicais que querem curar gays, por exemplo. Mas vejo mesmo os cristãos radicais mais tolerantes que muçulmanos, afinal HOJE EM DIA nunca ouvi do mais radical cristão que deveríamos apedrejar um homossexual.

Interessante esse negócio de que é uma cultura antiga e que tem que perguntar como a mulher islâmica se sente. Então se as mulheres, em algum lugar da África, que tem o clitóris mutilado acharem normal porque elas foram criadas assim, porque elas foram ensinadas a ter orgulho da dor e que isso as purifica, tudo bem. Eu não posso achá-los ignorantes, pois devo respeitar sua cultura? Eu acho que não; acho uma cultura atrasada e nada louvável. Se for assim, ter escravo já foi parte da cultura de vários povos e beleza, era só perguntar pro escravo que nasceu no cativeiro como ele se sentia e se ele tivesse um dono bonzinho que o tratasse bem e ele dissesse que era feliz trabalhando para o dono, tudo bem, vamos continuar com a escravidão. Será? Acho sim que temos que dizer que democracia, igualdade racial e de gênero são valores melhores, mesmo que tenhamos inúmeros problemas de desigualdade, racismo e preconceito, temos que dizer são valores melhores. Se quisessem juntar a religião católica ou outra qualquer com o estado no Brasil para "resgatar valores cristãos e fraternos" eu seria contra. Ponto.

Enfim, o que me preocupa não é o que fazem na África ou no Oriente Médio. Acho que alguns aspectos da cultura ocidental fariam um bem danado pra eles, mas isso é problema deles. Porém quando vejo uma brasileira sair do Pará para se juntar ao Isis, quando vejo alguns dados do crescimento vegetativo da população muçulmana na Europa com bairros tentando implantar a Sharia, eu fico sim com uma pulga atrás da orelha. Não muito alarmado, mas que me desperta questionamentos, não há dúvida.
Você tem uma clara convicção do que é uma sociedade evoluída segundo seus próprios dogmas. crítica ao homossexualismo para você é um atraso, por exemplo. Você parece ser um liberal no sentido estrito da palavra, não os falsos liberais moralistas, já que defende as liberdades individuais de forma absoluta. Então, como você sabe que todas as religiões criticam abertamente o homossexualismo, você entende que o ideal para uma sociedade é que não haja religião, assim os direitos individuais serão sempre respeitados.Estou certo?
---------------------------------------------------------

Sou liberal sim, e você não acha uma sociedade com direitos iguais para todos os gêneros e com liberdade para cada um fazer a opção sexual que quiser sem sofrer discriminação uma sociedade mais evoluída que uma sociedade mais conservadora, vamos dizer? Pessoal de esquerda que defende tanto as minorias contra a opressão da maioria não acha a liberdade individual importante? Ou existe algum prisma pelo qual a discriminação é aceitável?

Também acho que seguir uma religião é um direito individual e que muitas pessoas precisam/gostam/querem conforto espiritual.

Mas para se ter liberdades individuais é preciso respeitar os direitos dos outros. Esse é o segredo: O respeito. Ponto. (Como dia o Doutor kkkk). A minha opção sexual não pode, por exemplo, ser a pedofilia e então seduzir crianças. Da mesma forma, um islâmico deve poder praticar sua fé, mas não pode formar guetos e implantar suas próprias leis violando liberdades de outros.

Voltando a sociedades evoluídas, para mim uma sociedade mais evoluída é a Noruega, por exemplo. A questão é que eliminar os problemas de saúde, educação e segurança e dar liberdade aos cidadãos não resolve o problema existencial. Já as religiões resolvem com a fé e aí ...

O que não entendo no pessoal de esquerda é que odeiam um pastor e crentes mas tem uma compreensão e tolerância com islâmicos...[/quote]

Exato, você é um liberal social, a Noruega é assim. Social-democrata, livre mercado e intervenção estatal em bem estar social com bastante liberdade individual. Então você se aproxima do meu ideal político.

Eu não sei se a esquerda apoia o islamismo, eu pelo menos não acho uma religião ideal (até pq para mim o ideal é não haver religião). O que eu não aceito é a hipocrisia das outras religiões querendo impor sua forma de pensar para doutrinar a política, geralmente reacionária (vide o radicalismo pentecostal).

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 26 Dez 2016, 09:06

Diego escreveu:Argumentum ad hominem

Argumentum ad hominem (latim, argumento contra a pessoa) é uma falácia identificada quando alguém procura negar uma proposição com uma crítica ao seu autor e não ao seu conteúdo. Um argumentum ad hominem é uma forte arma retórica, apesar de não possuir bases lógicas.

A falácia ocorre porque conclui sobre o valor da proposição sem examinar seu conteúdo, o que é absurdo.

O argumento contra a pessoa é uma das falácias caracterizadas pelo elemento da irrelevância, por concluir sobre o valor de uma proposição através da introdução, dentro do contexto da discussão, de um elemento que não tem relevância para isso, que neste caso é um juízo sobre o autor da proposição.

Pode ser agrupado também entre as falácias que usam o estratagema do desvio de atenção, ao levar o foco da discussão para um elemento externo a ela, que são as considerações pessoais sobre o autor da proposição.

:pos:
Imagem

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 26 Dez 2016, 09:14

brenno1993 escreveu:Obviamente tudo tem um contexto que vem de muito longe. A Igreja foi extremamente criticada(e ainda é/era, pelo menos até a entrada do novo papa), por ser uma religião extremamente atrasada, e pela matança que promoveu enquanto tinha o poder(de todas as eras negras da humanidade, a era que a igreja teve o poder conseguiu ser a pior, um feito incrível), e até hoje sofre as consequências disso com a perda de popularidade, de adeptos e até mesmo força política. Hoje nós temos a vez do Islã fazer o que a Igreja fez. Matar, lutar por poder tiranamente, ter dogmas atrasados. A diferença é que estamos na era da informação, então não precisamos de 300 anos e historiadores escrevendo pra percebermos a desgraça que está acontecendo.

Limitar a discussão atual do Islã à religião é inocência. Como na maioria das vezes, religião e poder andam lado a lado. A quantidade de tensões políticas e econômicas envolvidas num local tão pequeno é incrível. Pelo que parece, hoje estamos mais perto da terceira guerra mundial do que de uma solução pacífica a esse conflito em particular(que, mesmo que seja solucionado, não resolve os outros grandes problemas da área, como a guerra santa eterna, o extremismo crescente de uma religião e a expansão de uma religião tão intolerante pro resto do mundo, como se tivesse faltando intolerância no mundo).

Enfim, essa discussão e tentativa de superiorizar religiões em relação a outras é uma grande bobeira pra mim. Todas as religiões que lutam por poder seguem a mesma fórmula.
Todas as religiões lutam por poder. A religião é um meio para a dominação política e territorial, é assim há 5 mil anos. Religião não tem muito a ver com alcançar Deus (ou deuses), se relaciona ao controle do maior número de indivíduos, manipulação, doutrina, etc. É assim no Islã, no catolicismo, no judaísmo e no pentecostalismo. Deus não precisa de religião para ser alcançado, a religião tem a ver com o homem, uma ferramenta pura e simples.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 26 Dez 2016, 12:25

Pada escreveu:
gmochel escreveu:
Pada escreveu: Eu não quero que os muçulmanos adotem nada. Apenas sou a favor de liberdade e igualdade (por mais utópico que isso possa parecer), inclusive igualdade de gêneros e liberdade sexual (aliás, você não falou dos homossexuais na cultura islâmica). Sou contra misturar religião e governo. Acho sim que esses valores são uma evolução. Portanto, tenho que achar o Islã um atraso, assim com acho um atraso cristãos radicais que querem curar gays, por exemplo. Mas vejo mesmo os cristãos radicais mais tolerantes que muçulmanos, afinal HOJE EM DIA nunca ouvi do mais radical cristão que deveríamos apedrejar um homossexual.

Interessante esse negócio de que é uma cultura antiga e que tem que perguntar como a mulher islâmica se sente. Então se as mulheres, em algum lugar da África, que tem o clitóris mutilado acharem normal porque elas foram criadas assim, porque elas foram ensinadas a ter orgulho da dor e que isso as purifica, tudo bem. Eu não posso achá-los ignorantes, pois devo respeitar sua cultura? Eu acho que não; acho uma cultura atrasada e nada louvável. Se for assim, ter escravo já foi parte da cultura de vários povos e beleza, era só perguntar pro escravo que nasceu no cativeiro como ele se sentia e se ele tivesse um dono bonzinho que o tratasse bem e ele dissesse que era feliz trabalhando para o dono, tudo bem, vamos continuar com a escravidão. Será? Acho sim que temos que dizer que democracia, igualdade racial e de gênero são valores melhores, mesmo que tenhamos inúmeros problemas de desigualdade, racismo e preconceito, temos que dizer são valores melhores. Se quisessem juntar a religião católica ou outra qualquer com o estado no Brasil para "resgatar valores cristãos e fraternos" eu seria contra. Ponto.

Enfim, o que me preocupa não é o que fazem na África ou no Oriente Médio. Acho que alguns aspectos da cultura ocidental fariam um bem danado pra eles, mas isso é problema deles. Porém quando vejo uma brasileira sair do Pará para se juntar ao Isis, quando vejo alguns dados do crescimento vegetativo da população muçulmana na Europa com bairros tentando implantar a Sharia, eu fico sim com uma pulga atrás da orelha. Não muito alarmado, mas que me desperta questionamentos, não há dúvida.
Você tem uma clara convicção do que é uma sociedade evoluída segundo seus próprios dogmas. crítica ao homossexualismo para você é um atraso, por exemplo. Você parece ser um liberal no sentido estrito da palavra, não os falsos liberais moralistas, já que defende as liberdades individuais de forma absoluta. Então, como você sabe que todas as religiões criticam abertamente o homossexualismo, você entende que o ideal para uma sociedade é que não haja religião, assim os direitos individuais serão sempre respeitados.Estou certo?
---------------------------------------------------------

Sou liberal sim, e você não acha uma sociedade com direitos iguais para todos os gêneros e com liberdade para cada um fazer a opção sexual que quiser sem sofrer discriminação uma sociedade mais evoluída que uma sociedade mais conservadora, vamos dizer? Pessoal de esquerda que defende tanto as minorias contra a opressão da maioria não acha a liberdade individual importante? Ou existe algum prisma pelo qual a discriminação é aceitável?

Também acho que seguir uma religião é um direito individual e que muitas pessoas precisam/gostam/querem conforto espiritual.

Mas para se ter liberdades individuais é preciso respeitar os direitos dos outros. Esse é o segredo: O respeito. Ponto. (Como dia o Doutor kkkk). A minha opção sexual não pode, por exemplo, ser a pedofilia e então seduzir crianças. Da mesma forma, um islâmico deve poder praticar sua fé, mas não pode formar guetos e implantar suas próprias leis violando liberdades de outros.

Voltando a sociedades evoluídas, para mim uma sociedade mais evoluída é a Noruega, por exemplo. A questão é que eliminar os problemas de saúde, educação e segurança e dar liberdade aos cidadãos não resolve o problema existencial. Já as religiões resolvem com a fé e aí ...

O que não entendo no pessoal de esquerda é que odeiam um pastor e crentes mas tem uma compreensão e tolerância com islâmicos...

Você não entendeu cara, a esquerda não consegue vencer um debate com ideias e argumentação, é só na base de histeria, se você critica um gay você é homofóbico, se você critica uma mulher é misógino, um muçulmano é islamofóbico, é a velha argumentação ad hominem, as pessoas não param para pensar e a cabecinha acaba dando curto, a realidade não é amiga da esquerda, você pode acreditar nos valores da esquerda sem comprar essa cartilha aloprada que defende os gays aqui, mas em países árabes eles tem que morrer em nome da causa.

Avatar do usuário
Pada
Promessa
Promessa
Mensagens: 403
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:32

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Pada » 26 Dez 2016, 13:00

Diego escreveu: Você não entendeu cara, a esquerda não consegue vencer um debate com ideias e argumentação, é só na base de histeria, se você critica um gay você é homofóbico, se você critica uma mulher é misógino, um muçulmano é islamofóbico, é a velha argumentação ad hominem, as pessoas não param para pensar e a cabecinha acaba dando curto, a realidade não é amiga da esquerda, você pode acreditar nos valores da esquerda sem comprar essa cartilha aloprada que defende os gays aqui, mas em países árabes eles tem que morrer em nome da causa.
Não acho que um mundo mais justo e direitos individuais sejam valores exclusivos de esquerda. Eles tentam monopolizar isso tentando criar um jogo de mocinho contra bandido, mas um liberal pode ter os mesmos valores e apenas achar que a maneira de se mover em direção a esses valores é com menos estado.

Agora, se você critica um gay simplesmente por ser gay, você é preconceituoso. Já se você é contra um casal gay adotar uma criança, acho que é uma discussão super espinhosa com bons argumentos para ambos os lados, mas se você é contra não é necessariamente homofóbico.

Em relação ao islamismo, tratar uma pessoa como terrorista simplesmente por ser muçulmana é preconceito. Mas não vejo problema em se preocupar com a possibilidade de uma outra cultura dominar a cidade onde moro, especialmente radicais dessa outra cultura que possuem práticas medievais.

E a esquerda latino americana, bem a gente sabe...
Editado pela última vez por Pada em 26 Dez 2016, 13:19, em um total de 1 vez.
Imagem

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 2518
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: Búzios - RJ

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Diego » 26 Dez 2016, 13:09

Pada escreveu:
Diego escreveu: Você não entendeu cara, a esquerda não consegue vencer um debate com ideias e argumentação, é só na base de histeria, se você critica um gay você é homofóbico, se você critica uma mulher é misógino, um muçulmano é islamofóbico, é a velha argumentação ad hominem, as pessoas não param para pensar e a cabecinha acaba dando curto, a realidade não é amiga da esquerda, você pode acreditar nos valores da esquerda sem comprar essa cartilha aloprada que defende os gays aqui, mas em países árabes eles tem que morrer em nome da causa.
Não acho que um mundo mais justo e direitos individuais sejam valores exclusivos de esquerda. Eles tenta monopolizar isso tentando criar um jogo de mocinho contra bandido, mas um liberal pode ter os mesmos valores e apenas achar que a maneira de se mover em direção a esses valores é com menos estado.

Agora, se você critica um gay simplesmente por ser gay, você é preconceituoso. Já se você é contra um casal gay adotar uma criança, acho que é uma discussão super espinhosa com bons argumentos para ambos os lados, mas se você é contra não é necessariamente homofóbico.

Em relação ao islamismo, tratar uma pessoa como terrorista simplesmente por ser muçulmana é preconceito. Mas não vejo problema em se preocupar com a possibilidade de uma outra cultura dominar a cidade onde moro, especialmente radicais dessa outra cultura que possuem práticas medievais.

E a esquerda latino americana, bem a gente sabe...
Exatamente, a esquerda tenta monopolizar a virtude a décadas.

Avatar do usuário
ORESTES
Júnior
Júnior
Mensagens: 3328
Registrado em: 31 Dez 2015, 11:05
Localização: ACHOU QUE EU TAVA BRINCANDO?

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por ORESTES » 26 Dez 2016, 18:26

Única coisa boa que o islamismo criou foi o Bomba Patch.

Avatar do usuário
gmochel
Júnior
Júnior
Mensagens: 1461
Registrado em: 30 Dez 2015, 07:13

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por gmochel » 26 Dez 2016, 22:06

Pada escreveu: Não acho que um mundo mais justo e direitos individuais sejam valores exclusivos de esquerda. Eles tentam monopolizar isso tentando criar um jogo de mocinho contra bandido, mas um liberal pode ter os mesmos valores e apenas achar que a maneira de se mover em direção a esses valores é com menos estado.

Agora, se você critica um gay simplesmente por ser gay, você é preconceituoso. Já se você é contra um casal gay adotar uma criança, acho que é uma discussão super espinhosa com bons argumentos para ambos os lados, mas se você é contra não é necessariamente homofóbico.

Em relação ao islamismo, tratar uma pessoa como terrorista simplesmente por ser muçulmana é preconceito. Mas não vejo problema em se preocupar com a possibilidade de uma outra cultura dominar a cidade onde moro, especialmente radicais dessa outra cultura que possuem práticas medievais.

E a esquerda latino americana, bem a gente sabe...
Você está correto, não há essa de monopolizar direitos individuais como exclusivo de esquerda, até por que os direitos fundamentais de primeira geração vieram do iluminismo, berço do liberalismo. As discussões que você citou são todas passíveis de dialética e realmente há bons argumentos para ambos os lados, e a preocupação com o islamismo é válida, como no Japão por exemplo que mantém rígida vigilância sendo até alvo de ações de inconstitucionalidade. Mas enfim sobre isso eu concordo com você. Agora discordo em duas coisas:

1. O Estado Mínimo é melhor.

Beleza, não é bem uma discordância, mas queria saber em que lugar do mundo liberal o estado mínimo deu certo. Vamos esquecer as quebras de bolsas anteriores e vamos nos focar em 2008/09 na crise de subprimes. Claramente foi um movimento irresponsável que envolveu de falsidade ideológica a estelionato, uma porrada de empresa americana iria. Quebrar. pela lei liberal absoluta do turma de Chicago qual era o correto? Que as empresas fossem pro buraco e a economia se recuperasse por si mesma. Mas não foi o que aconteceu. O governo socorreu diversas empresas, aliás, socorreu os EMPRESÁRIOS. Evitou que um monte de CEO falisse e deixou 20% da população economicamente ativa dos EUA na lona. Então que porra de liberalismo é esse que quando o negócio aperta os caras caem de boca do dinheiro público? Quero saber de um país liberal que entrou em crise e o governo não socorreu. Aqui é a mesma coisa, estão querendo simplesmente fuder com a aposentadoria e ao mesmo tempo liberar 105 bilhões pra Oi. Veja bem, a Oi que comprou (ganhou) a telefonia nacional em um dos maiores esquemas de corrupção da galáxia, comprando uma empresa que o governo federal investiu 30 bilhões 2 meses antes por 8 bilhões. Tinha tudo pra ser uma das empresas mais ricas do mundo. Quebrou e agora vai mamar de novo.

2. A esquerda latino americana é uma merda.

Também acho, é populista e pouco afeita a economia de gastos, além de ser discípula dos tucanos na arte de meter a mão. Mas o que podemos dizer da direita latino-americana? Essa é um lixo. Mas vamos pôr as exceções na mesa, de ambos os lados. A direita no exemplo chileno e a esquerda no exemplo uruguaio. O resto é um lixo de ambos os lados.

Avatar do usuário
Pada
Promessa
Promessa
Mensagens: 403
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:32

Re: ISLAMIZAÇÃO DO MUNDO - A INVASÃO MUÇULMANA

Mensagem por Pada » 27 Dez 2016, 03:14

gmochel escreveu:
Pada escreveu: Não acho que um mundo mais justo e direitos individuais sejam valores exclusivos de esquerda. Eles tentam monopolizar isso tentando criar um jogo de mocinho contra bandido, mas um liberal pode ter os mesmos valores e apenas achar que a maneira de se mover em direção a esses valores é com menos estado.

Agora, se você critica um gay simplesmente por ser gay, você é preconceituoso. Já se você é contra um casal gay adotar uma criança, acho que é uma discussão super espinhosa com bons argumentos para ambos os lados, mas se você é contra não é necessariamente homofóbico.

Em relação ao islamismo, tratar uma pessoa como terrorista simplesmente por ser muçulmana é preconceito. Mas não vejo problema em se preocupar com a possibilidade de uma outra cultura dominar a cidade onde moro, especialmente radicais dessa outra cultura que possuem práticas medievais.

E a esquerda latino americana, bem a gente sabe...
Você está correto, não há essa de monopolizar direitos individuais como exclusivo de esquerda, até por que os direitos fundamentais de primeira geração vieram do iluminismo, berço do liberalismo. As discussões que você citou são todas passíveis de dialética e realmente há bons argumentos para ambos os lados, e a preocupação com o islamismo é válida, como no Japão por exemplo que mantém rígida vigilância sendo até alvo de ações de inconstitucionalidade. Mas enfim sobre isso eu concordo com você. Agora discordo em duas coisas:

1. O Estado Mínimo é melhor.

Beleza, não é bem uma discordância, mas queria saber em que lugar do mundo liberal o estado mínimo deu certo. Vamos esquecer as quebras de bolsas anteriores e vamos nos focar em 2008/09 na crise de subprimes. Claramente foi um movimento irresponsável que envolveu de falsidade ideológica a estelionato, uma porrada de empresa americana iria. Quebrar. pela lei liberal absoluta do turma de Chicago qual era o correto? Que as empresas fossem pro buraco e a economia se recuperasse por si mesma. Mas não foi o que aconteceu. O governo socorreu diversas empresas, aliás, socorreu os EMPRESÁRIOS. Evitou que um monte de CEO falisse e deixou 20% da população economicamente ativa dos EUA na lona. Então que porra de liberalismo é esse que quando o negócio aperta os caras caem de boca do dinheiro público? Quero saber de um país liberal que entrou em crise e o governo não socorreu. Aqui é a mesma coisa, estão querendo simplesmente fuder com a aposentadoria e ao mesmo tempo liberar 105 bilhões pra Oi. Veja bem, a Oi que comprou (ganhou) a telefonia nacional em um dos maiores esquemas de corrupção da galáxia, comprando uma empresa que o governo federal investiu 30 bilhões 2 meses antes por 8 bilhões. Tinha tudo pra ser uma das empresas mais ricas do mundo. Quebrou e agora vai mamar de novo.

2. A esquerda latino americana é uma merda.

Também acho, é populista e pouco afeita a economia de gastos, além de ser discípula dos tucanos na arte de meter a mão. Mas o que podemos dizer da direita latino-americana? Essa é um lixo. Mas vamos pôr as exceções na mesa, de ambos os lados. A direita no exemplo chileno e a esquerda no exemplo uruguaio. O resto é um lixo de ambos os lados.
Fugindo do tópico, mas enfim, menos estado porque acho nosso estado paquidérmico e ineficiente. E isso vem de eras. O sonho do brasileiro sempre foi arrumar um emprego (nunca trabalho) no setor público. Hoje só mudou que em vez de querer ter um tio deputado, o negócio é estudar dia e noite para passar no concurso. Administre uma lanchonete NO BRASIL com funcionários com estabilidade, independente de demanda, produtividade, empenho e me diga como ter sucesso. Aqui o pessoal sempre tratou público como sendo de ninguém e não de todos. Um vaca cheia de tetas em que todos querem mamar. Claro que há pessoas decentes, honestas e que trabalham duro, mas não são suficientes para tornar o estado eficiente.
O Brasil tem dimensões continentais e uma grande população. Não tenho conhecimento profundo, apenas um feeling de que antes de chegar à Noruega, precisamos passar por EUA e não Cuba. Como nos EUA, precisamos de maior independência regional. O que pode ser resolvido no município, é problema do município. O que envolve mais de um município é resolvido pelo estado e o que envolve mais de um estado é resolvido pela federação (Lucas Mendes). Para isso, é preciso redistribuir os impostos acabando com essa concentração de dinheiro no governo Federal. Os EUA tem problemas? Claro que sim, mas estão melhor que a gente, não? E quando falam em EUA, estão falando de 50 estados diferentes, com leis diferentes, culturas diferentes, como o Brasil.

E não acho que o governo tem que socorrer empresas privadas ou dar isenções, como ao setor automobilístico (principalmente eu não vou achar isso, único funcionário de minha empresa de tradução que tentou por 13 anos entrar no simples nacional). Não tenho dados, mas apostaria que a esquerda acha Marcelo Odebrecht mais maligno que os políticos. Eu não. Acho ele um pulha, mas se perguntar o que ele produziu para a sociedade além de pagar propina, a resposta é que bem ou mal construiu muita coisa, que é o objetivo de um construtor (mesmo assim continua sendo um filho da puta). Agora pergunte o que os políticos fizeram além de receber a propina... Nada. A finalidade do político é defender o interesse da população. Foram eleitos pra isso e como sabemos... Sei lá, acho que enxugar o estado, restringindo o enfoque em edução, saúde e segurança e controlando o mercado (agência reguladoras?) é do que precisamos no momento.
Imagem


Voltar para “Economia, Política e Temas Sociais”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitante